Em Cajari, padre Paulo denuncia irregularidades na gestão de Camyla Jansen e reafirma pré-candidatura

Em Cajari, o principal opositor da prefeita Camyla Jansen confirmou a sua pré-candidatura a prefeito e negou a tentativa de aliados da gestão de colocá-lo como possível laranjal. O sacerdote Paulo da Cruz Lima de Oliveira, conhecido como Padre Paulo, também teceu duras críticas contra atual gestão.

Padre Paulo reafirmou sua pré-candidatura

Em um vídeo encaminhado ao Blog do Jailson Mendes, Padre Paulo destacou o caos que vive o município de Cajari. Fotos do municípios mostram descaso com escolas, veículos, creches e outros prédios públicos que estão sendo deteriorados e esquecidos pela atual gestora.

Ele também desmentiu boatos espalhados na cidade de que teria desistido e que apoiaria uma outra pessoal. “Estou aqui para reafirmar minha pré-candidatura para desmentir aquilo que eles estão pregando por aí, de que o Padre Paulo vai ser laranja, de um grupo ou de outro. Tudo para tentar diminuir a integridade do padre, mas estamos firme neste propósito”, confirmou.

Principal opositor do governo, Padre Paulo por pouco não saiu vencedor nas eleições de 2016. Ele obteve 4,455 votos e a atual gestora, 4.912. Uma diferença muito pequena, o que torna ele ainda mais forte para disputar as eleições de outubro próximo.

3 respostas para “Em Cajari, padre Paulo denuncia irregularidades na gestão de Camyla Jansen e reafirma pré-candidatura”

  1. quem manda é o marido da prefeita junto com uma turma de bandidos secretários por isso que lá está perdido. Eles não ganham mesmo mais este ano tá escrito na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *