Mais um detento foragido da prisão de Pinheiro é capturado pela polícia; acusado é natural de São Bento

A polícia informou que capturou um dos cinco detentos que fugiram do sistema prisional de Pinheiro, na mesma cidade. Ele é natural de São Bento, na Baixada Maranhense. Na semana passada, como anunciamos, dois dos suspeitos foram mortos em confronto com policiais e outros dois estão sendo procurados. Reveja AQUI e AQUI.

Antônio Faustino foi preso novamente nesta terça

De acordo com as informações, o homem capturado foi identificado como Antônio Faustino Silva Pinheiro, de 32 anos. Ele foi preso novamente por volta das 8 horas desta terça-feira (2), no povoado Nova Ponta Branca, em Pinheiro.

A polícia contou que o suspeito foi avistado por moradores, que acionaram a guarnição, e, por sua vez, realizaram a prisão. Antônio Faustino estava em um quintal de uma casa em volta de populares, com um prato e um copo nas mãos com algum tipo de alimento dado ao mesmo por moradores e que o mesmo não esboçou nenhuma reação.

Após a prisão, ele foi encaminhado à Delegacia Regional de Pinheiro, onde será ouvido e levado novamente ao sistema prisional.

Fuga e mortes

Dois dos cinco criminosos que fugiram nesta sexta-feira (29) do sistema prisional de Pinheiro foram mortos em confronto com a Grupo de Operações Especiais da Polícia Militar da cidade. Eles são naturais dos municípios de São Bento e Palmeirândia e tinha escapado da prisão durante a fabricação de bloquetes, no fim da manhã desta sexta (reveja AQUI).

Mortos durante operação do GOE

Os criminosos que morreram foram identificados como Carlos Eduardo Gomes Bittencourt, de 22 anos e natural de São Bento; e Alex Gomes Bittencourt, de 25 anos e natural de Palmeirândia. Um terceiro fugitivo, identificado como Benedilson Silva Mafra, de 27 anos e natural da cidade de Bacuri, também estava com os dois mortos no momento da ação do GOE, mas conseguiu fugir.

O caso foi registrado por volta das 19 horas, no povoado Rio dos Peixes, em Pinheiro. A polícia penal informou aos integrantes do 10º Batalhão de Polícia Militar informou que cinco presos de alta periculosidade por um buraco feito no muro do presídio que fica às margens da MA-106. Com base nessas informações preliminares, o comando do 10º BPM acionou a equipe do GOE para que procedesse com as buscas pelo local da fuga, em apoio aos demais agentes penais que estavam na área.

Por volta das 14 horas, a equipe recebeu informações que três dos elementos fugitivos haviam sido vistos pelo povoado Cajazeiras. Por meio de levantamento colhido de moradores do povoado, tudo indicava que os indivíduos buscavam sair no povoado Rio dos Peixes. A polícia contou que uma equipe especializada, com base nesta última informação deslocou até essa comunidade e, chegando lá às 17 horas, receberam informações de moradores que haviam passado três homens nas características procuradas.

Os cinco homens que fugiram da prisão em Pinheiro

A PM informou ainda que de imediato iniciou as buscas pela região, quando por volta das 19 horas, se depararam com os três indivíduos fugitivos de facão em punho. Os policiais, ainda segundo a versão da guarnição, verbalizaram para que o trio se rendesse, contudo, dois deles foram contra a guarnição e Beneilson Silva conseguiu se evadir do cerco policial. Durante a investida, os dois que atacaram a guarnição foram baleados como forma de cessar a injusta agressão.

Os dois indivíduos feridos durante o confronto receberam os primeiros socorros no local e foram encaminhados com vida para o hospital, porém entraram em óbito no pronto-socorro. Os dois detentos no confronto eram considerados presos de alta periculosidade. Com eles, foram encontrados dois facões e objetos pessoais. Com isso, continuam foragidos Os suspeitos foram identificados como Antonio Faustino Silva Pinheiro, de 32 anos e natural de São Bento; Silas Lima Silva, de 34 anos e natural de Castanhal, no estado do Pará; e Benedilson Silva Mafra, de 27 anos e natural da cidade de Bacuri.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.