JOANINOS FALAM SOBRE INTERCÂMBIO NOS ESTADOS DO CEARÁ E RIO GRANDE DO NORTE

Os secretários municipais de São João Batista, Serginho Castro e Assis Araújo, e o vereadores Dezinho e Luiz Everton participaram de um intercâmbio nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte na semana passada. A Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq) realizou o I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura. Uma parceria entre os Governos Municipal e Estadual. O intercâmbio aconteceu, por meio de viagens a cidades do Ceará e Rio Grande do Norte, e tem como objetivo propiciar aos pescadores artesanais, aquicultores e agricultores familiares do Maranhão residentes nas áreas catalogadas a instalação de polos de produção de camarões. As cidades beneficiadas que fazeram parte do intercâmbio foram Anajatuba, Viana e São João Batista, representadas, respectivamente, pelos secretários Antônio Lima, Jarbas Bezerra e Sérgio Castro, além dos vereadores.
O evento teve presença, ainda, de representantes da Câmara Municipal, das colônias e sindicatos dos pescadores dos seus respectivos municípios. Segundo o superintendente de Desenvolvimento da Aquicultura, Fernando Bergmann, esses três municípios foram escolhidos por suas regiões de tesos (mistura água doce e água salgada) serem consideradas as mais propícias para o cultivo de camarão, segundo um documento existente no estado chamado de Zoneamento Costeiro do Estado do Maranhão, feito em 2003.

Os locais que foram visitados durante o I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura foram a Fazenda, Laboratório e Centro de Processamento da Compescal (CELM), em Aracati no Ceará; Fazenda Amaral & Amaral, em Jaguaruana, também no Ceará; Fazenda e Centro de Processamento Potiporã, em Pendências, no Rio Grande do Norte (maior empreendimento de carcinicultura do Brasil); Fazenda Aquarium, em Mossoró, também no Rio Grande do Norte; além do Projeto de Carcinicultura Comunitária Requenguela (ACCI), em Icapuí, no Ceará (primeira carcinicultura comunitária com Licenciamento Ambiental do Brasil).
O I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura faz parte do Plano Estadual de Desenvolvimento da Carcinicultura do Maranhão, que está sendo desenvolvido pela Sepaq. O secretário chefe de Gabinete, Assis Araújo, comentou sobre o intercâmbio. “Este intercâmbio nos revelou a exata dimensão desta atividade e suas características tecnológicas, físicas, sócio-econômicas e principalmente ambientais, desmistificando a tese de que a carcinicultura gera danos ao meio ambiente. Ao contrário disso, o que percebemos é que o cultivo do camarão é objeto permanente de estudos e de conclusões científicas por parte dos empreendedores com o acompanhamento permanente do setor técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão – ABCC. Um levantamento realizado pela Marinha do Brasil em 2011 estudando todos esses aspectos, comprova que se trata de uma atividade sustentável”, disse Assis.

Em seu relatório enviado ao prefeito municipal, Amarildo Pinheiro, Assis diz que ‘a experiência adquirida nestas visitas, onde conheceram todos os seguimentos da cadeia produtiva, associada aos dados levantados pela ABCC, concluíram que, com o nosso potencial natural, não é nenhum exagero dizer que essa atividade poderá ser a redenção da nossa região’. “Nos fez ponderar também que, embora com esse extraordinário potencial também demonstrado no zoneamento costeiro de 2003, no nosso Estado, o cultivo do camarão caminha a passos lentos, as unidades produtoras em operação são muito abaixo da média em operação no país, sem a devida atenção do Governo Estadual, principalmente por não oferecer os incentivos fiscais necessários para atrair grandes empreendedores”, afirmou.
Quem também comentou a visita foi o vereador Dezinho. No Plenário da Câmara de Vereadores o parlamentar disse que a região pode ser tornar um do maiores produtores camarão do Brasil se os projetos em andamento derem certos. Confiram outras informações do relatório final da viagem que as autoridades de São João Batista fizeram nestes estados no final de julho e começo de agosto.

1) Através do associativismo/cooperativismo: Inicialmente para criação/engorda em cativeiros. Essa modalidade(cooperativa) é bem vista pelos agentes financeiros favorecendo o financiamento. Gera um envolvimento das comunidades e incentiva o pequeno empreendedor e a mão de obra local. Favorece a negociação com fornecedores de matéria prima, ração e demais insumos. Caracteriza-se pela geração de emprego e renda e pela oportunidade de negócios no meio rural do município.
2) Sistema de Consórcio: Criação de um consórcio entre os três municípios(SJB, Viana e Anajatuba) para buscar investidores da iniciativa privada para um projeto mais arrojado e completo explorando outros seguimentos da cadeia produtiva do camarão. De forma consorciada Instalar um laboratório com capacidade de produção de náuplios e de pós-larvas para abastecer as fazendas de engordas cujos cativeiros deverão ser instalados individualmente em cada município. A aquisição dos demais insumos poderão ser adquiridos da mesma forma e distribuídos proporcionalmente a cada município. Todas as análises e interpretações desses levantamentos devem ser levadas para uma discussão ampla com toda a sociedade, com as entidades governamentais envolvidas, sociedade civil organizada, como Governo Estadual, municipal, ministério da pesca e aquicultura, agentes financeiros, sindicatos, associações comunitárias, órgãos ambientais, da política fundiária etc.

Folha de SJB

CAMPOS NATURAIS DA BAIXADA SE TORNARÃO PATRIMÔNIO NATURAL DO ESTADO

O deputado Jota Pinto (PEN) noticiou na manhã desta quinta-feira (8), na Assembleia Legislativa, reunião de trabalho preparatória à audiência pública marcada para as 15h do dia 5 de setembro na qual será discutida a atual situação da Baixada Maranhense especialmente a instalação de cercas elétricas e a invasão de cercas na região.
Dep. Jota Pinto
Da reunião participaram, além de representantes da Assembleia Legislativa, o Ibama, Ministério Público, Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Codevasf, Secretaria de Patrimônio da União, Secretaria de Agricultura e Secretaria de Desenvolvimento Social.

Ficou acertado o envio de convites para integrar a audiência pública aos prefeitos e vereadores dos diversos municípios da região, colônias de pescadores e todos os que tenham interesse na discussão do assunto e em desenvolver um trabalho de preservação dos campos da Baixada. No dia 5, dia da audiência, será assinado um termo de cooperação entre todos esses órgãos para formação de uma grande frente de trabalho conjunta em defesa dos campos da Baixada Maranhense.

O deputado Jota Pinto, também no dia 5 de setembro, estará dando entrada na Assembleia em Proposta de Emenda Constitucional com o fim de acrescentar dispositivo à Constituição do Estado transformando áreas dos campos em Patrimônio Natural do Estado.

A modificação constitucional servirá de instrumento para que os órgãos envolvidos possam fiscalizar e tomar as devidas providências com relação aos atentados ambientais que estão sendo cometidos nos campos, bem como a proliferação de cercas elétricas na região.

Folha de SJB

VEREADOR RENATO MACHADO DIZ QUE PARLAMENTO JOANINO DISCUTE ABOBRINHA

Vereador Renato
O vereador Renato Machado (PT) disse ontem no plenário da Câmara de Vereadores de São João Batista que alguns vereadores estão indo para a casa discutir “abobrinha”. A declaração foi dada na primeira Sessão Plenária depois do recesso parlamentar. O vereador arrancou risos e declarações de apoio da galeria que se fez presente durante toda a sessão.

A declaração foi dada depois de vereadores da Oposição e Situação discutirem sobre o governo passado e atual. Ao comentar as repetitivas discussões, o parlamentar disse que já está cansado de ouvir as mesmas discussões e os mesmos assuntos na casa. “Chega de discutir abobrinha nesta casa”, disse Renato Machado, que é vereador de primeiro mandato.

O vereador Mecinho (PRTB), que usou da tribuna logo depois das declarações de Machado, criticou o parlamentar e disse que ninguém vai para a câmara discutir abobrinha. “Tem vereador que não tem perfil para defender o governo”, disse Mecinho. Usando novamente a tribuna, Renato Machado disse que tem outros assuntos mais importantes para serem debatidos na casa.

Renato usou a construção inacabada do colégio Ateniense com um dos assuntos que os vereadores deveriam discutir. A sessão terminou por volta das 18 horas de ontem e causou bastante comentários nas rodas de conversas de São João Batista.

Folha de SJB

MUTIRÃO DA CATARATA TERMINA COM MAIS DE 500 CIRURGIAS REALIZADAS EM SÃO JOÃO BATISTA

Carlos e Amarildo

Mais de 500 cirurgias de catarata foram realizadas em São João Batista. A ação foi elogiada até pelos vereadores da Oposição é o resultada da parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo Federal. Ao todo 571 cirurgias foram realizadas e muitas pessoas da região foram beneficiadas. 

A cidade foi escolhida pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão para sediar um dos pólos da Baixada Maranhense. Sob o comando do prefeito Amarildo Pinheiro e do secretário municipal de Saúde, Carlos Figueiredo, o mutirão foi um sucesso. 

A informação é da coordenadora geral do mutirão na Baixada Maranhense, Ana Lurdes Lima, da Secretaria de Estado da Saúde e do Centro de Olhos Maranhense. Ana Lurdes disse o município atendeu os requisitos para sediar o mutirão, que envolveu cidades como Bacuritiba, Cajapió, São Bento, São Vicente Ferrer, Olinda, Palmeirandia e Cajari.


A coordenadora, ao acompanhar o mutirão aqui em São João Batista, elogiou o prefeito e o secretário pela organização e afirmou que a cidade vive um novo momento na saúde pública no Maranhão. 

Já o prefeito Amarildo Pinheiro disse que ao sediar o mutirão, coloca a saúde como prioridade em seu governo e disse que é compromisso da atual gestão fazer uma saúde de boa qualidade para os joaninos. O gestor parabenizou toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, especialmente o seu secretário, Carlos Figueiredo.

Já o secretário afirmou que este foi um esforço conjunto e que só foi possível graças à parceria entre a Prefeitura e Governo do Estado. Na sua fala, o secretário de saúde divulgou alguns dados a respeito do mutirão. Segundo Carlos Figueiredo, foram realizadas 571 cirurgias durante o mutirão em nosso município. Só em São João Batista foram realizadas 171 cirurgias de catarata. A equipe médica foi composta por 08 profissionais da SES.
Carlos Figueiredo ainda informou que cerca de 500 consultas médicas foram feitas durante este período com cirurgias de catarata realizadas com habitantes de outros municípios como São Bento (188 cirurgias), Palmeirândia (63 cirurgias), Olinda Nova (80 cirurgias), Cajapió (27 cirurgias) e São Vicente Ferrer (48 cirurgias). Um fato que marcou o mutirão foi que um senhor de 92 anos, da cidade de São Vicente Ferrer, há cinco anos deixou de enxergar e foi diagnósticado com problemas de catarata. Cerca de 24 horas depois de ter feito a cirurgia voltou a enxergar.

CATARATA
Coordenadora do Mutirão

A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). O cristalino normalmente é transparente. Ele atua como a lente de uma câmera, enfocando a luz conforme ela passa para dentro do olho. Conforme envelhecemos, as proteínas do cristalino começam a se degenerar e ele se torna opaco. Depois dos 40 anos, o formato do cristalino pode mudar. Isso permite que o cristalino concentre o foco em um objeto, não importando sua distância. As proteínas do cristalino começam a se degenerar e ele se torna opaco. O que o olho vê pode parecer turvo.

Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira. Há vários tipos de glaucoma. O glaucoma crônico simples ou de ângulo aberto, que representa mais ou menos 80% dos casos, incide nas pessoas acima de 40 anos e pode ser assintomático. 

Ele é causado por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que impede a saída do humor aquoso e aumenta a pressão intraocular. O tratamento é clínico e à base de colírio.


Folha de SJB

JOVENS DE SÃO JOÃO BATISTA IRÃO PARA A V JORNADA RURAL NO PARANÁ

O jovens do Fórum da Juventude joanino, Laercio Freire e Dielson Santos, estarão no estado do Paraná, entre os dias 27 e 20 de agosto, representando a cidade de São João Batista. Eles fazem parte da Comitiva de Jovens Maranhenses que representarão o Instituto Formação na V Jornada Rural, que este ano será realizada no município de Bocaiúna do Sul, no estado do Paraná.
Laercio Freire e Dielson Santos
Além destes, outros jovens da Baixada Maranhense estarão indo como Edilson Coelho, Ruhana Mayarla, Welinton Meireles, Denivaldo Freitas Moraes, Thalia Torres, Willian Silva, Gleicy Veríssimo. Eles irão compartilhar experiências culturais e de agroecologia com jovens do Brasil todo. Estará acompanhando a delegação Tatiane Lindoso, da Incubadora de Artes, Mídias e Tecnologias do Instituto Formação.

V JORNADA RURAL

Após quatro edições, a Rede Jovem Rural retorna à região Sul do Brasil para a realização da V Jornada Nacional do Jovem Rural, no município de Bocaiúva do Sul, no Paraná. Entre 27 e 30 de agosto, 300 jovens rurais de todas as regiões do país vão discutir o tema “Novos caminhos para a agricultura familiar”.

O encontro será uma grande oportunidade para troca de experiências e debate sobre uma agenda de ações em prol da juventude do campo. Centenas de jovens, educadores e técnicos estarão reunidos para uma semana repleta de atividades como painéis, grupos de trabalho, feira de produtos regionais, entre outras.

REDE JOVEM RURAL

A Rede Jovem Rural é um projeto coletivo formado por seis instituições que possuem em comum a preocupação e a ação em torno de projetos de educação e desenvolvimento do jovem rural. Liderada pelo Instituto Souza Cruz, a Rede é composta também pelas seguintes organizações: Associação Regional das Casas Familiares Rurais do Sul do Brasil (Arcafar Sul); Centro de Desenvolvimento do Jovem Rural (Cedejor); Movimento de Educação Promocional do Estado do Espírito Santo (Mepes); Movimento de Organização Comunitária (MOC); e Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta).

A Rede Jovem Rural tem como foco a implementação de iniciativas de cooperação e defesa conjunta da causa da juventude rural brasileira. O Projeto possui os seguintes objetivos estratégicos: Constituir-se como um espaço para troca de experiências, especialmente em torno dos temas empreendedorismo do jovem do campo e desenvolvimento sustentável em territórios rurais; Incentivar a articulação entre instituições que se ocupam do apoio técnico, fomento ou análise de projetos voltados para o protagonismo do jovem rural; Subsidiar políticas públicas através da sistematização e divulgação de experiências de trabalho e outros.

Folha de SJB

JOTA PINTO ARROCHA O CERCO NOS DONOS DE CERCAS ELÉTRICAS NA BAIXADA

A Assembleia Legislativa vai elaborar um termo de cooperação técnica juntamente com diversas entidades estaduais para solucionar a situação de eletrificação nos campos da Baixada Maranhense. A deliberação partiu de reunião presidida na tarde desta terça-feira (6) pelo deputado Jota Pinto (PEN), com a presença de representantes das secretarias de Pesca, Meio Ambiente e Desenvolvimento, Codevasf, Ibama, Ministério Público, entre outras entidades.
O deputado Jota Pinto destacou o objetivo de definir um plano de ação conjunta acerca da colocação de cercas elétricas nos campos da Baixada, de forma a definir a contribuição de cada instituição para solucionar o problema. A ideia é que o termo de cooperação a ser elaborado pelas instituições seja apresentado em audiência pública marcada para o dia 5 de setembro.

Na oportunidade, a consultora legislativa de Meio Ambiente, Luzenice Macedo, apresentou às entidades o projeto de Emenda à Constituição Estadual que pretende definir as áreas úmidas dos campos da Baixada como patrimônio natural, uma forma de frear o avanço das cercas elétricas nas áreas.

O secretário de Pesca e Agricultura, Dayvson Franklin de Souza, destacou a importância do desenvolvimento dos campos da Baixada, defendendo que o plano de ação não só contemple a preservação, mas considere também os espaços com potencial produtivo.

O promotor Emmanuel Soares, por sua vez, ressaltou o êxito do recurso do Ministério Público para evitar a criação de búfalos nas áreas alagadas da Baixada Maranhense, prática apontada como prejudicial ao ecossistema da região. Emmanuel enfatizou a atuação do Ministério Público como caminho que possa solucionar também a questão das cercas elétricas.
Já o superintendente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), Jorge Pinto, defendeu a necessidade de mapeamento e titularização dos terrenos, bem como de um trabalho de conscientização dos proprietários de terras sobre as consequências da eletrificação dos campos.

Para a analista ambiental do Ibama, Ciclene Brito, a falta de fiscalização acentua a prática de eletrificação dos campos. Ela sugeriu a definição de notificações aos proprietários de terras e, caso os mesmos não procedam à retirada das cercas, a fixação de multas.

TERMO DE COOPERAÇÃO 

Os representantes de cada instituição encaminharão, por escrito, suas considerações à consultoria legislativa da Casa, como forma de subsidiar a minuta de termo de cooperação a ser assinado por cada instituição. Foi definido também reforçar o convite às demais instituições para que se façam presentes às reuniões de trabalho e à audiência que será realizada no dia 5 de setembro.

Também participaram da reunião o superintendente do Ibama, Pedro Soares Filho, o superintendente substituto do órgão, Ricardo Arruda, o assessor da Secretaria de Desenvolvimento, Luiz Fernando Pinheiro, o superintendente e o engenheiro da Codevasf, João Batista Martins e Sérgio Luiz Costa, o secretário adjunto de Meio Ambiente, José Jânio Lins e o consultor legislativo, Carlos Lula.

Folha de SJB

SECRETÁRIA CONVIDA POPULAÇÃO PARA V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Irê Pinheiro, secretaria de Ass. Social
A secretária municipal de Assistência Social, Irê Pinheiro, convida toda a população de São João Batista para participar da V Conferência Municipal de Assistência Social, cuja tema é “A gestão e financiamento na efetivação do Sistema Único de Assistência Social-SUAS”.

A V Conferência de Assistência Social também está sendo organizada pelo Conselho Municipal de Assistência Social de São João Batista, cuja presidente é Fernando Junior. O evento será realizado amanhã na Colônia de Pescadores, a partir das 8 horas manhã.

“Temos a honra de convidar a sociedade civil organizada, autoridades locais, usuários dos serviços e programas da Assistência Social para participarem deste grande encontro com a finalidade de discutir e debater a situação da Assistência Social no município e elaborar propostas para os próximos dois anos, a partir de um debate com todos”, disse Irê Pinheiro.

A conferência servirá também para elaborar propostas para a Conferência Estadual de Assistência Social, que será realizada em São Luis e posteriormente para a nacional, a ser realizada em Brasília ainda este ano. O encontro começará a partir das 8 horas e está previsto para terminar às 18 horas.

Folha de SJB

EX-PREFEITA SURAMA SOARES CUMPRE AGENDA EM SÃO JOÃO BATISTA

A ex-prefeita de São João Batista, Surama Soares, cumpriu agenda neste final de semana aqui no município. Ao lado de seu marido, também ex-prefeito Zequinha Soares, a ex-prefeita visitou amigos e simpatizantes de seu grupo político.
Surama participa de aniversário de amigo
No final de semana Surama Soares se reuniu com amigos em sua casa, no povoado São Caetano, e participou também do aniversário de Pai João, juntamente com o vereador Ivan, Cleana, Zilmara, Boaventura e outros.

De acordo com informações chegadas ao Blog Folha de SJB, Surama Soares também teve compromissos particulares e esteve reunida com alguns membros de seu grupo político.

Folha de SJB

VEREADORES RETORNAM DO RECESSO AMANHÃ

Vereador Luiz Everton
O presidente da Câmara de Vereadores de São João Batista, Luiz Everton, informou ao Blog Folha de SJB que os parlamentares voltarão amanhã do recesso, iniciado final de julho. Os vereadores Ivan, Mecinho, Louro, Rui Serra, Cristina, Cabeça, Luiz Everton, Dezinho, Uira Dominici, Renato Machado e Chico de Nhozinho voltam aos trabalhos na casa amanhã.

O presidente da câmara ainda aproveitou para convidar toda a população para assistir os trabalhos na casa e fez uma breve relato do que os parlamentares aprovaram  no período de janeiro a junho deste ano. Foram aprovados mais de 15 projetos neste mesmo período.

Alguns deles como o Projeto de Lei 001/2013, que dispõe sobre a estrutura organizacional, criação e cargos da Prefeitura Municipal; Projeto de Lei 002/2013, que estabelece os cargos de contratação por tempo determinado para atender as necessidades temporárias e de excepecional interesse público e Projeto de Lei 003/2013, que autoriza o Poder Executivo a instituir Políticas Públicas relativas a Programas Sociais para distribuição de materiais gratuitos. Ambos sendo o autor o Poder Executivo.

Luiz Everton ainda destacou a aprovação do Projeto de Lei 004/2013,  que dispõe sobre a qualificação de entidades sem fins lucrativos com organizações sociais; Projeto de Lei 006/2013, que autoriza a cidade de São João Batista a integrar-se ao Conap-Lagos; Projeto 007/2014, que cria o Projeto de Aquicultura Familiar; Projeto de Lei 009/2013, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária de 2013 e dá outras providências.

Outros projetos que foram aprovados pelos vereadores de São João Batista foram o Projeto de Lei 010/2013, que institui a Lei Geral Municipal da Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e Microempreendedor Municipal; Projeto de Lei 011/2013, que dispõe sobre a Remuneração Mensal dos Agentes Comunitários de Saúde e Projeto de Lei 014/2013, que obriga a instalação de porta giratória com detector de metal nos estabelecimentos bancários.

O presidente da casa disse que está a disposição de todos os habitantes para mostrar o trabalho dos vereadores nestes primeiros meses da câmara e voltou a convidar toda a população para que se façam presentes durante as Sessões Plenárias.

Folha de SJB

AGORA LASCOU: VIVA CIDADÃO DE SÃO JOÃO BATISTA É ASSALTADO

A Unidade Móvel do Viva Cidadão de São João Batista foi assaltada ontem a noite. A informação já foi confirmada pela Polícia Militar, que estava no local hoje pela manhã. Um dos funcionários conversou com o Blog Folha de SJB e segundo ele o atendimento ao público está parado.
Funcionário mostra local de arrombamento para a polícia/Foto: SJB em Foco
O Boletim de Ocorrência foi feito hoje cedo na Delegacia de Polícia Civil. A polícia informou que foram levados alguns materiais de trabalho e que por isso o atendimento está suspenso até amanhã. Uma equipe de Perícia Criminal de São Luis está vindo ao local para saber como foi o assalto. 

A unidade móvel está em São João Batista desde domingo, mais começou o atendimento de emissão de carteiras de Trabalho, Identidade, CPF e Alistamento Militar, só nesta segunda-feira. Ninguem sabe ainda quais os suspeitos e nem como foi o assalto.

Folha de SJB

ATENÇÃO JOANINOS: VIVA CIDADÃO ESTÁ NA CIDADE

A pedido do prefeito da cidade, Amarildo Pinheiro, o carro do Viva Cidadão está em São João Batista e durante toda esta semana estará atendendo os habitantes deste município, tirando documentos pessoais. O unidade móvel foi instalada ontem.
De acordo com as informações chegadas ao Blog Folha de SJB, o Viva Cidadão está oferecendo serviços como emissão de Carteiras de Identidade e Trabalho, Cadastro de Pessoa Física e Certificados de Reservistas. Todos eles sendo entregues no mesmo dia.

O PROJETO

A Central Integrada de Atendimento Viva Cidadão, órgão estadual vinculado à Secretaria de Estado dos Direito Humanos, Assistência Social e Cidadania-SEDIHC, foi criado pelo Decreto nº15. 611/97, sob regime especial de autonomia relativa, tendo sua primeira Unidade (Praia Grande) inaugurada em fevereiro de 1998 na capital maranhense. 

Com a missão de “Fortalecer o exercício da cidadania, facilitando o acesso da comunidade a ações de qualidade na prestação de serviços públicos”. O objetivo do Viva Cidadão é estabelecer e manter novo padrão e modelo de prestação dos serviços públicos oferecendo ao cidadão, atendimento de qualidade com rapidez e conforto, tudo reunido em um só espaço físico, com representações de diversos órgãos e entidades, a fim de atender a demanda de serviços da comunidade.

A Central possui 28 unidades; 13 Fixas: Praia Grande, João Paulo, Jaracati, Imperatriz, Carolina, Presidente Dutra, São Bento, Caxias, Balsas, Açailândia, Santa Inês, Pinheiro, Coroatá e 03 Anexos: São José de Ribamar, Maternidade Marly Sarney e Benedito Leite. 12 Móveis: 09 Rodoviárias, 01 Ferroviária e 02 Alternativas.

Folha de SJB

COLUNA DO PROFESSOR MARCONDES: EXALTAÇÃO À NAMORADINHA DOS CAMPOS

Professor Marcondes
Ser-me-ia impossível principiar esta coluna sem agradecer o convite que me foi feito gentilmente pelo jovem Jaílson Mendes, e romântico incorrigível, sentimental ao extremo, emotivo às lágrimas, ousasse desafiar estas condutas para discorrer sobre outra temática que não se reportasse e enaltecesse o amor. 

Hoje eu evidencio um amor comum, com um toque especialmente particular e subjetivamente meu, o amor por minha cidade. Tenho alguns poemas inspirados em São João Batista, minha querida terra natal. Sou orgulhosamente joanino; assim como a grande maioria, um apaixonado ufanista e gosto de louvar minhas paixões. Permitam-me a vaidade em apresentar-lhes um destes poemas:

EXALTAÇÃO À NAMORADINHA DOS CAMPOS

Minha terra tem filhos ilustres espalhados por esse imenso Brasil e até no exterior, também acolhe em seu seio tantos filhos adotivos vindos de outros cantos e trata-os com o mesmo amor. Aqui pássaros cantam com pujança, nos encantam e ainda é possível admirá-los em nossos quintais,

assim é que nos mostram a beleza da natureza, gorjeando em espetáculos tão comoventes quanto naturais. 
Neste apelo ingênuo e canoro eles tão inocentemente tentam nos lembrar, para não esperar pelas providências da“Rio + 20”, em que nem se pode acreditar! As noites são cobertas por um belo manto estrelado, a lua prateada e enamorada que já não inspira os apaixonados, ainda lá no céu, aqui também se acabou o romantismo, os amores apressados começam nas garupas das motos correndo para o motel. 

Nossas matas geram vidas! Animais, aves, pássaros, árvores, plantas e flores, que tão próximos inspiram os casais conceberem os frutos dos mais lindos amores. Às vezes cismo em ir para qualquer outro lugar, apesar do incomparável prazer que encontro eu cá, vivendo em ti Namoradinha dos Campos, joia campesina, chão pra ser feliz e louvar.

Nossa terra é pespontada de beleza, natureza igual daqui não se encontra por aí, temos frutas saborosas, banana, manga, caju, carambola, juçara, graviola e o gostoso bacuri, por aqui quando chove as águas escorrem, renovam as esperanças e carregam as mágoas de toda a população; um desalento aqui, outro ali, uma saudade que chora faz parte de todo rincão.

E nosso arrebol ao nascer ou por do sol embevece muito mais, matizado em tons de vermelhidão, colore a certeza que aqui é um espaço impossível de ser infeliz. Aqui, meus amigos é o nosso São João. 

Professor Marcondes Serra Ribeiro

SÃO JOÃO BATISTA RECEBEU MAIS DE UM MILHÃO E MEIO NO MÊS DE JULHO

Foi liberada a última parcela de dinheiro para o Estado e para os Municípios referente a Julho. De acordo com as informações do Portal da Transferência, a cidade de São João Batista recebeu mais de um milhão e meio de reais.

Desde janeiro a cidade já recebeu mais de 16 milhões de reais. Foram exatamente 1.527.713,82 reais. Somando os repasses da União, somente em Julho, o Estado do Maranhão recebeu da União R$ 317.911.482,68.

Já os Municípios maranhenses receberam da União R$ 387.326.620,81 no mês de Julho. Veja abaixo a parte que cada Município recebeu deste valor transferido pela União no mês de Julho. Confiram aqui os últimos repasses da nossa cidade.

São Bento 2.256.718,00

São Bernardo 1.800.604,85

São Domingos do Azeitão 571.352,62

São Domingos do Maranhão 2.214.247,37

São Félix de Balsas 438.190,93

São Francisco do Brejão 733.091,46

São Francisco do Maranhão 758.769,81

São João Batista 1.527.713,82

São João do Carú 1.385.492,60

São João do Paraíso 806.098,40

São João do Soter 1.562.344,95

São João dos Patos 1.489.805,50

São José de Ribamar 7.129.648,28

São José dos Basílios 590.068,31

São Luís 35.595.252,20


Folha de SJB

FIÉIS COMEMORAM DIA DO PADRE COM O PÁROCO VALMIR

Os fiéis da Igreja Católica de São João Batista comemoraram hoje o Dia do Padre, que é comemorado todos os anos pela Igreja Católica no dia 04 de agosto em todo Brasil e no mundo. De acordo com as informações postadas em redes sociais, jovens e adultos homenagearam o padre Valmir.
Fiéis e o padre Valmir
Depois de ser destaque na Diocese de Viana, como um dos melhores padres que veio para esta cidade, o padre Valmir agora é lembrado pelos fiéis de São João Batista. Eles organizaram um café da manhã com o pároco hoje cedo, antes da missa, que foi realizada às 8 horas.

DIA DO PADRE
Comemora-se o Dia do Padre em 4 de agosto em homenagem ao Dia de São João Maria Vianney, santo padroeiro dos sacerdotes. Ele nasceu na França, no ano de 1786, e depois de passar por muitas dificuldades por causa das poucas habilidades, foi ordenado sacerdote. Apesar de suas limitações, era um homem bom e converteu muitos fiéis. 

Se a princípio a Igreja não permitiu que ele confessasse pois não confiava em sua capacidade de dar conselhos, logo ele se tornou um dos mais famosos dos confessores. Em 1929, foi proclamado patrono dos padres. Para conhecer padres famosos que participaram da história do Brasil.

Folha de SJB

CIDADE PODE DECRETAR ESTADO DE EMERGÊNCIA POR CAUSA DA ESTIAGEM

Mais de 100 municípios maranhenses deverão, este ano, decretar estado de emergência em função dos prejuízos causados pela estiagem. A informação foi repassada nesta quinta-feira (01) pelo secretário estadual Cláudio Azevedo (Agricultura) durante o Encontro de Preparação para Situação de Emergência nos Municípios, iniciativa promovida pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e Governo do Estado no auditório da FIEMA, em São Luís.
Lago do Coqueiro no ano passado
Entre os cem municípios, a cidade de São João Batista. O evento reuniu dezenas de prefeitos e prefeitas, além de secretários municipais e técnicos, cujas pastas estão ligadas ao tema, e teve como principal objetivo repassar aos gestores públicos informações importantes sobre os benefícios oferecidos pelo Governo Federal neste tipo de situação e as ações que cada Prefeitura deve adotar para ter direito de receber os mesmos.

Ano passado, 72 cidades maranhenses tiveram reconhecidos pelo Governo Federal o estado de emergência ocasionado pela estiagem. Estes municípios obtiveram como benefícios abatimento em suas dívidas; prorrogação, por até 10 anos, do prazo de financiamento do PRONAF junto às instituições bancárias; liberação de recursos para implantação de poços artesianos, instalação de bombas e reservatórias elevados; além do recebimento de maquinário. Este ano, em função da chamada ‘seca verde’, o número deverá variar entre 100 a 110 municípios.

‘Na maioria dos municípios choveu apenas nos dois primeiros meses do ano. Além disso, os principais rios, como o Itapecuru, estão com seus índices baixos. Tudo isso contribui para que, este ano, o número de cidades atingidas pela estiagem e que tiveram as safras comprometidas aumente significativamente’, afirmou Azevedo, que fez questão de destacar o importante apoio dado pela Famem para a realização do evento.

Representando o presidente da Federação, Gil Cutrim (São José de Ribamar), no evento, o diretor-geral da Famem, Fredson Froz, disse que entidade possui coordenações técnicas específicas que podem orientar prefeitos e prefeitas sobre como proceder para ingressar, junto ao Governo Federal, com o pedido de decretação de estado de emergência. ‘Basta o gestor procurar a entidade que ele receberá toda a orientação necessária. O objetivo da gestão Gil Cutrim é fornecer todo o suporte para que os municípios e seus moradores tenham, pelo menos, as suas situações amenizadas’, disse.

Orientações e aprovação – Durante o Encontro, foram promovidas palestras específicas e que orientaram os gestores públicos sobre como proceder. O tenente Fernando Fernandes, da Defesa Civil Estadual, detalhou aos presentes sobre o procedimento para cadastrar o pedido de decretação de estado de emergência junto ao Governo Federal, através da Secretaria Nacional da Defesa Civil. João Martins, superintendente regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), explanou sobre o programa Água para Todos, cujas ações também podem beneficiar os municípios atingidos pela estiagem.

Representantes dos Bancos do Brasil, Amazônia e Nordeste repassaram aos gestores informações sobre a atuação das instituições junto aos municípios em situação de emergência. Prefeitos e prefeitas que participaram do evento aprovaram a iniciativa e a classificaram como extremamente proveitosa. ‘Ao promover este tipo de encontro, a Famem, com o apoio do Governo do Estado, interage muito com prefeitos e prefeitas oferecendo a eles as informações necessárias sobre como proceder neste tipo de situação. A entidade, mais uma vez, cumpre com a sua missão de fortalecer o municipalismo no Maranhão’, avaliou o prefeito de Codó, Zito Rolim. Fonte: Famem.

Folha de SJB

PRESOS QUE FUGIRAM DE VIANA TAMBÉM SÃO DE SÃO JOÃO BATISTA

Durante a madrugada deste domingo (4), 12 presos conseguiram fugir da Delegacia Regional de Viana. Na tarde de sábado (3) os presos iniciaram um motim que terminou depois de negociação com a Polícia Militar e teve um saldo de duas celas destruídas. Não se sabe quantos, mais alguns são de São João Batista.

Por conta da destruição, alguns presos ficaram em uma área da carceragem fora da cela e aproveitaram para fugir na madrugada. 50 presos de Viana e de municípios vizinhos, entre eles, Penalva, São João Batista e São Vicente de Ferrer se dividem nas 6 celas existentes. As carceragens desses locais teriam sido interditadas pela justiça. 

Entre os foragidos está Marcos Paulo Araújo, 20 anos, vulgo “Skol”, preso na semana passada acusado de vários assaltos na região e suspeito de latrocínio (roubo seguido de morte) a um moto taxista. Até o momento ninguém foi preso e delegados da região estão fazendo diligencias na área para tentar recapturar os fugitivos. 

“Ainda esse mês a Delegacia regional de Viana vai para um prédio sem carceragem, um imóvel alugada pelo estado onde vai funcionar a Regional, os Distritos Policiais e a Delegacia da Mulher. Na antiga regional vai funcionar uma Cadeia Pública, uma espécie de Mini Presídio com a direção da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciaria. 

Com isso, esperamos acabar principalmente com o desvio de função do policial civil que serve de vigia para presos, mas que deve somente investigar”, informou o Superintendente de Polícia Civil do Interior, Jair Paiva. 

Folha de SJB

CISTERNAS COMEÇAM A CHEGAR EM SÃO JOÃO BATISTA

O prefeito de São João Batista, Amarildo Pinheiro, anunciou hoje que começaram a chegar as primeiras cisternas na cidade. Por volta das 17 horas de ontem, cerca de 20 cisternas já estão no nosso município num total de 120 conseguidas através da Codevasf, do Governo Federal. Amarildo informou ao Blog Folha de SJB que até o final deste mês todas as 120 cisternas já estão em solo joanino.
Serginho Castro, Claúdio Azevedo e Amarildo Pinheiro
As cisternas instaladas pelo programa são feitas de polietileno e possuem capacidade para armazenar 16 mil litros de água – que é captada da chuva por meio de calhas e canos instalados nas casas – abastecendo uma família de até cinco pessoas por um período de seis meses, quando há escassez de água para o consumo humano, como para beber e o preparo de alimentos. No Maranhão, além da instalação das cisternas, a Sagrima e o Ministério da Integração Nacional implantarão até o final de 2014, um total de 175 Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (100 pela Codevaf e 75 pela Sagrima), que irão regularizar o fornecimento de água para cerca de 8.750 famílias da zona rural de 48 municípios.
Primeiras 20 cisternas chegaram na cidade
A nova metodologia de execução do Programa Água para Todos no Maranhão, com uma nova frente de trabalho, foi apresentada esta semana pelo secretário Cláudio Azevedo e o superintendente regional da Codevasf no Maranhão, João Batista Martins, durante a reunião do Comitê Gestor Estadual do Programa. Com os 75 sistemas simplificados de abastecimento de água que serão instalados, por meio de convênio entre com o Governo do Estado e o Ministério da Integração Nacional, serão beneficiados os municípios de Açailândia, Alcântara, Araguanã, Barra do Corda, Bequimão, Formosa Serra Negra, Fortuna, Governador Archer, Governador Newton Bello, Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Joselândia, Olinda Nova, Paraibano, Peri Mirim, Presidente Dutra, Santo Antônio dos Lopes, São Bento, São Francisco Brejão,São João Batista, São José dos Basílios, Sitio Novo e Urbano Santos.
Os critérios utilizados para a seleção desses municípios são os de que eles estão inseridos nas áreas que decretaram situação de emergência em decorrência da estiagem. “Atendemos o apelo da Defesa Civil e a orientação da Governadora Roseana Sarney. Além disso, foi levado em consideração o baixo índice de desenvolvimento humano desses municípios, atendendo dessa forma, também, as diretrizes do Programa de Combate à Extrema Pobreza no Maranhão”, justificou o secretário Cláudio Azevedo. Fonte: Governo do Maranhão.
BRASIL SEM MISÉRIA
O Plano Brasil sem Miséria atenderá todo o território nacional. Somam-se nesta iniciativa, 93 mil famílias de agricultores acolhidas no programa, incluindo-se mulheres e jovens. Estas devem ser consideradas beneficiárias ativas e iguais receptores de todas as orientações. Além de orientar e inserir nas diversas políticas do MDA e do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), as famílias beneficiadas pelo Plano, serão contempladas com um projeto de inclusão produtiva pagos em parcelas semestrais durante dois anos.

A finalidade, segundo a coordenadora do treinamento MDA, Aládia Fregolente, é gerar renda e incluí-los prioritariamente, no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação doEscolar (PNAE). Ascom Governo do Estado.
ÁGUA PARA TODOS
O Programa de Universalização do Acesso à Água – Água para Todos, completa neste mês de março um ano de implantação no Maranhão. A primeira cisterna foi instalada no dia 1o de março de 2012, no povoado Morro Grande, localizado no município de Matões do Norte. Das 4.302 cisternas previstas na primeira etapa do programa, 2.821 já foram instaladas, em Anajatuba, Arari, Cantanhede, Codó, Matões do Norte, Pirapemas, São Mateus e Viana.
O Programa, que faz parte do Plano Brasil sem Miséria, foi implantado no Maranhão pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), e pelo Ministério da Integração Nacional, tendo como executor a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). A cidade de São João Batista já está incluída no programa do Governo Federal.

O secretário de Agricultura, Cláudio Azevedo, ressaltou que para este ano, a parceria entre os governos estadual e federal está permitindo que o programa seja ampliado para mais 48 municípios, com a instalação de 175 Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água. “O Programa Água para Todos vai ser implantado nos 149 municípios localizados nas bacias hidrográficas dos rios Mearim, Itapecuru e Parnaíba, que estão sob a área de influência da Codevasf”, explicou Cláudio Azevedo.

Folha de SJB

COMITIVA JOANINA PARTICIPA DA II CONFERÊNCIA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL EM VIANA

Uma comitiva de São João Batista participou nos dias 01 e 02 da II Conferência Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, realizada em Viana. Da cidade estavam o secretário adjunto de Agricultura, Zé de Beja; a representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Elza Marques, e os representantes dos Fóruns da Juventude na Baixada Maranhense, Jailson Mendes, Fernando Santos, Dunga e Laercio Freire.
O Colegiado Territorial convocou gestores públicos, dirigentes de entidades e instituições, representantes de organizações e movimentos sociais envolvidos com o desenvolvimento rural sustentável, para participarem da Conferência Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CTDRSS) do Território região dos Campos e Lagos Maranhenses, que foi realizada no começo deste mês, no auditório do STTR de Viana. 
A mesa de abertura foi composta pelo presidente do Codeter, Alvaro Jardim; pelo prefeito de Viana, Chico Gomes; pelo representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ney Jeferson; e por secretários municipais de Viana. Durante os dois dias foram discutidas propostas que serão encaminhadas para a Conferência Estadual, que será realizada ainda este mês. Organizações como Instituto Formação, Fóruns da Juventude, STTRs, Secretarias Municipais, Quebradeiras de Coco, Associações, ADS, Codeter e outras também se fizeram presentes. No final do encontro os jovens Jailson Mendes, Dunga foram eleitos para representar a Juventude da Baixada Maranhense na etapa estadual, juntamente com mais um jovem de Viana, Inaldo. E ainda a representante do STTR de São João Batista, Elza, também foi eleita para a estadual.
A Conferência Territorial, etapa obrigatória para a realização da 2ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CEDRSS), teve um caráter político, formativo e de mobilização, para construção participativa de um Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário sendo definido de indicativos para revisão/atualização do Plano Territorial de Desenvolvimento Sustentável.

CONFERÊNCIA NACIONAL

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf) realizarão, de março a outubro deste ano, a 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS).
O objetivo central da 2ª Conferência é a construção do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, de forma participativa, envolvendo nesse processo representações das diversas instâncias de governo, além da sociedade civil organizada. Entre março a outubro de 2013 serão realizadas conferências territoriais, intermunicipais, municipais, estaduais, distrital, setoriais e livres.

Serão agricultores familiares, assentados da reforma agrária, camponeses, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas, quilombolas, povos e comunidades tradicionais, mulheres, jovens, representantes do poder público e da sociedade dos 26 estados do país e do Distrito Federal planejando o Brasil rural e seu papel no desenvolvimento nacional.
A 2ª CNDRSS se insere na estratégia de fortalecimento de espaços e formas de diálogo e participação social, que vem sendo desenvolvida nos últimos anos pelo Governo Federal, reafirmando e atualizando as resoluções da 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário que resultaram, especialmente, na formulação da Política de Desenvolvimento do Brasil Rural – PDBR, base para a construção do Plano Nacional.

Folha de SJB

PREFEITO DE SÃO JOÃO BATISTA FALA SOBRE ESTIAGEM NO MUNICÍPIO

Prefeito Amarildo

Gestores públicos municipais, entre prefeitos, secretários de Agricultura e Desenvolvimento Social e coordenadores de Defesa Civil, receberam orientação, na quinta feira (1º), no auditório da Fiema, sobre os métodos específicos para declaração de situações de emergência decorrentes de estiagem. Na oportunidade, também foram detalhados os procedimentos, junto aos Governos do Estado e Federal, para obter os recursos necessários no sentido de amenizar essa situação, que desde o ano passado vem comprometendo significativamente a safra agrícola em muitos municípios maranhenses. 


O prefeito de São João Batista, Amarildo Pinheiro, participou do encontro e falou sobre a estiagem em entrevista dada à TV Guará de São Luis, como você pode conferir no vídeo do programa “Maranhão TV”, apresentado por José Raimundo Rodrigues. O Encontro de Preparação para Situação de Emergência nos Municípios foi uma iniciativa conjunta da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem).

Somente no ano passado, 72 municípios maranhenses conquistaram reconhecimento da Secretaria Nacional de Defesa Civil e tiveram decretado o estado de emergência devido à estiagem. Este ano, até maio, segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, cerca de 25 municípios maranhense já sofriam com comprometimento da safra agrícola.

Como primeiro passo para decretar situação de emergência de um município, de acordo com o tenente da Defesa Civil Estadual, Fernando Fernandes, chefe da Seção de Controle e Emergência do órgão, o município deve comprovar a existência de danos e prejuízos referentes a algum desastre em sua área de abrangência. A comprovação deve ser feita através de levantamento in loco e preenchimento do Formulário de Informação de Desastre (Fide).

Esse procedimento deve ser feito pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec). “Os Municípios, para se habilitarem à transferência de recursos federais destinados às ações de defesa civil, deverão comprovar a existência e o funcionamento do Órgão Municipal de Defesa Civil”, explicou o tenente Fernandes.

“Estamos trabalhando fortemente para identificar os municípios que se enquadram em situação de emergência. Para isso, buscamos a Defesa Civil para decretar situação de emergência, para que esses municípios possam ter acesso a recursos do Governo Federal. Os bancos estão abertos e os governos estadual e federal estão apoiando através da distribuição de patrol’s, caçambas, carros pipas, kits de irrigação, poços artesianos e patrulhas mecanizadas para realização de pequenas obras de prevenção e combate à seca. Tudo isso para amenizar os problemas do homem no campo”, explicou o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo.

Representantes dos Bancos do Brasil, da Amazônia e do Nordeste falaram de sua atuação nos municípios castigados pela estiagem. A assessora do Mercado Agro/Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil, Rosa Maria, destacou que a instituição financeira está de portas abertas para atender os municípios que estão sofrendo com a estiagem.

O superintendente do Banco do Nordeste, Helton Chagas, também ressaltou as condições de concessão de crédito para esses municípios e a renegociação de dívidas, além de empréstimos com taxa efetiva de juros de 1% ao ano. O Banco da Amazônia, por sua vez, atua em 14 municípios e se dispôs a também atuar como parceiro para amenizar o impacto da estiagem no Maranhão através de financiamentos.

Folha de SJB

SERGINHO, LUIZ EVERTON, ASSIS E DEZINHO PARTICIPAM DE INTERCÂMBIO NO CEARÁ E RIO GRANDE DO NORTE

A Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq) abriu, nesta segunda (29), o I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura, evento que prossegue até a sexta-feira (2). O intercâmbio vai acontecer, por meio de viagens a cidades do Ceará e Rio Grande do Norte, e tem como objetivo propiciar aos pescadores artesanais, aquicultores e agricultores familiares do Maranhão residentes nas áreas catalogadas a instalação de polos de produção de camarões.
Luiz Everton, Dezinho, Assis e Serginho Castro
Da cidade de São João Batista, a comitiva é formada pelos secretários municipais Serginho Castro e Assis Araújo, e os vereadores Luiz Everton e Dezinho. Para os técnicos da Sepaq, o intercâmbio vai possibilitar que os produtores da pesca conheçam experiências bem sucedidas desta atividade no Brasil, além da atualização de informações sobre novas ferramentas adotadas nos processos de produção de sementes, cultivo, despesca, transporte, beneficiamento e comercialização de camarões cultivados.

“Esse intercâmbio é uma forma de socializarmos as informações com as pessoas das comunidades. E a melhor maneira de mostrarmos a eles, para que tirem as suas próprias impressões, é levá-los a conhecer experiências nas regiões em que, tanto a pequena quanto a meia e a grande produção já estão acontecendo”, frisou assessor especial e engenheiro de pesca da Sepaq, José de Ribamar Pereira.

As cidades beneficiadas que vão fazer parte do intercâmbio serão Anajatuba, Viana e São João Batista, representadas, respectivamente, pelos secretários Antônio Lima, Jarbas Bezerra e Sérgio Castro. O evento teve presença, ainda, de representantes da Câmara Municipal, das colônias e sindicatos dos pescadores dos seus respectivos municípios. Segundo o superintendente de Desenvolvimento da Aquicultura, Fernando Bergmann, esses três municípios foram escolhidos por suas regiões de tesos (mistura água doce e água salgada) serem consideradas as mais propícias para o cultivo de camarão, segundo um documento existente no estado chamado de Zoneamento Costeiro do Estado do Maranhão, feito em 2003.

Da Sepaq, participam o superintendente de Desenvolvimento da Aquicultura, Fernando Bergmann, e o assessor especial, José de Ribamar Rodrigues Pereira, ambos engenheiros de pesca. Estará presente também o membro da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), Marcelo Borba.

Espaços visitados

Os locais que serão visitados durante o I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura serão a Fazenda, Laboratório e Centro de Processamento da Compescal (CELM), em Aracati no Ceará; Fazenda Amaral & Amaral, em Jaguaruana, também no Ceará; Fazenda e Centro de Processamento Potiporã, em Pendências, no Rio Grande do Norte (maior empreendimento de carcinicultura do Brasil); Fazenda Aquarium, em Mossoró, também no Rio Grande do Norte; além do Projeto de Carcinicultura Comunitária Requenguela (ACCI), em Icapuí, no Ceará (primeira carcinicultura comunitária com Licenciamento Ambiental do Brasil).

O I Intercâmbio de Comunitários Maranhenses em Carcinicultura faz parte do Plano Estadual de Desenvolvimento da Carcinicultura do Maranhão, que está sendo desenvolvido pela Sepaq. Com informações do Governo do Estado.

Folha de SJB

AJUDA EMERGENCIAL DO GOVERNO SAIRÁ A PARTIR DO DIA 15 DESTE MÊS

bilr44Na Marcha dos Prefeitos, repasse emergencial de R$ 3 bilhões aos municípios, cuja primeira parcela estará disponível a partir de 15 de agosto, e a segunda, a partir de abril de 2014. 

Este aporte não terá desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), tão pouco vinculação a alguma área.

Uma mensagem da presidente da República, Dilma Rousseff, foi publicada nesta quarta-feira, 31 de julho, no Diário Oficial da União (DOU). Nela a chefe de Executivo Federal encaminha ao Congresso Nacional o projeto que prevê recursos de apoio financeiro aos Municípios.

A cidade de São João Batista receberá essa ajuda em duas parcelas. A primeira será disponibilizada a partir do dia 15 deste mês, no valor de um pouco mais de 227 mil, a outra em abril do ano que vem, na mesma quantia. Confiram os dados abaixo.

São Félix de Balsas 113.705,39 – 113.705,39 – 227.410,78
São Francisco do Brejão 151.607,19 – 151.607,19 – 303.214,37
São Francisco do Maranhão 151.607,19 – 151.607,19 – 303.214,37
São João Batista 227.410,78 – 227.410,78 – 454.821,56
São João do Carú 189.508,98 – 189.508,98 – 379.017,97
São João do Paraíso 151.607,19 – 151.607,19 – 303.214,37
São João do Soter  227.410,78 – 227.410,78 – 454.821,56
São João dos Patos  265.312,58 – 265.312,58 – 530.625,15
São José de Ribamar 1.512.963,94 – 1.512.963,94 – 3.025.927,87

Folha de SJB

IPIB DE SÃO JOÃO BATISTA COMEMORA 110 DA IPI NO BRASIL COM IGREJAS DA BAIXADA

A Igreja Presbiteriana Independente do Brasil em São João Batista comemorou os 110 anos da IPIB no Brasil. Organizada pelo pastor Gildo Lopes, a comemoração reuniu todas as igrejas da Baixada Maranhense, com participação de mais de 10 municípios representados. A IPIB de São João Batista está localizada no centro da cidade, em frente à Praça de Eventos.
De acordo com as informações, as comemorações começaram desde o último sábado com uma celebração que reuniu todos os municípios da baixada. Já no domingo o culto foi para apenas os convidados da cidade de São João Batista e na segunda teve a Noite de Louvor. Hoje a programação se encerra com um culto que será realizado no povoado Enseada Funda.
IPIB

A IPIB – Igreja Presbiteriana Independente do Brasil é uma federação de igrejas locais espalhadas pelo Brasil com objetivo de levar a todos os brasileiros e brasileiras, o amor e a salvação que existem em Jesus Cristo. 
Tendo suas raízes na Reforma Protestante do Século XVI, é uma igreja que valoriza sua história sem deixar de olhar para o presente a fim de oferecer respostas às dúvidas de uma sociedade em constante mudança.
Nossas igrejas locais são comunidades com peculiaridades que valorizam e respeitam as diferenças regionais e culturais onde estão inseridas e estão abertas para receber todas as pessoas, homens e mulheres que carecem do amor de Deus e da salvação em Jesus Cristo.
Folha de SJB

“GALINHA PINTADINHA, O ESPETÁCULO” EM SÃO JOÃO BATISTA

Publicidade

Na esteira do seu sucesso estrondoso na internet, a Galinha Pintadinha salta das telas para os palcos. A turnê oficial passa por São João Batista no próximo dia 04 de agosto, com o musical “Galinha Pintadinha – O Espetáculo”, que traz os grandes sucessos dos DVDs e leva o público ao encontro dos personagens queridos das crianças. A apresentação será realizada na Colônia de Pescadores. 
Os ingressos já estão disponíveis e sendo vendidos na Rádio Beira Campo FM ou no Sacolão do Povo por 10 reais. Com elementos visuais lúdicos e educativos, o espetáculo é interativo e a plateia é convidada a cantar, brincar e dançar com os personagens já conhecidos pela criançada: a Galinha Pintadinha, o Pintinho Amarelinho, a Baratinha, a Borboletinha, o Galo Carijó, o Galinho, o Sapo, entre outros. 

Baseada nas canções de seus DVDs, o show segue valorizando o cancioneiro popular com uma roupagem moderna para a cultura tradicional brasileira. O musical foi adaptado para as apresentações em palco utilizando músicas, cenário e os bonecos que dão um verdadeiro show de animação. “A Galinha Pintadinha” possui mais de 600 milhões de acessos no site YouTube e mais de 1 milhão de DVDs oficiais vendidos. 

A história do projeto – De um vídeo esquecido no Youtube, nasceu a Galinha Pintadinha – o maior fenômeno da internet brasileira. No dia 28 de dezembro de 2006, Juliano Prado e Marcos Luporini postaram no Youtube um vídeo infantil chamado “Galinha Pintadinha”. Esta foi a solução encontrada para apresentar o vídeo em uma reunião de produtores na qual eles não poderiam estar presentes. 

Seis meses depois, a surpresa: o vídeo havia virado um hit e já ultrapassava a marca de 500.000 visualizações, número expressivo para a época. Empolgados com o sucesso, o vídeo “Galinha Pintadinha” se transformou em um projeto que tem por principal objetivo o resgate e a promoção de canções infantis populares brasileiras. Através da produção, gravação e distribuição de DVDs, as animacões 2D de personagens infantis acompanham os temas das músicas seguindo um enredo montado com elementos visuais lúdicos e didáticos para a audiência infantil.

Folha de SJB

IDH DE SÃO JOÃO BATISTA SALTA DE 0,294 PARA 0,598. VEJA TODOS OS OUTROS DADOS

Componentes
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de São João Batista é 0,598, em 2010. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,302), seguida por Longevidade e por Renda. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,144), seguida por Renda e por Longevidade.
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes – São João Batista – MA
IDHM e componentes 1991 2000 2010
IDHM Educação 0,131 0,275 0,577
% de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo 9,30 17,61 42,20
% de 5 a 6 anos frequentando a escola 45,47 86,58 99,29
% de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental 4,89 32,74 85,77
% de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo 5,99 11,96 51,47
% de 18 a 20 anos com ensino médio completo 6,13 6,11 33,66
IDHM Longevidade 0,536 0,627 0,752
Esperança de vida ao nascer (em anos) 57,15 62,62 70,09
IDHM Renda 0,363 0,472 0,493
Renda per capita (em R$) 76,63 151,12 171,53
Evolução
Entre 2000 e 2010

O IDHM passou de 0,433 em 2000 para 0,598 em 2010 – uma taxa de crescimento de 38,11%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 29,10% entre 2000 e 2010.
Entre 1991 e 2000

O IDHM passou de 0,294 em 1991 para 0,433 em 2000 – uma taxa de crescimento de 47,28%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 19,69% entre 1991 e 2000.
Entre 1991 e 2010

São João Batista teve um incremento no seu IDHM de 103,40% nas últimas duas décadas, acima da média de crescimento nacional (47,46%) e acima da média de crescimento estadual (78,99%). O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 43,06% entre 1991 e 2010.

Taxa de Crescimento Hiato de Desenvolvimento
Entre 1991 e 2000 + 47,28% + 19,69%
Entre 2000 e 2010 + 38,11% + 29,10%
Entre 1991 e 2010 + 103,40% + 43,06%
Ranking

São João Batista ocupa a 4198ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 4197 (75,42%) municípios estão em situação melhor e 1.368 (24,58%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 217 outros municípios de Maranhão, São João Batista ocupa a 64ª posição, sendo que 63 (29,03%) municípios estão em situação melhor e 154 (70,97%) municípios estão em situação pior ou igual.

População
Entre 2000 e 2010, a população de São João Batista teve uma taxa média de crescimento anual de 0,52%. Na década anterior, de 1991 a 2000, a taxa média de crescimento anual foi de 2,09%. No Estado, estas taxas foram de 1,02% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. No país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 43,33%.
População Total, por Gênero, Rural/Urbana e Taxa de Urbanização – São João Batista – MA
População População (1991) % do Total (1991) População (2000) % do Total (2000) População (2010) % do Total (2010)
População total 15.707 100,00 18.917 100,00 19.920 100,00
Homens 7.909 50,35 9.623 50,87 10.131 50,86
Mulheres 7.799 49,65 9.294 49,13 9.789 49,14
Urbana 2.940 18,72 3.549 18,76 5.344 26,83
Rural 12.767 81,28 15.368 81,24 14.576 73,17
Taxa de Urbanização 18,72 18,76 26,83
Estrutura Etária
Entre 2000 e 2010, a razão de dependência de São João Batista passou de 77,16% para 61,35% e o índice de envelhecimento evoluiu de 6,32% para 7,79%. Entre 1991 e 2000, a razão de dependência foi de 104,82% para 77,16%, enquanto o índice de envelhecimento evoluiu de 5,94% para 6,32%.

Estrutura Etária da População – São João Batista – MA
Estrutura Etária População (1991) % do Total (1991) População (2000) % do Total (2000) População (2010) % do Total (2010)
Menos de 15 anos 7.106 45,24 7.043 37,23 6.022 30,23
15 a 64 anos 7.668 48,82 10.678 56,45 12.346 61,98
65 anos ou mais 933 5,94 1.196 6,32 1.552 7,79
Razão de dependência 104,82 0,67 77,16 0,41 61,35 0,31
Índice de envelhecimento 5,94 6,32 7,7
Longevidade, mortalidade e fecundidade

A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano) em São João Batista reduziu 42%, passando de 50,9 por mil nascidos vivos em 2000 para 29,1 por mil nascidos vivos em 2010. Segundo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, a mortalidade infantil para o Brasil deve estar abaixo de 17,9 óbitos por mil em 2015. Em 2010, as taxas de mortalidade infantil do estado e do país eram 28,0 e 16,7 por mil nascidos vivos, respectivamente.
A esperança de vida ao nascer é o indicador utilizado para compor a dimensão Longevidade do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Em São João Batista, a esperança de vida ao nascer aumentou 12,9 anos nas últimas duas décadas, passando de 57,2 anos em 1991 para 62,6 anos em 2000, e para 70,1 anos em 2010. Em 2010, a esperança de vida ao nascer média para o estado é de 70,4 anos e, para o país, de 73,9 anos.

Educação

A proporção de crianças e jovens frequentando ou tendo completado determinados ciclos indica a situação da educação entre a população em idade escolar do município e compõe o IDHM Educação.

No período de 2000 a 2010, a proporção de crianças de 5 a 6 anos na escola cresceu 14,68% e no de período 1991 e 2000, 90,41%. A proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental cresceu 161,97% entre 2000 e 2010 e 569,53% entre 1991 e 2000.

A proporção de jovens entre 15 e 17 anos com ensino fundamental completo cresceu 330,35% no período de 2000 a 2010 e 99,67% no período de 1991 a 2000. E a proporção de jovens entre 18 e 20 anos com ensino médio completo cresceu 450,90% entre 2000 e 2010 e -0,33% entre 1991 e 2000.

Em 2010, 60,64% dos alunos entre 6 e 14 anos de São João Batista estavam cursando o ensino fundamental regular na série correta para a idade. Em 2000 eram 30,89% e, em 1991, 17,81%. Entre os jovens de 15 a 17 anos, 28,58% estavam cursando o ensino médio regular sem atraso. Em 2000 eram 8,16% e, em 1991, 3,87%. Entre os alunos de 18 a 24 anos, 1,83% estavam cursando o ensino superior em 2010, 0,00% em 2000 e 1,09% em 1991. 

Nota-se que, em 2010 , 3,06% das crianças de 6 a 14 anos não frequentavam a escola, percentual que, entre os jovens de 15 a 17 anos atingia 17,42%.

População Adulta

A escolaridade da população adulta é importante indicador de acesso a conhecimento e também compõe o IDHM Educação.

Em 2010, 42,20% da população de 18 anos ou mais de idade tinha completado o ensino fundamental e 25,04% o ensino médio. Em Maranhão, 44,36% e 28,40% respectivamente. Esse indicador carrega uma grande inércia, em função do peso das gerações mais antigas e de menos escolaridade.

A taxa de analfabetismo da população de 18 anos ou mais diminuiu 28,30% nas últimas duas décadas.

Anos Esperados de Estudo

Os anos esperados de estudo indicam o número de anos que a criança que inicia a vida escolar no ano de referência tende a completar. Em 2010, São João Batista tinha 9,76 anos esperados de estudo, em 2000 tinha 6,83 anos e em 1991 6,75 anos. Enquanto que Maranhão, tinha 9,26 anos esperados de estudo em 2010, 6,87 anos em 2000 e 6,29 anos em 1991.
Trabalho

Entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais (ou seja, o percentual dessa população que era economicamente ativa) passou de 54,79% em 2000 para 39,65% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação (ou seja, o percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 3,07% em 2000 para 10,69% em 2010.

Outras informações e gráficos estão disponiveis em http://www.atlasbrasil.org.br/2013/perfil/sao-joao-batista_ma
Folha de SJB

DR. CUTRIM LANÇA LIVRO EM SÃO JOÃO BATISTA

Na manhã deste sábado, 27 de julho, aconteceu na Colônia de Pescadores de São João Batista, o lançamento do livro “ O menino e o Tempo” de autoria de Raimundo Nonato Martins Cutrim, conhecido por todos como Dr. Cutrim. O evento começou por volta das 11 horas e se estendeu até a tarde, onde dezenas de pessoas de São João Batista se fizeram presente para prestigiar o lançamento do livro. 
Amigos se fazem presentes no lançamento do livro
Na programação foram foram exibidos vídeos antigos sobre a cidade. Ao som de música ao vivo todos se divertiram bastante e pacientemente aguardaram a sua vez de autografar o livro. O livro conta a história de um menino pobre que apesar de todas as adversidades conseguiu dar a volta por cima e vencer na vida. Fala de suas andanças por todo o Brasil. 
Flávio Braga e esposa prestigiam lançamento de obra literária
Conta a história de um médico que adquiriu bastante experiência ao longo dos anos e muitos trabalhos realizados em prol da Saúde e principalmente relata histórias vividas aqui em São João Batista. Começa falando do Pantanal Maranhense, o seu nascimento no interior do Maranhão, fala de sua vinda para a Capital Maranhense, fala de suas professoras, suas experiências na antiga SUCAM, enfim, faz um relato de toda sua vida ao longo dos anos. Vale a pena conferir.

PERFIL

Raimundo Nonato Martins Cutrim, filho de Raimundo Lourenço Cutrim e Zelinda Martins Cutrim, nasceu na Localidade Raposa, município de São João Batista. Com cinco anos de idade foi morar em outra localidade denominada Ponta de São João, no mesmo município. Inicialmente foi alfabetizado por sua mãe e logo após estudou na Escola Municipal Neiva Moreira sob os cuidados da professora Ilze. 
Brígido prestigia lançamento de livro
Depois de ser preparado também por outras professoras e em outros colégios foi estudar em São Luís, onde concluiu o ginásio e também o curso técnico na antiga Escola Técnica Federal do Maranhão em 1966, hoje IFMA. Em janeiro de 1967 passou no vestibular para o curso de Medicina, que veio a concluí em 1972.
Dr. Cutrim autografa livros
Em 1973 foi selecionado como médico em Saúde Pública pela Superintendência de Campanhas de Saúde Pública ( SUCAM), do Ministério da Saúde. Em 1974 viajou para o Rio de Janeiro onde se especializou em Doenças Tropicais ( Grandes Endemias ) pela Escola Nacional de Saúde Pública. Em 1979 deixou a SUCAM e ingressou por concurso público no Ministério da Saúde. 
Neste mesmo ano se especializou em Saúde Pública pela mesma Escola. Em 1980, ingressou na UFMA, Universidade Federal do Maranhão, como professor auxiliar e em 1986, foi selecionado e, primeiro lugar para o Mestrado em Doenças Tropicais na Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro, curso que concluiu em 1988.
Dr. Cutrim e a advogada Nascimento
Em 1990, recebeu o convite para realizar o Doutorado pela Universidade de París e pela (UNIFESP) Universidade Federal de São Paulo. Ali, defendeu a tese sobre Esquistossomose em 1995, quando retornou ao Maranhão. Tem centenas de trabalhos publicados sobre doenças tropicais. Foi Secretário de Saúde dos municípios de São João Batista e Santo Amaro e representante do Ministério da Saúde, mas continua como professor da UFMA e escreve na coluna Opinião, do jornal “ O imparcial”.
Murilo, Dr. Cutrim e Ana Maria
Jailson Mendes, Dr. Cutrim e Maximo Freitas

Folha de SJB

CIDADE PRODUZIRÁ CAMARÃO EM CATIVEIRO

Uma parceria da Prefeitura de Viana e Secretaria Estadual da Pesca e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural(Senar), está ensinado nova técnica e manejo de pescado criado em açudes a 60 alunos das zonas rural e urbana, que decidiram mudar de vida e apostar em mais uma alternativa econômica para gerar emprego e renda na própria o comunidade. A cidade de São João Batista foi selecionada para fazer uma experiência nesse ramo.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Os alunos do curso de piscicultura visitam viveiros de povoado referência na região, a comunidade de Itans, município de Matinha, há 22 km de Viana, onde têm aula prática acompanhada pela orientadora engenheira de pesca Ocilene Maria, do Senar. Segundo a engenheira, o curso tem o objetivo de aumentar os conhecimentos dos futuros criadores de peixe, com novas técnicas e de fácil manejo.

O secretário de Pesca em Viana, Jarbas Bezerra, reforça a importância do projeto de criação de peixe para Viana e região, que as pessoas estão com o desejo de mudar além de ter na sua comunidade um trabalho rentável. Lembrou que este propósito do prefeito Chico Gomes ele pretende investir na produção local seja na agricultura ou na piscicultura.

O próximo será sobre a carcinicultura através do Pronatec, do Governo Federal, que vai ensinar outras turmas a criar Camarão em cativeiro. E já está definido uma visita técnica em cidades do estado do Ceará e Rio Grande do Norte.pioneiras nesta atividade que é hoje referência na criação de camarão.

Os municípios selecionados para a visita são: Viana, São João Batista e Anajatuba, serão os primeiros da região dos campos para começar a produzir camarão em cativeiro. Com informações da Prefeitura Municipal de Viana.

Folha de SJB

CURTFÉRIAS ENTRA NO PENÚLTIMO DIA DE ATIVIDADES E AGITA SÃO JOÃO BATISTA

O I CurtFérias 2013 está sendo um sucesso. Ontem, dia 25 de julho, foi um dia de muitas atividades e as sete equipes participantes mostraram que a disputa está ferrenha. Realizada pela Prefeitura Municipal por meio da Superintendência Municipal de Juventude e com coordenação e idealização do Fórum da Juventude, o CurtFérias está agitando a cidade a dias.
Corrida de Saco
Ontem o dia começou com a Corrida de Saco, Ovo na Colher, Torneio de Peteca, Torneio de Baralho, Cabo de Guerra pela manhã. A tarde teve Concurso de Piada, Concurso de Cantor Mirim e terminou com o Concurso de Melhor Toada de Bumba-meu-boi.
Ovo na Colher
Torneio de Baralho
Nesta última prova tivemos a participações de mestres de cultura dos principais grupos folclóricos de São João Batista, o que animou os presentes. Com recorde de público quebrado todos os dias, o CurtFérias tem proporcionado a melhor férias de todos os tempos. 

Comissão Julgadora
Ontem foi apresentado a Comissão Julgadora para as equipes. Fazem parte do juri os professores Joran Sergio e Raquel dos Anjos, o superintendente de Cultura do município, Eduardo Costa, a convidada da cidade de Olinda Nova, Brenda Pacheco, e o vice-coordenador do Fórum da Juventude, Talício Silva.
Concurso de Melhor Toada
Show de Calouros Mirim
E hoje continua a Programação Oficial do CurtFérias 2013. Pela manhã terá o Volêi Masculino, que será realizado na quadra ao lado da Praça de Eventos. Pela tarde teremos as apresentações dos vídeos sobre a cidade de São João Batista e apresentações de manifestações culturais.
Concurso de Melhor Toada
Participam do projeto sete equipes: Atecubanos, Piratas do Caribe, Juntos e Misturados, Independente, Que Kiá, Sem Preconceito e Provi.
Concurso de Melhor Toada
Folha de SJB

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE PNHR EM SÃO JOÃO BATISTA

Foi realizada uma Audiência Pública no dia ontem na Colônia de Pescadores, convocada pela Prefeitura Municipal através das Secretarias de Assistência Social e Governo, que contratou o Instituto Sirius e que dispõe de profissionais em todas as áreas em condições de esclarecer dúvidas da população que estão inscritas no Programa Nacional de Habitação Rural. 
Os povoados identificados com maior déficit de habitação rural foram Lago dos Peixes, Chapada Grande, Capim Açu, Guaribal, Jabotituba e Santana. Essa necessidade foi identificada através de levantamento pela Secretaria de Assistência Social com base no cadastro do Programa Bolsa Família. Os profissionais do Instituto permaneceram no município para inicialmente trabalhar com o cadastramento das pessoas que residem nestes povoados. 
O que dá maior confiança neste novo modelo de inscrição para o programa é a visão social que o instituto tem, dispondo de assistente social e outros profissionais que facilitarão na apresentação de documentos tais como comprovante de residência, documentação do terreno, NIS, etc, além do apoio logístico da Prefeitura Municipal através da Secretaria de Assistência Social comandada pela primeira dama Irê Pinheiro. 
A procura por informações foi grande e teve a participação da Secretária de Assistência Social, Irê Pinheiro; do Secretário de Governo, Assis Araujo; do presidente da Câmara. Luiz Everton; da Assistente Social Eliane Lacerda e dos profissionais do Instituto Sirius (assistente social, psicóloga, engenheiro, etc). 

Folha de SJB

CIDADE É INSCRITA NO PROGRAMA ‘MAIS MÉDICOS’ DO GOVERNO FEDERAL

O Programa Mais Médicos registrou 91 municípios do Maranhão inscritos até esta quarta-feira (24), o equivalente a 37% das cidades do estado. Desse total, 68 estão nas regiões maranhenses de maior vulnerabilidade social e consideradas prioritárias. 
Entre eles está inscrito o município de São João Batista. De acordo com as informações do blog, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, já inscreveu a cidadeAs inscrições seguem abertas até 00h de amanhã, 25 de julho, e podem ser feitas pelo site do Ministério da Saúde – www.saude.gov.br.

No Brasil todo, 2.552 municípios aderiram ao programa, o equivalente a 45,8% das cidades brasileiras. Do total, 887 (34%) estão em regiões de maior vulnerabilidade social. A região Nordeste registrou o maior número de inscrições, com 867 (34%) municípios participantes. O Sudeste contou com 652 municípios participantes e o Sul, 620. Norte e Centro-Oeste registraram 207 e 206, respectivamente.

Folha de SJB

DIQUES DA BAIXADA SERÃO CONSTRUÍDOS NO INÍCIO DE 2014

O aumento da disponibilidade hídrica e novas oportunidades produtivas para milhares de pessoas são alguns dos benefícios que serão gerados pelo Sistema de Diques na Baixada Ocidental Maranhense, cuja licitação visando à contratação de serviços especializados para elaboração do anteprojeto de engenharia está marcada para 10 de setembro.
A previsão é de que as obras, de responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), e orçada em R$ 100 milhões, sejam iniciadas no próximo ano. Os diques compreenderão uma área total de 1.478 km² e uma extensão de 71,2 quilômetros localizados nos municípios de Viana, Matinha, São João Batista, São Vicente Férrer, Cajapió, São Bento e Bacurituba.

“Essa é uma obra que vai beneficiar milhares de pessoas que vivem na Baixada Maranhense, aumentando a disponibilidade hídrica da região, combatendo os efeitos da estiagem que historicamente mata de fome animais e pessoas que moram naquela região, e ainda oferecerá novas oportunidades de atividades produtivas e de aumento de renda nos municípios beneficiados”, avaliou o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo. Fonte: O Estado.

Folha de SJB