Quilombola e sua neta de 10 anos são baleados em comunidade na zona rural de Arari

Um homem de 55 anos e uma criança de 10 anos foram baleados e sofreram uma tentativa de homicídio durante a noite desta segunda-feira (3), na comunidade quilombola do povoado Cedro, em Arari.

Crime aconteceu durante a noite

Segundo as informações, o crime aconteceu por volta das 22 horas contra um quilombola identificado como José Francisco Lopes Rodrigues, de 55 anos, e uma criança de 10 anos, identificada pelas iniciais de I.J.R.

De acordo com a polícia, o homem foi atingido nas costelas por vários caroços de chumbo e a menina foi atingida apenas uma vez na cocha esquerda. Ainda segundo a guarnição que atendeu a ocorrência, os disparos teriam sido feitos por uma arma caseira, mas até o fechamento desta matéria ninguém soube contar quem eram os autores.

José Francisco teve que ser transferido para São Luis, em estado grave. Pelas redes sociais, o deputado estadual Bira do Pindaré cobrou investigação sobre o caso e disse que Arari é um dos locais com maiores conflitos agrários do Maranhão.

Conflitos agrários

Pelas redes sociais, o deputado estadual Bira do Pindaré cobrou investigação sobre o caso e disse que Arari é um dos locais com maiores conflitos agrários do Maranhão.

Em 2020, duas lideranças da Comunidade do Cedro foram assassinadas por pistoleiros. Celino Fernandes e Wanderson de Jesus Rodrigues Fernandes, pai e filho, foram mortos por pistoleiros na frente da família.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.