Três pessoas são presas pela polícia acusadas de estuprar meninas de 13 anos em São Bento e Pinheiro

Três pessoas foram presas nas últimas 24 horas em Pinheiro e São Bento, ambos na Baixada Maranhense. As ações foram comandadas pela Polícia Civil contra o estupro de vulneráveis em na região.

Estupros foram realizados em São Bento e Pinheiro

Em Pinheiro, nesta quarta-feira, 05, uma ação resultou na prisão de um homem e de uma mulher suspeitos pelo crime de estupro de vulnerável no bairro São Mateus. O homem que é tio e a mulher a avó da vítima, foram presos em meio a um mandado de prisão preventiva pelo crime cometido contra uma menor de 13 anos de idade.

A delegada Bruna Guimarães informou que o investigado que é casado com a tia da vítima, a forçava a manter com ele relações sexuais desde os sete anos de idade. Os fatos eram de conhecimento da mãe e da avó da vítima, sendo que esta última, no ano de 2019, presenciou um dos episódios em que o autor mantinha relações sexuais com a vítima.

Ainda segundo com a delegada, foi o pai da vítima que descobriu o crime após encontrar vídeos pornográficos que o autor enviava pra vítima, além de mensagens nas quais a vítima relatava para uma prima que estava sendo forçada a manter relações sexuais com o tio desde os sete anos de idade.

O caso foi coordenado pela Delegacia Especial da Mulher de Pinheiro e após a adoção das providências cabíveis, o preso foi encaminhado à Unidade Prisional de Pinheiro, onde permanecerá à disposição da Justiça. A mãe não foi presa, pois segundo a Polícia Civil não há elementos suficientes nos autos da participação dela.

São Bento

A Polícia Civil do Maranhão informou que na última terça-feira(4), um homem foi preso por meio de um mandado de prisão temporária, suspeito pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido no município de São Bento, região da Baixada Maranhense.

De acordo com a Delegacia de São Bento, a vítima de 13 anos de idade já vinha sofrendo os abusos sexuais há cerca de seis meses em sua própria casa no Povoado Iguarapiranga.

O preso foi apresentado na Delegacia para prestar seu depoimentos e seguida encaminhado à Unidade Prisional de Pinheiro, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *