Palmeirândia, Vitória e Cajapió lideram gastos sem licitações com a pandemia do Coronavírus

As cidades de Palmeirândia, Vitória do Mearim e Cajapió lideram os gastos públicos sem licitações na Baixada Maranhense. Em alguns casos, como de Palmeirândia, o valor investido sem licitação passou de 3 milhões de reais, sob o comando do prefeito Jorge Garcia.

Prefeitos de Cajapió, Palmeirândia e Vitória lideram gastos sem licitações

O levantamento foi feito pelo Blog do Jailson Mendes em 14 cidades da Baixada Maranhense, que realizaram gastos com dispensas de licitações durante a pandemia provocada pelo Coronavírus e divulgaram nos sites. As despesas vão desde insumos até serviços de dedetização, que custou quase um milhão aos cofres públicos.

Com a decretação de Estado de Emergência ou Estado de Calamidade Pública, realizada em todos os municípios pesquisados, os gestores não ficam obrigados a realizar licitações. Recentemente, as promotorias de Justiças destas cidades abriram procedimentos para investigar as despesas e algumas sofrem investigações da Polícia Federal.

A cidade de Palmeirândia, entre as pesquisadas, é o caso mais estranho. Segundo o Portal da Transparência do município, criado exclusivamnte para a pandemia, mais de um milhão foram gastos com equipamentos de proteção individual; mais de 900 mil com higienização de prédios e mais de 400 mil com aluguel de veículos. Isso tudo sem uma única licitação.

A situação é parecida com a cidade de Vitória do Mearim, onde a prefeita Dídima Coelho comprou duas ambulâncias no valor de R$ 449.000,00 mil. O valor não aparece no site destinado para as ações da pandemia, mas aparece no Portal da Transparência do município. Em Cajapió, cidade comandada pelo prefeito Dr. Marcone, as despesas total chegam a mais de 400 mil, também sem licitações.

Em alguns casos, como São Vicente Ferrer, não é possível saber quanto foi gasto durante a pandemia por que a prefeitura não tem site específico e nem divulga os gastos públicos sobre a situação. Inclusiva o portal da gestão Conceição Castro é colocado como irregular em todas as avaliações feitas pelo TCE.

Confiram a lista de municípios e suas respectivas despesas, conforme divulgado pelas prefeituras nos Portais da Transparência. O blog também disponibiliza o link para os internautas acessarem as despesas feitas pelas prefeituras.

Vejam…

Palmeirândia – R$ 3.292.111 – AQUI

Vitória do Mearim – R$ 799.194 – AQUI

Cajapió – R$ 422.703 – AQUI

Olinda Nova do MA – R$ 400.400 – AQUI

Matinha – R$ 306.860 – AQUI

Penalva – R$ 176.738 – AQUI

Arari – R$ 173.523,53 – AQUI

São João Batista – R$ 123.930 – AQUI

São Bento – R$ 84.000 – AQUI

Viana – R$ 60.700 – AQUI

Bacurituba – R$ 59.709 – AQUI

Cajari – R$ 48.000 – AQUI

São Vicente Ferrer – Inacessível

Pedro do Rosário – Impreciso – AQUI

3 respostas para “Palmeirândia, Vitória e Cajapió lideram gastos sem licitações com a pandemia do Coronavírus”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *