Chefe do Comando Vermelho é preso após executar pedreiro por engano em cidade da Baixada Maranhense

No último domingo (20) a Polícia Civil deu cumprimento a um mandado de prisão temporária contra um homem apontado por ser um principal suspeito do homicídio que vitimou um pedreiro no dia 25 de julho deste ano, no bairro Kiola Sarney, em Pinheiro, Baixada Maranhense. Ele também seria um dos chefes de uma organização criminosa que atua na região.

Suspeito de matar pedreiro foi preso com a arma usada no crime

Segundo o delegado João Marcos, titular do 2º DP de Pinheiro, a vítima, identificado como Mauro Azevedo Júnior, de 39 anos, estava em uma motocicleta na companhia de uma segunda pessoa, quando foi alvo de disparos de arma de fogo efetuados pelo investigado.

Na ocasião, Mauro Júnior, que pilotava a motocicleta veio a óbito ainda no local e o garupa conseguiu fugir. Logo que tomou conhecimento do homicídio, a autoridade policial instaurou o inquérito policial e realizou diligências com o fim de elucidar o crime em questão.

No decorrer das investigações, o preso foi apontado como principal suspeito do homicídio. A polícia representou junto ao Poder Judiciário pela prisão temporária. Já preso e na Delegacia de Polícia, o investigado confessou a prática do crime de homicídio, dando detalhes da empreitada criminosa.

As investigações apontam que o indivíduo é um dos chefes do Comando Vermelho na cidade de Pinheiro. O autor do homicídio foi encaminhado para o Sistema Penitenciário e permanecerá à disposição do Poder judiciário.

Pedreiro deixou esposa e filha

O crime

Na época, o blog registrou a informação e colheu que o caso aconteceu por volta das 10 horas, na zona urbana de Pinheiro. Uma segunda pessoa, identificada como Edielson dos Santos Araújo Costa, de 20 anos, também sofreu ferimentos.

Edielson contou que ele e seu cunhado, Mauro Azevedo, estavam fazendo um orçamento de serviço de pedreiro em uma residência, e quando já estavam saindo do local, foram surpreendidos por um bandido, que efetuou vários disparos contra a testemunha e vítima. O sobrevivente contou ainda que, após os tiros, o bandido saiu correndo por um caminho de mato que dá acesso ao bairro Kiola Sarney.

Mauro morreu na hora e Edielson conseguiu escapar e acionou a polícia logo em seguida. Moradores informaram que a vítima, que estava de capacete, morreu por engano e que o criminoso iria matar outra pessoa. O corpo foi levado ao Hospital Regional e liberado para o velório e enterro. Mauro era casado e tinha duas filhas (reveja AQUI).

Suspeito de cometer a execução em Pinheiro

3 respostas para “Chefe do Comando Vermelho é preso após executar pedreiro por engano em cidade da Baixada Maranhense”

  1. Aí q tá o problema d vcs, qrendo mídia…publicando fatos sem ter certeza… Postando fotos de pessoas e dzndo coisas sem ter certeza….
    Chefe de facção kkkkkkkkkk
    Preso como suspeito!!! Tá certo…
    Se o problema se resolvesse assim,muita gente tava na cadeia…
    A polícia n sabe nem qm realmente eles tão procurando…. e na qndo olham qualquer neguinho, tão jogando no xadrez…Por simplesmente ser suspeito d algo…ou por n ir com a cara, q é oq muito acontece….
    Alem d ser tudo mentiroso e safado…
    O cara n foi preso com arma alguma…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *