Associação de Piscicultores de Matinha divulga nota sobre casos de síndrome relacionada ao consumo de peixes

MATINHA – A Associação de Pescadores e Pescadoras, Piscicultores, Aquicultores e Agricultura Familiar do Município de Matinha (ASSOPEMA), se manifestou neste sábado (11) sobre os supostos casos de síndrome relacionada ao consumo de peixes. O comunicado da instituição veio para acalmar o mercado e o consumidor na região da Baixada Maranhense, e dos compradores espalhados em todo o Maranhão.

Povoado Itans é referência em pescado no Maranhão

Nos últimos dias, após casos confirmados da Síndrome de Haff, conhecida como doença da urina preta, nos estados do Amazonas, Bahia, Ceará e Pará, se intensificaram, os rumores de que o peixe proveniente da piscicultura também estaria contaminado. Até momento, nenhum dos casos confirmados está relacionado com peixes criados em piscicultura.

‘Como instituição que preza pela qualidade do pescado que produz, garantindo segurança alimentar e nutricional, viemos alertar o consumidor maranhense que o peixe da piscicultura criado em Matinha é seguro, saudável e saboroso’, diz o comunicado. No município de Penalva, um vídeo compartilhado nas redes sociais afirmando que o pescado da cidade estaria contaminado viralizou.

Neste sábado, consumidores no Mercado Municipal de Matinha foram resistentes na compra de peixe vindo dos pescadores penalvenses. O escurecimento da urina característico da doença de haff é provocado pela rabdomiólises – uma ruptura do tecido muscular que libera uma proteína tóxica na corrente sanguínea.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença é causada por uma toxina que pode ser encontrada em determinados peixes ou crustáceos, quando eles não são acondicionados de maneira adequada. Ainda segundo o comunicado, a Assopema tentou tranquilizar os consumidores. “Consuma sem medo, por que o peixe é a base da nossa alimentação e estaremos aqui produzindo pescado sempre dentro dos mais rígidos padrões de qualidade”, finalizou a nota. Portal Matraca.

Uma resposta para “Associação de Piscicultores de Matinha divulga nota sobre casos de síndrome relacionada ao consumo de peixes”

  1. gente temos que ter muito cuidados em divulgar as notícias no watsapp, elas se espalham rapidas demais e prejudica nossos produtores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *