Em Vitória do Mearim, acusado de estrangular sua ex-companheira é condenado a 16 anos de prisão; criminoso é natural de Penalva

O Tribunal do Júri da Comarca de Vitória do Mearim condenou, nesta quinta-feira, 29, Anilto Sodré a 16 anos e seis meses de reclusão pelo assassinato da ex-companheira dele, Franciane Silva Andrade. Atuou no júri a promotora de justiça Karina Freitas Chaves.

Vítima foi assassinada por ex-companheiro

A vítima, de 22 anos, foi estuprada e morta por estrangulamento na residência dela. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o feminicídio foi praticado entre os dias 31 de maio e 1º de junho de 2020. O julgamento foi presidido pela juíza Urbanete de Angiolis Silva.

O conselho de sentença reconheceu que o crime foi pautado em questão do gênero, pois foi praticado com bastante violência contra uma mulher, em relação de poder e submissão, caracterizando o feminicídio.

O crime

Segundo as informações da polícia, Anilton Sodré foi preso em junho do ano passado, após procurar um parlamentar da cidade de Penalva, onde ele nasceu, mas foi denunciado por moradores e foi preso por feminicídio contra Franciane.

Na época, o caso aconteceu na região do Alto São Francisco, zona urbana de Vitória do Mearim. O corpo foi encontrado por familiares, sem perfurações e sangue, apenas com sinais de esganadura.

Anilton estava trabalhando na cidade de Vitória do Mearim, como vigilante de uma construção e chegou a morar com Franciane, após se conheceram por redes sociais. Porém o relacionamento terminou e, por não aceitar isso, Anilton teria assassinado sua ex-companheira.

Reveja o caso AQUI e AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *