Caso Kelrry Mousinho: Desembargadores decidem liberar Tainar da prisão domiciliar e prorrogar tornozeleira em Tainara

Os desembargadores da Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão decidiram liberar Tainar dos Santos da prisão domiciliar e prorrogar a tornozeleira eletrônica em Tainara dos Santos. As irmãs são acusadas de de, em abril de 2019, tirarem a vida da jovem Kelrrey Daiana Ferreira Mousinho, usando uma faca, na cidade de Matinha.

Tainar e Tainara dos Santos

Na época e após repercussão na imprensa do estado, elas foram presas uma semana após o acontecido na cidade de Rosário. A defesa das irmãs entrou com vários recursos na Justiça e conseguiram a liberdade provisórias das duas no Tribunal de Justiça. Uma estava cumprindo prisão domiciliar e outra usa uma tornozeleira eletrônica. As duas foram pronunciadas à Júri Popular, pelo juiz de Matinha, mas aguardam em liberdade um recurso na corte superior.

Na semana passada, os desembargadores Josemar Lopes, que atua no caso como relator; José Bernardo Silva e Raimundo Melo decidiram acatar mais um pedido dos advogados da defesa. Tainar dos Santos requereu ao tribunal que mudasse de endereço, que fica localizado na cidade de Rosário. O pedido foi aceito pelos magistrados.

De ofício, eles entenderam que deveriam renovar o monitoramento eletrônico para Tainara dos Santos. “Vistos, relatados e discutidos os autos, unanimemente e de acordo com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça, adequado em banca, a Terceira Câmara Criminal concedeu a ordem impetrada, para substituir a prisão domiciliar pelas medidas cautelares previstas no art. 319 do CPP, determinando a expedição de alvará de soltura em favor da paciente Tainar dos Santos, autorizando a mudança de endereço pleiteada e, de ofício, prorrogando o prazo da medida cautelar de monitoramento eletrônico em relação à paciente Tainara dos Santos, nos termos do voto do Desembargador Relator”, decidiu a Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

Caso

O Blog do Jailson Mendes vem acompanhando o caso desde o início e publicou as diversas decisões que beneficiaram ou não as irmãos Tainar e Tainara dos Santos. O caso tomou repercussão estadual e todos os sites, jornais e televisões falaram sobre o assunto.

Confiram todas matérias publicas sobre o caso até agora neste blog.

Juiz nega recurso de advogados para adiar depoimento das irmãs Tainar e Tainara por temer linchamento

Urgente: TJMA também manda soltar segunda acusada de matar jovem de 25 anos em Matinha

Justiça decide levar irmãs acusadas de matar jovem de 25 anos em Matinha a Júri Popular; confiram parte da decisão

Urgente: Desembargador manda soltar uma das irmãs acusadas de matar jovem de 25 anos em Matinha

Urgente: Irmãs acusadas de assassinar jovem em Matinha se apresentam em Rosário e são liberadas

Urgente: Polícia confirma prisão de irmãs acusadas de matar jovem em Matinha

Tribunal de Justiça volta a negar habeas corpus para irmãs acusadas de matar jovem em Matinha

Urgente: Tribunal de Justiça nega habeas corpus para soltar irmãs acusadas de matar jovem de 25 anos em Matinha

Polícia Militar procura irmãs acusadas de assassinar jovem de 25 anos em Matinha; crime repercute em todo o estado

Urgente: Justiça decreta prisão de irmãs acusadas de matar jovem de 25 anos em Matinha

Falta de delegado prejudica investigações em Matinha e população protesta contra impunidade; vejam fotos e vídeos

Urgente: jovem de 25 anos morre após ser esfaqueada por duas mulheres em Matinha

 

3 respostas para “Caso Kelrry Mousinho: Desembargadores decidem liberar Tainar da prisão domiciliar e prorrogar tornozeleira em Tainara”

  1. Vocês que cometeram um crime bárbaro, podem usufruir dos recursos que o nosso ordenamento jurídico possibilita, é legal e tais atos estão previstos no código de processo penal vigente, mas, uma coisa é certa: a pecha de assassinas lhe acompanharão pelo restos de suas vidas! Simples assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *