Urgente: prefeito de Cajapió não aceita crítica a seletivo irregular e exonera secretário de Cultura

O secretário de Cultura da cidade de Cajapió, Arnold Soares, foi exonerado nesta sexta-feira, 07, pelo prefeito Dr. Marcone. A informação foi confirmada pelo próprio já ex-secretário, em áudio espalhado pelas redes sociais.

Agora exonerado por Dr. Marcone, secretário foi nomeado em janeiro

A informação vem dias após vazar um áudio em que o ex-secretário criticava a realização do seletivo público feito pelo prefeito Dr. Marcone e anulado no mês passado, após diversas irregularidades e denúncias de candidatos e do Ministério Público ao Tribunal de Justiça.

No áudio, Arnold reclama de como foi realizado o seletivo e diz que muita gente foi prejudicada. Ele explicou que enviou o áudio em uma conversa particular e diz que algumas pessoas foram prejudicadas, mas não fez críticas direta ao prefeito Dr. Marcone.

Em um novo áudio, ele explica que ontem conversou com o gestor do município, explicou a situação, mas que mesmo assim foi exonerado pelo prefeito, que não gostou das críticas feitas ao seletivo. Ele recebeu a decisão por escrito nesta sexta-feira e disse que não sabe quem vai sucedê-lo no cargo.

Movimentos devem reagir

Segundo colheu o Blog do Jailson Mendes, movimentos ligados a Cultura de Cajapió devem reagir à decisão do prefeito. Setores ligados a grupos folclóricos se organizam para lançar um manifesto em apoio ao secretário, que é avaliado como um dos melhores da história recente em Cajapió.

A pasta da Cultura até o ano passado era apenas departamento. Com as ações de Arnold e a ascensão positiva de suas atividades e dos movimentos, o prefeito Dr. Marcone criou a Secretaria Municipal este ano e o nomeou como titular da pasta. Arnold é historiador formado pela Faculdade Integradas de Ariquemes – FIAR, pós-graduando em Didática da História Mestre de Cerimônias, locutor, compositor e brasonador ( autor do brasão do município de Cajapió.

3 respostas para “Urgente: prefeito de Cajapió não aceita crítica a seletivo irregular e exonera secretário de Cultura”

  1. Mosarth também vai ser exonerado. Aguardem os próximos capítulos. Dr. Marcone é Vitorino, não aceita de modo algum ser criticado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *