Polícia confirma fotos de suspeitos que mataram dois vigilantes em Vitória do Mearim e intensifica buscas

A polícia confirmou a foto dos quatro suspeitos de assaltar e matar dois vigilantes nesta quarta-feira (25), na cidade de Vitória do Mearim. Apesar disso, a polícia ainda não divulgou nomes e nem endereço ao certo de nenhum deles, e segue realizando buscas.

Suspeitos de cometer crimes em Vitória do Mearim estão em duas motos

O caso aconteceu na agência do Bradesco. Segundo a polícia, criminosos armados tentaram assaltar o banco e na troca de tiros mataram dois vigilantes da agência, identificados como Edson Nascimento Lima, de 40 anos, Kessio Carlos Fernandes Ribeiro, e ainda atiraram na cabeça de uma jovem conhecida como Yara, de 31 anos, que felizmente não morreu e segue internada em São Luis.

A polícia informou que quatro bandidos participaram diretamente desse ato criminoso. Eles chegaram à cidade seguindo um carro-forte que foi abastecer a agência. Após o veículo deixar o local, os bandidos invadiram a agência e anunciaram o roubo. Os vigilantes reagiriam ao assalto, houve troca de tiros, e dois deles foram baleados e morreram no local.

Polícia acionada

Vigilantes foram mortos e jovem ficou gravemente ferida

Policiais militares e civis de Vitória do Mearim e das cidades adjacentes foram acionados e iniciaram incursões por toda a região, inclusive, várias barreiras foram montadas, mas até o fechamento desta matéria não tinham conseguindo efetuar a prisão dos criminosos.

A equipe do Departamento de Combate a Roubo a Instituições Financeiras (Decrif), órgão da SEIC, também foi deslocada para o município e vai ficar responsável pela investigação do caso. Durante a manhã desta quinta-feira (26), a polícia teve uma informação de que ambos tinham sigo capturados em Bacabal, mas a notícia não foi confirmada e seguem as buscas.

Fotos mostram que os bandidos circularam por diversos lugares sem capacete e em duas motos. O superintendente da Seic, delegado Ederson Martins, declarou que as imagens da agência e dos pontos comerciais, localizados nas proximidades do banco, vão auxiliar no trabalho investigativo da polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *