Delegado regional comenta assassinato de pastor de 67 anos cometido pelo próprio neto na cidade de Viana

O delegado regional de Viana, Marcelo Magno, comentou o assassinato de um pastor de 67 anos, em entrevista. O representante da Polícia Civil disse que o acusado, o neto do religioso, sofre de depressão, foi apreendido e que ele prestou depoimento dizendo que ouvia vozes e vultos.

Idoso era líder religioso em Viana

Como informamos, o pastor da Igreja Pentecostal Evangélica ‘Deus é Vida’, João Nascimento Moraes Rodrigues, foi assassinado em Viana, na região da Baixada Maranhense, durante a noite desta terça-feira (27), na região de Caminho Grande, na MA-014. Segundo a polícia, o crime foi cometido pelo próprio neto, de 17 anos e que, por força da lei, não pode ser identificado.

O homicídio aconteceu por volta das 19 horas na residência do pastor, que fica atrás da igreja. Após matar o avô a facadas durante um ‘surto’, o neto fugiu do local, mas foi rapidamente encontrado. Em entrevista ao G1, da Globo, o delegado Marcelo Magno, que comanda as investigações, falou sobre a prisão e o depoimento que o acusado deu.

“O pai [do assassino] informou que o jovem usou drogas quando tinha 14, 15 anos, e passou a fazer tratamento, que culminou em uma depressão. Também haviam alguns furtos na casa, inclusive eles tinham que viver escondendo coisas na residência. Ontem, ele [assassino] surtou, mas já estava com a faca na camisa, e partiu pra cima do avô, sem motivo algum. Não teve discussão, nem nada”, informou o delegado o representante da Polícia Civil.

Após receber três golpes de faca na região do peito e da barriga, o pastor João ainda foi socorrido por moradores e levado a um hospital, mas não resistiu. O neto do pastor João Rodrigues, ainda segundo as informações, tentou se esconder em um terreno abandonado próximo a MA-014, mas foi apreendido e levado à delegacia. Ele já foi ouvido e poderá ser encaminhado à internação, já que é menor de idade.

“Ele [assassino] realmente não sabe o que fala. Está totalmente desnorteado. Aparentemente apresenta problemas mentais. Diz que não sabe porque fez. Uma hora diz que o avô era uma pessoa boa, depois que diz que era uma pessoa má. Diz que viu imagens e ouviu vozes”, contou o delegado Marcelo, que disse que irá encaminhar o caso ao Ministério Público.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

2 respostas para “Delegado regional comenta assassinato de pastor de 67 anos cometido pelo próprio neto na cidade de Viana”

    1. Vc é canalha, pois só um canalha faria um comentário desses.
      Não se trata de política, se trata de uma tragédia.
      Espero que meu comentário seja publicado, haja vista que, mesmo usando o termo canalha, ainda é pouco perante a inferência descabida feita por quem deu causa a este comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *