Confusão entre polícia e moradores em Matinha após invasão de antigo campo de aviação e fábrica de roupas; vejam vídeos e fotos

A prefeitura de Matinha acionou a Polícia Militar para destruir demarcações em terrenos invadidos por pessoas da cidade na manhã deste domingo, 18. Só este mês, moradores invadem o segundo terreno e desta vez foi o antigo ‘campo de aviação’ do município.

Polícia teve que ser acionada após invasão de campo de aviação em Matinha

Segundo as informações, diversas pessoas invadiram hoje cedo o antigo aeroporto de Matinha, na entrada da cidade. Após a Polícia Militar ser acionada, uma grande confusão se tornou e os agentes tiveram que usar spray de pimenta e uma máquina da prefeitura foi enviada para o local.

Após a chegada de reforços policiais, a operação iniciou e todas os terrenos já demarcados foram destruídos. Minutos depois, na antiga Fábrica de Roupas, novas confusões. A polícia e a máquina se deslocaram para o local para também acabar com a invasão, mas entraram em um acordo com os ocupantes e não realizaram a operação.

A fábrica foi invadida no início de abril por pessoas que dizem que não têm moradores. Construída na gestão da ex-governadora Roseana Sarney, a Fábrica de Roupas chegou a gerar emprego e renda para diversas famílias matinhenses até 2009, mas com o fim das parcerias e dificuldades financeiras, a empresa encerrou suas atividades e o local ficou abandonado.

Atualmente toda a área pertence ao Banco do Nordeste, que investiu mais de 900 mil reais no projeto. Após a invasão, a população limpou a área e dividiu o terreno.

Invasão na Fábrica de Roupas
Invasão no campo de aviação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *