Documentário conta história de quebradeiras de coco do município de Matinha; vejam

A palmeira do babaçu é conhecida como a mãe das quebradeiras de coco, pois dela pode-se aproveitar quase tudo, frutos, folhas, raízes e estipe, podendo gerar vários produtos, do artesanato, gastronômico, cosméticos, remédios e outros. Como resultado, muitas mulheres tiram o sustento de suas famílias desse trabalho.

Documentário conta história das quebradeiras de coco de Matinha

Foi da árvore símbolo da emancipação, da resistência e da luta de mulheres guerreiras, que as estudantes do curso de jornalismo da Universidade Ceuma, Maria Luiza Galvão e Milena Botão, produziram o documentário Mãe Palmeira. O documentário faz uma narrativa das quebradeiras de coco Babaçu das comunidades quilombolas Bom Jesus, São Caetano e Patos, em Matinha.

O curta publicado no mês passado conta a história da formação do Quilombo Seis Maria do Jardim. A produção traz depoimentos de moradores que têm suas raízes dos antepassados trazidos de Moçambique para o Brasil.

A produção mostra também a vida de resistência pela terra, invasões, conflitos, a relação com posseiros e as constantes implantações de cercas elétricas na região, o que limita a atuação das quebradeiras de coco babaçu. O produto experimental está Disponível no You Tube. Fonte: Portal Matraca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *