Jersan Araújo fala sobre dificuldades do prefeito João Dominici e alfineta presidente do SindProf

Jersan Araújo

O assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de São João Batista, Jersan Araújo, falou sobre as dificuldades do prefeito da cidade, João Dominici, neste primeiro ano de governo. O jornalista, em sua coluna do Jornal Pequeno, destacou que o gestor deve tratar amanhã sobre um projeto de regulamentação de cargos e alfinetou o presidente do SindProf, professor Israel Melônio.

Esta semana, Israel Melônio falou numa rádio local sobre declarações de Jersan em sua coluna semana no Jornal Pequeno e também transcreveu algumas partes de sua coluna em editais. Amanhã começa uma paralisação marcada pela categoria contra a não regulamentação dos cargos de professores e falta de zeladores nas escolas.

Ele também destacou a ação civil do Ministério Público contra o ex-prefeito Amarildo Pinheiro e seus parentes e sobre a ação do promotor Felipe Rotondo, que pediu concurso público para procurador do município. Vejam…

SÃO JOÃO BATISTA (I)

As dificuldades financeiras enfrentadas pelas prefeituras municipais de todo o país não é segredo para ninguém. Administrar um poder público sem dinheiro suficiente, sendo questionado de forma incessante pelo Ministério Público e, por cima, ter que dar satisfação dos seus atos à população deve ser “dose pra leão”. Em São João Batista o prefeito João Dominici tem enfrentado esses problemas, mas, felizmente, a Justiça demonstra maior compreensão do que os seus acusadores.

Desde o ano de 1997 os prefeitos não se interessaram em fazer uma Reforma Administrativa condizente com as necessidades organizacionais do município, principalmente no que diz respeito aos professores. Os problemas desabaram, portanto, sobre a atual gestão que tem o interesse de, com o apoio da Câmara Municipal, resolver essas questões que hoje são cobradas pelo presidente do Sindicato dos Professores que, ironicamente, vez parte de quase todas as administrações anteriores e nunca cobrou absolutamente nada. Pelo contrário defendia, com ardor, os prefeitos aos quais servia como vereador ou secretário.

SÃO JOÃO BATISTA (II)

O prefeito João Dominici informou ontem à coluna que a partir de amanhã, juntamente com os advogados da Prefeitura e o secretário de Administração, deverão elaborar projeto corrigindo todas as distorções existentes e recolocar nos trilhos a gestão pública que o atual prefeito recebeu sem informações necessárias ao bom andamento dos trabalhos a que se propõe executar em São João Batista. Ressalte-se que o prefeito concedeu reajuste de sete por cento aos educadores, no início do ano e que o pagamento do funcionalismo está sendo feito rigorosamente em dia. Os serviços básicos de saúde e medicamentos, além da higienização do hospital da cidade e dos postos, que ele encontrou fechados, são preocupação da atual gestão e funcionam atualmente com normalidade.

SÃO JOÃO BATISTA (III)

O promotor de São João Batista ingressou com uma ação na Justiça, solicitando que seja exigido do prefeito João Dominici, a elaboração de projeto e o seu envio à Câmara Municipal, criando o cargo de Procurador do Município, o qual deverá ser preenchido através de concurso público. Esse cargo que existe em alguns municípios é de livre nomeação do gestor, por tratar-se de “cargo de confiança”. E deve ser essa a proposta que o prefeito enviará a Câmara Municipal.

AMARILDO E MAIS OITO RESPONDEM ACP (I)

A Promotoria de Justiça da Comarca de São João Batista ingressou, no último dia 12, com uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra oito envolvidos na contratação irregular de uma empresa para fornecimento de alimentação à Prefeitura no ano de 2013. O prejuízo aos cofres municipais foi de R$ 130.148,20.

São alvos da ação o ex-prefeito Amarildo Pinheiro Costa; Izael de Oliveira Cassiano, ex-secretário de Administração e Planejamento; Ireceide Oliveira de Jesus Pinheiro, ex-secretária de Administração e Planejamento e esposa de Amarildo Costa; Carlos Augusto Teixeira de Carvalho e Antonilde Lindoso Campos, ex-membros e ex-presidentes da Comissão Permanente de Licitação (CPL) do Município; José Ribamar Pereira Santos, conhecido como “Ribinha do Guaribal”, ex-presidente da CPL; Marçal Everton Costa; e Francisco Carlos Pinheiro, irmão do ex-prefeito Amarildo Costa.

AMARILDO E MAIS OITO RESPONDEM ACP (II)

De acordo com as investigações do Ministério Público do Maranhão e do 2° Departamento de Combate à Corrupção (2º Deccor), Antônia Edileusa Dourado contribuiu para a campanha política que levou à eleição de Amarildo Costa, tendo sido agraciada com um contrato de prestação de serviços de alimentação sem qualquer procedimento licitatório. A empresária possuía um restaurante em São Luís e foi convidada, informalmente, pelo prefeito eleito, para fornecer alimentação ao Hospital Municipal de São João Batista, chegando a montar uma cozinha dentro da unidade de saúde e tendo contratado seis cozinheiras.

Vejam AQUI a íntegra da coluna de Jersan Araújo.

11 respostas para “Jersan Araújo fala sobre dificuldades do prefeito João Dominici e alfineta presidente do SindProf”

  1. Marapa como é isso mesmo Jersan a prefeitura está com dificuldade financeira kkkk a prefeitura já recebeu milhões e o que já fez?nada é muita cara de pau de vocês mais esse Jersan nunca largou às tetas da vaca leiteira ???

  2. Cara de pau mesmo esse jersan. Cadê que esse sujeito abre mão do salário que ganha de graça, só pra dizer que é assessor de imprensa. Imprensado que tá é o município que dia que passa tá agonizando. Mas bem feito pra esses eleitores abestados que se envaidece com o poder financeiro dos outros, é por causa dessas irresponsabilidade da própria população que o município vem sofrendo com essas consequências. Como diz os mais velho se João dominici não é bom prós vaqueiros dele que cuida do patrimônio dele imagina se seria bom pro município como prefeito. Caíram nessa armadilha porque quiseram, e ficam colocando culpa no promotor, que não quer deixar ele trabalhar, no meu entender o promotor só quer que faça as coisas corretas e não roube o dinheiro público pra pagar as contas do condenado do filho play boy do filho dele. Seria bom que o promotor de justiça entrasse com uma ação pedindo a exoneração de jersan araujo já que ele não assina livro de ponto sobre os seus serviços prestados pra prefeitura de São João Batista, aí sim eu queria ver esseficar bebendo as custa da prefeitura, assim como ficou também bebendo durante a administração do Amarildo Pinheiro.

  3. Ouvindo os comentário do acessor de imprensa da prefeitura de são João batista “o fantasma”jersan Araújo tem toda razão em defender essa administração caótica de João dominici,aonde a prefeitura serve para custear suas mordomias.uma pessoa que se julgar correto jamais era para receber dinheiro público sem trabalhar.Ao invés do prefeito pagar pessoas q não trabalhar deveria era contratar vigias e zeladores para as escolas q não tem.mais jersan infelizmente,VC não conhece ou não quer reconhecer a luta do nosso sindicato e o trabalho do presidente Israel a frente da categoria,tudo o já conseguimos foi através da nossa luta conjunta,mais vale lembrar q VC também fazia parte da administração do prefeito Amarildo pinheiro,e concerteza recebia sem trabalhar depois cortaram VC da vaca leiteira o mesmo junto com seu irmão começaram a falar mal,mais q fique fique claro iremos lutar unidos contra esse descaso dessa administração.

  4. Para quem vive sugando o dinheiro público, e acredita que com texto mentiroso que nao condiz com a realidade da cidade em um jornal vai modificar a forma de ver esta gestão que veem frustando a esperança da população joaninha, vamos ter vergonha, só resta ÓLEO de PEROBA para os caras de pau.

    1. Tu devia falar isso era pra tua família que suga a prefeitura recebendo quase todos sem trabalhar Prentes e tu tá doido p pegar uma teta dessa vaca leiteira kkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *