Após furto de ipês em pontos da cidade de Matinha, professora do IFMA Edleuza Brito se manifesta

A professora do Instituto Federal do Maranhão e membro fundadora da Academia Matinhense de Letras, Edleuza Brito, enviou um texto ao Blog do Jailson Mendes se manifestando sobre a informação publicada ontem, 01, a respeito do furto das mudas de ipês na cidade de Matinha.

Dona Edleuza Brito se manifestou após furto de ipês

Como o blog anunciou, a informação foi confirmada pela própria prefeita da cidade, Linielda de Eldo, que disse que diversas mudas estão sendo furtadas. Elas foram doadas pela Universidade Estadual do Maranhão, através do professor Gusmão, membro do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

Matinha “terra querida” onde vivem pessoas honestas e trabalhadoras.

Essa é a ideia que eu tenho da minha gente. E é nesta perspectiva que me dirijo aos queridos conterrâneos para dizer da tristeza e da vergonha ao saber o que tem sido noticiado sobre “o furto dos pés de ipês” que serviriam para melhorar o ar e embelezar a nossa cidade.

Custo mesmo a acreditar que alguém, deliberadamente, tenha cometido uma sandice dessas, pelo simples fato de ser contrário à gestão do executivo municipal. Pois, se assim for, será a comprovação da ignorância e da falta de compromisso com sua própria cidadania.

Contudo, sou levada a crer que foi cometido um “grande equívoco” de achar que o que é público é seu e, por isso, se apossou indevidamente das plantas. Sugiro, que ao identificarem os autores(as) dessa tresloucada ação, estes sejam obrigados(as) a recolocar as plantas nos seus devidos lugares.

Além disso, sugiro, ainda, à  sociedade civil organizada de Matinha, que desenvolva ações conjuntas de ampliação do plantio de mudas em todas as ruas e avenidas da cidade, no sentido de tornar este feito coletivo totalmente exitoso para além do partidarismo politiqueiro.
Acredito que tudo pode mudar para melhor.

Edleuza Nere Brito de Souza, pedagoga formada pela UFMA, especialista em Didática Universitária, professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), mestra em Cultura e Sociedade pela UFMA e membro fundadora da Academia Matinhense de Ciências, Artes e Letras de Matinha (AMCAL)

2 respostas para “Após furto de ipês em pontos da cidade de Matinha, professora do IFMA Edleuza Brito se manifesta”

  1. BEM COLOCADA A POSIÇÃO DA PROFESSORA EDLEUZA
    ESSA QUESTÃO DE SER GENTE DA OPOSIÇÃO É FALÁCIA DO GOVERNO PARA TAMBAR O DESASTRE DE SUA GESTÃO

  2. Lamentável saber que em nossa cidade existem pessoas que cometem esse tipo de atrocidade, pois desconhecem o valor que tem uma árvore tanto para o meio ambiente, quanto para a própria respiração. Pura insensatez e falta de caráter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *