Artigo de Luiz Figueiredo: administrar com responsabilidade…

A Administração Pública visa principalmente o bem estar da população com serviços, obras, e investimentos no setor produtivo que possam melhorar a qualidade de vida das pessoas, especialmente das crianças e dos idosos. A descontinuidade administrativa é um dos grandes entraves do setor público.

Luiz Figueiredo

A falta de planejamento a médio e longo prazos é a principal causa dessas distorções. Um gestor inicia obras ou fixa metas, define prioridades, mas ai transferir o poder para os substitutos, estes não consideram mais o programa definido pelo antecessor e por isso temos Brasil afora um sem número de obras inacabadas ou paralisadas, com um imenso prejuízo para o erário e a população.

Em outros casos obras existentes simplesmente são demolidas ou abandonas. São João Batista é caso típico, onde tínhamos uma granja que fomentava o desenvolvimento da avicultura, hoje não mais existe. A casa do mel, a casa da castanha, um excelente posto de saúde na sede, colégios nos povoados Arrebenta, Laranjal ll, São José e outros, um pequeno hospital no Paulo VI, a pouco construído, em ruínas. Obras inacabadas podemos citar o posto de Saúde de Santana, o prédio CRAS e outras.

Chegamos ao cúmulo de ter dois elefantes brancos na parte nobre da cidade, um colégio inacabado e mal projetado na Rua Humberto de Campos e uma academia para idosos pronta e que nunca funcionou pela total incapacidade de que a concebeu, construiu e abandonou, tudo isso bem próximo da prefeitura e da igreja Matriz. As máquinas e equipamentos viram sucatas de uma ora pra outra…

Ao encerrar o meu mandato de prefeito deixei a praça da Matriz construída, e foi melhorada por sucessores. Agora estou sabendo aquela bonita praça, numa total falta de visão, foi demolida pelo atual gestor. Sinal de incompetência e descaso com a população. Por que não construiu outra? Tantas prioridades que temos, tanta coisa importante a fazer…

Precisamos de um plano de urbanização para nortear o desenvolvimento da cidade, em primeiro lugar. Por todo isso é que precisamos de gestor compete, austero, responsável, conhecedor da nossa realidade e que venha para aplicar com mais racionalidade e eficiência os limitados recursos do município.

Luiz, ex-vereador e ex-prefeito de São João Batista

Uma resposta para “Artigo de Luiz Figueiredo: administrar com responsabilidade…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *