Álvaro Jardim recorre à Justiça para garantir direitos de funcionários que tiveram salários cortados pelo prefeito de Arari

Sensibilizado com as dificuldades enfrentadas pelos professores, professoras e demais servidores contratadas pela prefeitura de Arari, o vice-prefeito do município, Álvaro Jardim, protocolou na Promotoria de Justiça uma Notícia de Fato com pedido de providências a fim de assegurar os direitos dos profissionais trabalhadores prejudicados.

Álvaro Jardim acionou MP para garantir direitos de funcionários

A ação decorre do clamor dos servidores que estão sem receber salários do mês maio e correm o risco de também não receberem os vencimentos referentes ao mês de junho corrente. Mais grave ainda é o indicativo de que poderão ficar sem os salários dos meses vindouros, caso as aulas não voltem à normalidade em julho conforme está previsto.

A apreensão dos servidores decorre fundamentalmente de informações dadas pelo próprio prefeito Djalma Melo em recente entrevista na rádio comunitária Progresso FM, na qual informou com clareza que nesse mês, por conta da necessidade de fazer caixa para pagamento do décimo terceiro dos efetivos, os contratados não recebem seus salários.

O sacrifício imposto pelo prefeito aos contratados ocorre justamente no momento em que o poder público deveria apoiá-los. Na linha inversa da insensibilidade do prefeito Djalma Melo, o vice, Álvaro Jardim abraçou a causa, se manifestou publicamente a favor dos servidores e fez inúmeros apelos ao prefeito para que os contratados não fossem demitidos.

Entretanto, por não ter sido ouvido pelo chefe do executivo municipal, Álvaro Jardim recorreu à Justiça contra o ato maldoso praticado pelo chefe do executivo municipal que mais uma vez ameaça deixar dezenas de família sem empregos, salários, sem perspectivas, sem dignidade.

4 respostas para “Álvaro Jardim recorre à Justiça para garantir direitos de funcionários que tiveram salários cortados pelo prefeito de Arari”

    1. Embora você esteja esteja escondido por uma falsa identificação, faço questão de esclarecer que minha denuncia não gera em nenhuma circunstancia processo contra o prefeito, Meu desejo é que gere apenas a reparação aos direitos funcionários exonerados de forma desumana em plena crise do Coronavírus. É fato que o prefeito responde há uma série de processos, mas nenhum movido pela minha pessoa, são todos do MP.

  1. Parabéns pelo texto e pela exposição da informação. De fato é situação exposta é uma glamoura vergonha, uma tremenda injustiça e uma enorme falta de respeito. Álvaro está de parabéns pela coragem. Para quem nao sabe, em público Djalma elogia Álvaro mas em reservado diz para politicos do estado, q este é seu inimigo. Muitos sabem disso e corre até a gravação em redes sociais.
    Na verdade, Álvaro é adversário, não inimigo. Com essas posturas, tinha q ser assim msm, lados opostos. Álvaro é do bem e de bom coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *