Desembargador derruba decisão da Justiça de Viana e mandar soltar, de novo, viúva acusada de tramar morte de engenheiro

O desembargador Antônio Bayma Araújo mandou soltar, de novo, Celma Menezes Mendes Carvalho, acusada de tramar, em conjunto com Fábio Luis Almeida, a morte do engenheiro e professor Marcos Carvalho, em junho de 2020, na cidade de Viana. O TJMA derrubou uma decisão da juíza Odete Maria Pessoa Mota, divulgada ontem neste blog, que mandava prender a acusada (reveja AQUI).

Suspeita tá solta desde 2020 por decisão do TJMA

A Justiça de Viana entendeu que Celma Menezes descumpriu as medidas do próprio Tribunal de Justiça, que mandou soltar a acusada diversas vezes, após os advogado do engenheiro provar que ela descumpriu as medidas cautelares como ausência da comarca, violação à tornozeleira eletrônica e não ficar em casa durante a noite. Por isso, no dia 20 deste mês ela decretou a prisão preventiva da acusada.

Ao julgar o recurso apresentado pelos advogados da viúva nesta quarta-feira, 28, o desembargador Bayma disse que não foram apresentados as cópias do mapa de rastreamento a fim de que averiguada a real violação como que noticiada e suas circunstâncias, e mandou liberar a acusada. “Por cautela necessária, acolho o pedido nestes autos formulado para, de logo e com a urgência que o caso requer, determinar, a suspensão do decreto prisional proferido no dia 20/04/2021 pelo Juízo de Direito da Primeira Vara da Comarca de Viana nos autos do processo 340-04.2020.8.10.0061”, despachou o magistrado.

Além disso, o desembargador mandou pediu que a Supervisão de Monitoração Eletrônica proceder, no prazo de 24 horas, a juntada do rastreamento de monitoração eletrônica a fim de que ele constate se Celma Menezes descumpriu ou não as cautelares. Vejam a nova decisão, abaixo.

O crime

O professor Marcos Vinícius dos Santos Carvalho  foi vítima homicídio ocorrido no dia 19 de junho deste ano, na frente da casa de seu pai, em Viana. O assassinato foi cometido por dois homens, mediante disparos de arma de fogo, calibre 38.

Os homicidas teriam se utilizado de uma motocicleta Honda XRE 300, tanque na cor preta e a lateral prateada, sem placa, para a prática do crime. A vítima foi alvejada com dois disparos, falecendo no local, em função de feridas pérfuro-contusas penetrantes de tórax decorrentes projéteis de arma de fogo.

Decisão do TJMA – Celma Menezes – Viana – Baixar

5 respostas para “Desembargador derruba decisão da Justiça de Viana e mandar soltar, de novo, viúva acusada de tramar morte de engenheiro”

  1. ALGUÉM AÍ SABE ME DIZER SE PODE FAZER ISSO EM PLANTÃO? ESSA SOLTURA… sou leiga, mais entendo um pouco como cidadão , COMO É QUE A FALHA NO SISTEMA SÓ PRA UMA DETENTA? E OS OUTROS ASSASSINOS NÃO ACONTECEU NADA?
    ESSE SISTEMA É UNITÁRIO OU PRA TODOS? ENGRAÇADO TAMBÉM QUE NO PASQUIM ELA NÃO CITOU PESSOAS QUE DEVIAM ELA E NEM DOS OUTROS SUSPEITOS, PORQUE SERÁ FLOR DE LIZ? CORRE PRA FUGIR ENQUANTO TE DERAM LIBERDADE. NÃO ESQUEÇA QUE ACIMA DE VOCÊS TEM UM DEUS PODEROSO, ACIMA DE NÓS GODOS.

  2. Nenhuma novidade ?
    Será que ela já partiu pra nova cidade onde vai residir com o amor dela?
    Mais o desembargador mandou tirar a tornozeleira dela? É isso? Ou tô doido?
    O que ela dizia era que não precisava de marido pra sustentar e agora pede pensão do falecido porque é o sustento dela? Aliás dos dois …. cada dia que passa esse caso complica . O povo da turma dela se afastaram ou ainda tem resenhas?
    Queria saber o que deu mesmo se tirou a tornozeleira porque não tô acreditando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *