Homem que matou suspeito de estuprar sua filha é absolvido em São João Batista

Dois homens foram à Júri Popular nesta semana na cidade de São João Batista. As sessões foram comandadas pelo juiz Moisés Sousa de Sá, nos dias 25 e 26, e culminaram na absolvição de um e na condenação do outro.

Julgamentos foram realizados no Salão do Júri

O primeiro caso envolveu um senhor identificado como Marcelo Silva, do povoado Jamari. Ele foi à Júri Popular após matar um homem que teria estuprado sua filha em 2016. Na época, a polícia informou que o suspeito do estupro foi morto com diversos tiros.

Durante a investigação, testemunhas contaram que o suspeito teria cometido o crime contra a menor, o que levou a absolvição do pai dela, Marcelo Silva. Ele foi defendido pelo advogado Cícero de Medeiros, que funcionou como defensor público (reveja o caso AQUI).

Outro caso

O segundo julgamento envolveu um senhor conhecido como Clemente Marinho Trindade, acusado de matar um homem na região conhecida como Beira, próximo ao Fórum de Justiça, em 2012, com uma arma branca (reveja AQUI o caso).

Ele foi levado ao Tribunal do Júri no dia 26, ocasião em que foi condenado a seis anos de reclusão, a ser cumprido em regime semi-aberto. A Justiça concedeu a ele o direito de recorrer em liberdade.

Uma resposta para “Homem que matou suspeito de estuprar sua filha é absolvido em São João Batista”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *