Em sessão polêmica e sem a participação de 5 vereadores, Cabeça é eleito presidente da câmara de São João Batista

Cabeça e Chico de Nhozinho

Em uma sessão polêmica e demorada, 6 parlamentares elegeram o vereador Cabeça como o novo presidente da Câmara de Vereadores de São João Batista. A sessão foi realizada no início da noite de ontem e terminou por volta das 23 horas, após a saída de 5 vereadores do plenário e guerra de artigos da Lei Orgânica e Regimento Interno. O secretário de Articulação Política, Eduardo Dominici, foi acusado pelos edis de ser ditador e querer controlar os vereadores.

A reunião foi acompanhada por militares, Guarda Municipal e diversas pessoas que lotaram a galeria. Com a indefinição se haveria ou não a eleição, o clima iniciou logo quente com um bate-boca entre os vereadores Chico de Nhozinho, Louro e o presidente da casa, vereador Assis Araújo, com relação aos pontos que deveriam ser discutidos na sessão e se haveria o processo eleitoral.

O pequeno expediente serviu para que os parlamentares rebatessem a decisão de Assis Araújo, que na tarde de ontem tinha revogado o edital da eleição. Os 6 vereadores que estavam em São Luis e fecharam os nomes de Cabeça e Chico de Nhozinho para comandar a sessão, criticaram fortemente o presidente da casa pela decisão e requerem à Assis Araújo que levasse ao plenário da câmara se poderia ou não haver a eleição.

Neste momento, a sessão esquentou e os vereadores Louro e Assis levaram pelo menos três horas discutindo pontos do Regimento Interno e da Lei Orgânica do município. O argumento do presidente da casa é que o artigo 25 da Lei Orgânica diz que a eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores deve acontecer somente em fevereiro e que para antecipar o processo eleitoral seria preciso a aprovação de um requerimento aprovado pelos parlamentares, o que não teve. Assis, que teve o apoio dos vereadores Junior de Valdez, Renato, Zilmara e Issac, disse ainda que ele terá até fevereiro para convocar uma nova eleição.

Por outro lado, o vereador Louro acusou o presidente da casa de querer manobrar para ganhar mais tempo e citou o artigo 24 do Regimento Interno do Poder Legislativo, que diz que a eleição da presidência da casa deverá acontecer até a última sessão do ano e que mesmo assim, Assis deveria colocar em votação para que o plenário decidisse. Esse argumento foi compartilhado pelos vereadores Chico de Nhozinho, Cabeça, Tales Pinheiro, Lurdilene e Jorge de Baduca. A reunião foi interrompida diversas vezes e não chegaram a um consenso, com direito a consultas de leis, regimentos, advogados e pesquisas de decisões sobre eleições de câmaras.

Diante da situação, Assis Araújo decidiu que encerraria a sessão e o grupo de 6 vereadores decidiram iniciar uma nova sessão para que fosse eleita a única chapa inscrita, contendo Cabeça como presidente e Chico de Nhozinho como vice. Já numa nova sessão, presidida pelo primeiro secretário, Jorge de Baduca, e sem a presença do presidente, do vice e dos outros três que acompanharam o entendimento de Assis, o grupo dos seis parlamentares iniciaram a sessão e elegeram a nova presidência da casa. Em seus discursos, eles voltaram a criticar a política feita em São João Batista, comandada por Eduardo Dominici e voltaram a acusá-lo de ditador.

Cabeça pregou união e independência dos poderes, afirmando que a partir de 2019 o Poder Legislativo terá um novo tempo, mas negou um possível rompimento com o prefeito João Dominici. Ele agradeceu a todos os presentes, destacando o papel importante que o vereador Chico de Nhozinho, a quem atribuiu toda a articulação que levou a vitória do grupo formado pelos seis vereadores. No mesmo sentido, Chico agradeceu a cada um dos parlamentares e pregou independência. O vice-presidente eleito destacou os 7 mandatos que Cabeça tem como vereador e que a vitória foi merecida. Ao final da sessão, eles posaram para fotos com familiares e deram entrevista ao blogueiro Jailson Mendes, que estava transmitindo ao vivo  sessão (veja AQUI).

Sessão deve parar na Justiça

O presidente da Câmara, Assis Araújo, estuda ingressar na Justiça para anular a sessão, que ele entende ser ilegal. Uma outra possibilidade é dele lançar um novo edital, até fevereiro, convocando uma nova eleição da Mesa Diretora. O blog trará novas matérias falando sobre estes assuntos e outros que foram destaques na sessão.

Folha de SJB

11 respostas para “Em sessão polêmica e sem a participação de 5 vereadores, Cabeça é eleito presidente da câmara de São João Batista”

  1. A casa caiu play boy, procura urgentemente um encosto senão tu não vai mamar até final do mandato do teu pobre e sofrido laranja do pai.

  2. Presidente cabeça agora o resto é com você, o povo aguarda sua decisão diante deste quadro caótico de desgoverno desse indigesto. #CPINELESCOMMP#

  3. Ainda vai passar muita água em baixo da ponte. Ouvirmos de tudo ontem aqui na Câmara, vereador dizendo que assume que já fez muita coisa errada e que só a partir de 2018 deixou de fazer, teve vereador que até ontem era acarar e a partir de ontem se tornaria peixe grande. É de lamentar a que ponto chegou o nível de nossos vereadores, ainda bém que eu não contribuir para eleger nenhum desses.

  4. Os vereadores escondidos mostraram seu caráter, onde não confiam em se próprios, mostraram que não resistem a qualquer proposta que pudessem receber, por esta razão se esconderem.
    Pior de tudo é terem agido como heróis da resistência. Nós que ficamos do lado da platéia só se ouvia era lástima da boca do povão falando dos que mordem e assopram para beber o caldo grosso no Cruzeiro ou onde engrossar mais

  5. O que vimos na câmara municipal da nossa cidade foi um verdadeiro circo com discursoes sem nexo um presidente tentando adiar uma eleição que estava com tudo certo para ocorrer e pior tentando discutir sem argumento e nenhum respaldo com a lei orgânica do município na mão
    Parabéns aos vereadores que tiveram coragem de votar contra o prefeito acho que assim se forma bons vereadores com homens q não tem medo de perder empregos e que não são capachos de ninguém
    Boa sorte a nova mesa diretora e vereadores vamos fazer um curso todos os anos pra interpretação da lei orgânica dacasa uma ideia pra que vocês não tentem ficar nessa enrolação achando que o povo é besta
    Somos carentes sim mas não bestas
    Sabemos que vivem nesse mundão bom só não sei se são tão felizes qnto parecem

  6. O que mais fico impressionado, é que os Srs. falam, falam, e ao chegar a eleição terminam votando neles. Fico triste e contente ao mesmo tempo por cabeça ser eleito, triste por ele ser arte manhoso, irá se aposentar da forma como ele quis e sonhou. Lamento por não ser uma pessoa com uma formação aonde não iria ficar dependendo dos outros mais esperto. Agora vc me pergunta! adienta ter uma formação pra assumir esta cadeira? o grande exemplo o presidente Assis Araújo, um desastre, fala bem de mais, tem o dom da oratória, e assim vai passando. agora os Srs. queria eleger o vereador Junior de Valdez!, seria catastrófico, depois que chegou a essa cadeira, ficou prepotente, o cargo de vereador subiu, é tão, que ele, Zilmara e Talles, esqueceram que irão voltar pra sala de aula no termino de seus respectivos mandatos. A coisa foi tão justa, que ele levou um tapa na cara do seu lider ” MAIOR”, como ele costuma fala em seus discursos. Ele não tar nem ai para professores da Rede Municipal, ele é da Rede Estadual, Município só serve pra ele tomar aquele leite…

  7. Foi triste ouvir o vereador louro confessar com sua própria boca que como vereador já fez muitas coisas erradas e que a partir de 2018 deixou de fazer e que não vai mais fazer. quer dizer que enquanto ele esteve do lado dos prefeitos ele lia na cartinha do prefeito e mamava calado fazendo as coisas erradas. Será por que só este ano que ele ficou fora da mamada da prefeitura é que ele não fez coisas erradas?

  8. Faço uma pergunta: um professor pode ter três matrículas? Segundo as maus línguas o vereador Tales têm três matrículas, sendo duas aqui em São João Batista e uma em Olinda Nova, essa de Olinda Nova ele está fora da sala de aula, mas está recebendo normalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *