Professores realizam manifestação e ocupam prefeitura de São João Batista em busca de abono salarial e prestação do Fundeb

Professores do município de São João Batista saíram às ruas na manhã desta quinta-feira (6) em busca do abono salarial e das prestações de contas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica. A manifestação foi organizada pelo Sindicato dos Professores e contou com dezenas de profissionais.

Professores foram para a frente da prefeitura em busca dos recursos do Fundeb

Os protestos iniciaram na sede do SindProf, por volta das 8 horas, onde foi realizada uma Assembleia Geral do sindicato. Diversos professores falaram a respeito das pautas da categoria e cobraram a aplicação e fiscalização dos recursos do Fundeb.

Após isso, eles foram para a prefeitura, onde exibiram cartazes cobrando a gestão do prefeito Mecinho a respeito dos recursos. De acordo com o sindicato, só em dezembro de 2021 foram repassados ao município cerca de R$ 1,8 milhão e mais de R$ 20 milhões para o fundo da educação.

No prédio, eles formaram uma comissão, que conversou com os assessores jurídicos e econômicos do prefeito Mecinho a respeito dos recursos. Aos professores, eles informaram que a bonificação anunciada pelo gestor desde ontem (5) deve sair até o próximo sábado e que no dia 14 haverá a prestação de contas dos recursos dos demais meses que restaram fazer a prestações.

Os assessores não informaram o valor da gratificação. Professores informaram à página que os assessores mudaram a data da destinação da bonificação e informaram que deve estar nas contas somente no dia 30 deste mês. O Blog do Jailson Mendes tentou conversar com o prefeito sobre a manifestação dos docentes, mas até o fechamento desta matéria não obteve nenhuma resposta.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

15 respostas para “Professores realizam manifestação e ocupam prefeitura de São João Batista em busca de abono salarial e prestação do Fundeb”

  1. So os contra ! Gestão passada deixar de pagar, deixava a cidade no causa, nunca ouve protesto, agora que tem um prefeito fazendo algo, estão querendo protestar, vai ver são os contras querendo chame atenção, logo quem os professores querendo mais dinheiro, que já está ha 2 sem desempenho um trabalho em sala de aula, e poucos são o que estão os que usam recursos tecnológicos….

    1. Kkkkkkkkkk vem cá bonitão que paraíso é essa cidade que vc tá morando? Nunca teve protesto? Tava cego e continua cego colega. Diz aí pra onde foi esse dinheiro todo, os professores são o alicerce de qualquer profissão eles têm direito.

  2. Ele agora quer tapar sol com peneira, pagar gratificação de um novo orçamento 2022 que não é sobra do FUNDEb pra dá satisfação dos desmandos. Maia quem com ferro fere com ferro será sangrado.. te cuida mamusca

    1. Praga de urubu não mata cavalo.
      Vão procurar ao menos capinar um quintal, fazer alguma coisa.
      Querem tudo na mão.
      É só “os meus direitos!” cadê “os meus deveres?”.

  3. Esse Tales Pinheiro, não tem jeito mesmo. Na gestão passada Esse moço ficou o tempo todo contra os professores, inclusive sobre os precatórios. Cria vergonha nessa cara lavada Vereador, que você na gestão passada ficou o tempo todo contra os professores. Toda a população joanina sabe quem é você e te conhece muito bem, e sabe muito bem como você agia a mando de João do Campo.

  4. Os professores estão mais que certo, são direitos deles. Hoje em
    Dia esses políticos só querem enriquecerem na custa da população.

  5. Esse Mercinho e um mentiroso, chegava nas casas mentindo prometendo o que ele não vai cumprir ele que aproveite bem esses 3 anos esse mentiroso não ganha mais eleição aqui em São João Batista

  6. nao era acostumado com dinheiro so tinha umas mereca na conta agora pensa queo dinheiro da ´prefeitua e dele cuidado com a federal vai terminar na cadeia

  7. SE não é dos professores a sobra do Fundeb, não é do prefeito também, portanto essa conta vai ter que fechar com os agentes da Policia Federal. Eu lembro que esse foi um dos motivos que tirou Eduardo Dominici da gestão , portanto dê a Cezar o que é de Cezar. Dar mil reais aos professores é um desatino desse prefeito. Agora eu quero vê a cara dos professores que votaram em massa nele. Com falsas promessas de melhorar a classe. Não fiquem parados parados, já que os vereadores não se manifestaram, busquem o Ministério Público Federal, para apurar onde foi gasto esse dinheiro.

  8. Certo é fazer Manifestação e divulgar em todos os Blogues, Justiça tomar providências corretas, população atrás dos seus direitos, Parabéns pela atitude.

Deixe um comentário para João Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.