TJMA aprova mudança e prédio do Fórum de Justiça de Matinha homenageará o advogado e ex-prefeito José Conceição Amaral

O Tribunal de Justiça do Maranhão anunciou a mudança no nome do Fórum de Justiça da cidade de Matinha, na Baixada Maranhense. Além disso, a corte superior do estado anunciou que fará uma homenagem à desembargadora Cleonice Silva Freire, que faleceu recentemente, na comarca de Rosário.

José Conceição Amaral

Inaugurado em abril de 2003 com o nome de ‘Desembargador Antonio Fernando Bayma Araújo’, o Fórum de Justiça da cidade de Matinha agora se chamará ‘Advogado José Conceição Amaral’, ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-prefeito do município, falecido em 2011.

O prédio foi entregue, inclusive, com a presença do advogado e ex-prefeito matinhense, custando R$ 149 mil, oriundos do Fundo de Modernização e Reaparelhamento do Judiciário (FERJ). O prédio é um dos mais modernos da cidade e dispõe de instalações modernas, compostas de dois cartórios de ofício, um eleitoral, salas de audiência e da OAB e gabinete do juiz, que são dotadas de rede de interligação à internet em todas as salas, central telefônica, ar-condicionado e paisagismo na área externa.

A mudança foi anunciada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Lourival Serejo, confirmada pelo colegiado da corte e faz uma justa homenagem ao pai do atual vereador da cidade, Rui Ronne Amaral e dos ex-vereadores Zequinha Amaral e Eldo Ronne Amaral, este último também já falecido.

História

José Conceição Amaral nasceuno sítio de agricultura chamado “Belas Águas” e seus pais foram João Amaral e Angelina Francisca Amaral. Ele era o primogênito de seus irmãos, tendo se casado com Maria José Amaral, em 1954, com quem tivera 12 filhos.

Nascido em 20 de agosto de 1925, o ex-prefeito foi levado pelos seus padrinhos José Pedro da Silva e Viviana Amaral da Silva. Foi desemburrado no ABC e início de cartilha com sua própria mãe. Gostava muito do pagode da casa de engenho e das noites de tambor promovidas por sua avó, Adriana Rosa Serra, tia de Angelina, que recebeu como filha adotiva, porque era filha de um irmão querido do adotante, Francisco Gomes.

José Conceição fez seu curso primário no Colégio de Etelvina Gomes Pinheiro (Santoca Gomes), e começou o estudo de sapateiro com José Celeiro. Começou a aprendizagem de música com Chico Cardoso e foi eleito vereador por duas vezes, sendo que a primeira em 1962 e a segunda em 1966. Nesse período foi eleito presidente da Câmara, onde assumiu o cargo de prefeito no período de 31 de janeiro a 07 de novembro de 1965.

Quando lutando pela educação do seu povo, criou a Escola Cândida Gomes. Ele fez o curso de contador, foi advogado provisionado de 1960 a 1978, quando, então, enfrentou o vestibular para direito, no qual fora aprovado na UFMA, concluindo-o, em 1977. Em 2004 foi eleito como vice-prefeito na chapa em que compusera juntamente com Marcos Robert Silva Costa. Esse cargo ele exerceu de 2005 a 2008. De 1949 até os últimos dias de sua vida, quando foi a óbito, em 01 de maio de 2011, prestou seus serviços aos cidadãos desta cidade de Matinha de todas as classes sociais.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

5 respostas para “TJMA aprova mudança e prédio do Fórum de Justiça de Matinha homenageará o advogado e ex-prefeito José Conceição Amaral”

  1. Deus é Bom em todo tempo.A sua justiça não falha, em especial para com os Seus servos. O Dr ou simplesmente José Conceição Amaral foi um servo temente e fiel aos seus ideais cristão. Amou a Deus e expressou esse amor através das suas atitudes e ações de compaixão para com os seus conterrâneos, quando negou a si mesmo a oportunidade de ascender na sua carreira, recusando convites de profissionais renomados da capital ludovicense,que viam nele um profissional idônio e bem capacitado, para atender, e ou, pleitear melhorias de condições de vida ao povo, dessa cidade ,que ele tanto amou, onde os ditos esclarecidos ou cultos não reconheciam a sua luta, sua disposição, por puro preconceito.Mas,Deus é o nosso justo juiz, Ele exalta os humilhados e o faz reconhecido ,no tempo,na hora e da forma que Ele planeja. Usou para isso o próprio homem, pessoas de renome que souberam ver em pouco tempo de convivência,o valor ,depositado por Deus nesse homem, simples e cheio de humildade e empatia pelo próximo. Louvado seja o nosso justo juiz “Deus”.
    Os nossos agradecimentos aos magistrados, pelo reconhecimentos e a justa homenagem, e aos conterrâneos que se alegram conosco, (familiares),por terem e almejarem o mesmo sentimento de reconhecimento e de uma justa homenagem. 🤝🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾👏🏾

  2. Sinto-me feliz pela justa homenagem. José Conceição Amaral deixou vários legados ao povo matinhense. Dentre estes, cita-se, a Educação, com a criação da Escola Etelvina Gomes Pinheiro ( primeira escola de nível médio em Matinha), responsável pela formação de vários profissionais na área do magistério.

  3. Muito merecida esta homenagem ao dr José Conceiçào Amaral . Homem honrado , deixou marcar na história do nosso município que ficou como legado as gerações futuras. Quero render minhas homenagens “ in memória “ a este ilustre filho de Matinha e toda família . Dr Emano

  4. Muito merecida esta homenagem ao dr José Conceiçào Amaral . Homem honrado , deixou marcar na história do nosso município que ficou como legado as gerações futuras. Quero render minhas homenagens “ in memória “ a este ilustre filho de Matinha e toda família . Dr Emano

Deixe um comentário para Marcia Noelia Amaral Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.