Vereadores de Penalva cortam 50% de seus salários para comprar cestas básicas para famílias carentes

Os 13 vereadores da cidade de Penalva, na Baixada Maranhense, resolveram cortar seus salários pela metade para ajudar nas ações de combate ao Coronavírus no município. Um projeto que diminuem em 50% o salário dos parlamentares foi aprovado hoje, 13, no plenário da Câmara de Vereadores.

Parlamentares que apresentaram o projeto que cortou 50% dos salários

Segundo o projeto, obtido pelo Blog do Jailson Mendes, nos próximos 180 dias os vereadores receberão metade do que estavam recebendo. Atualmente, o salário de um parlamentar penalvense é de R$ 4.500 mensais bruto, o que pode gerar uma receita de mais de 150 mil reais.

“Os 50% retirados dos subsídios dos parlamentares serão repassados aos cofres da Prefeitura Municipal de Penalva e será destinado ao amparo das famílias cadastradas no CadÚnico, para ajudar na entrega de cestas básicas por mês para famílias que recebem renda per capita inferior a 1/3 de salário mínimo por membro familiar”, diz parte do projeto aprovado com urgência nesta segunda-feira.

Para ser regulamentado, o prefeito Ronildo Campos precisa expedir um decreto e foi apresentado por 08 parlamentares da base de apoio ao prefeito Ronildo Campos, mas teve a aprovação de todos os demais vereadores, levando em consideração o Estado de Calamidade decretado pela prefeitura por conta do aumento significativo de doenças como o H1N1 e Coronavírus.

Em conversa com o blog, o presidente do Poder Legislativo, Professor Nonato, disse que existem muitas famílias com dificuldades financeiras na cidade e que isso aumentou com o avanço da pandemia. Ele também destacou como positiva a iniciativa deles. “Fizemos isso e espero que sirva de exemplo às demais câmaras do Maranhão”, concluiu.

Vejam parte do projeto aprovado…

4 respostas para “Vereadores de Penalva cortam 50% de seus salários para comprar cestas básicas para famílias carentes”

  1. Uma boa ação feita pelos vereadores da minha cidade! Que sirva de exemplo para os demais municípios! Aqui temos realmente pessoas passando fome!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *