Dona de empresa responsável por Jornada Pedagógica suspensa em São João Batista se manifesta

Albiane / Foto: Divulgação

Acerca das matérias “Empresa Fantasma capacita professores em São João Batista” e “ Acusada de esquema adora ostentar nas redes sociais”,  publicadas no blog do Antônio Martins nos dia 17/11/2016 e 21/11/2016, respectivamente, eu, Albiane Oliveira Gomes venho prestar os esclarecimentos pertinentes e meu direito de resposta, concedido judicialmente. Inicialmente gostaria de me apresentar aos leitores deste blog, haja vista a imagem deturpada que me foi atribuída nos post do Sr. Antônio Martins. Desde os meus 19 anos sei o que é trabalhar honestamente para conseguir meu sustento e de minha família. Comecei na empresa DUCOL como técnica de planejamento, onde permaneci de 1994 a 2004. Ainda na mesma empresa fui Coordenadora do setor de qualidade de 2005 a 2007.  Concluí minha graduação em Pedagogia pela UFMA em 2003 e desde então comecei a me dedicar à carreira docente, num contínuo processo de formação e profissionalização.

Minha formação Lato sensu integra três especializações, sendo uma em Educação de Jovens e Adultos (IESMA-2005), outra em Docência do Ensino Superior (UCAM-2005) e a terceira em Supervisão Escolar (UCAM-2007). Quanto à formação Stricto sensu conclui o mestrado em Políticas Públicas pela UFMA em 2010, e, mais recentemente, em 2016, o doutorado em educação pela UFPA. Tendo logrado êxito em Seletivo para Professor Substituto, em 2004 ingressei no quadro funcional da UFMA, onde permaneci até 2006, ocasião da minha posse como professora do município de São Luís, mediante concurso público. Ainda em 2006, comecei a dar aulas no curso de Pedagogia da UNDB, tendo permanecido até o ano de 2011. Em 2009 fui novamente aprovada no concurso público do município de São Luís, desta vez como coordenadora pedagógica. Atualmente possuo vínculo apenas com o município de São Luís em razão da minha aprovação em concurso público. Ainda, logrei êxito no último concurso que prestei pela UEMA para professora adjunta, aguardando apenas a nomeação. Para maiores informações acerca da minha formação acadêmica e trajetória profissional estão disponibilizadas no meu Currículo Lattes, no link: http://lattes.cnpq.br/2000850391605148.

O que pretendo demonstrar aqui é que sempre busquei construir uma trajetória profissional baseada em princípios éticos e morais, com muita seriedade e comprometimento. Todo meu histórico profissional resulta de muito esforço e anos de dedicação. Se hoje desenvolvo os serviços de consultoria e treinamento na área educacional é porque sou uma profissional qualificada para tanto. Nunca me utilizei de meios imorais para conseguir nada em minha vida. O trabalho honesto sempre foi meu único aliado. O segundo ponto a esclarecer diz respeito à minha empresa, a GCT, tida pelo blogueiro Antônio Martins como “empresa fantasma”, o que não passa de uma mentira. Constituída desde 05/05/1998, e, executando inicialmente as atividades econômicas ligadas ao ramo têxtil, a empresa sempre gozou de regularidade fiscal.

Em razão da minha formação na área da educação, ocorreu tão somente a mudança do ramo das atividades desenvolvidas para a prestação de serviços de consultoria e treinamento educacional, quando passou a adotar o nome empresarial ALBIANE O GOMES GESTÃO CONSULTORIA E TREINAMENTO EDUCACIONAL ME em 19/02/2014. Desde então, a empresa vem se ocupando das atividades supracitadas de maneira lícita, conforme os ditames legais, com emissão de notas fiscais de todos os serviços prestados até então a prefeituras e outras entidades privadas. Toda a documentação correlata já foi devidamente comprovada em processo judicial. A informação de que o endereço da empresa perante a Receita Federal seja de uma residência precisa ser esclarecido. Desde a sua criação, a GCT sempre funcionou no endereço de minha residência, qual seja à Rua Gardência Ribeiro Gonçalves, nº 07, Loteamento Espaço Sideral, Parque Vitória, São José de Ribamar/MA.

Ocorre que, devido a dificuldades na emissão do alvará de funcionamento da empresa no endereço supramencionado (ausência de registro do imóvel), precisei alterar o endereço empresarial. Para tanto, utilizei-me do endereço de um imóvel cedido por uma colega de trabalho, pois precisava do alvará com urgência e o mais viável seria mudar o local da empresa. Foi uma medida de urgência, tanto que atualmente o endereço constante no site da Receita Federal é o mesmo de anos atrás (Parque Vitória), onde encontra-se a fachada da empresa, caso qualquer pessoa queira confirmar. Outra inverdade divulgada pelo presente blog é quanto a GCT estar prestando serviços com dispensa de licitação. O processo licitatório para prestação dos serviços de formação continuada dos profissionais da educação do município de São João Batista se deu na modalidade Pregão Presencial, tendo a GCT sido declarada ganhadora, com todos os trâmites legais devidamente considerados e atestados pela Comissão de Licitação daquele município assim como a divulgação em diário oficial.

Inicio da jornada em São João Batista, um dia depois foi cancelada

Quanto estar “ostentando em redes sociais” também não passa de uma informação caluniosa, com distanciamento total da realidade. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa simples, de hábitos reservados e que de forma muito esporádica acesso as redes sociais. Apesar de prestar eventualmente serviços de consultoria educacional e ser servidora pública municipal, não gozo de uma vida de ostentações, luxos, viagens, como afirmou o Sr. Antônio Martins. A única viagem que fiz ao exterior foi em razão de minha participação em evento acadêmico em Lisboa-Portugal durante o meu doutoramento em educação. As informações constantes do blog não passam de informações infundadas e desprovidas de verdade, todas com intuito de macular minha imagem pessoal e profissional e, também, atingir a gestão do município de São João Batista/MA à época, ou seja, questões políticas com as quais não tenho nenhum tipo de ligação.

Importante colocar aqui que além do abalo moral à minha imagem e integridade, assim como à lisura da minha empresa (GCT Gestão Consultoria e Treinamento) em razão das matérias caluniosas divulgadas pelo Sr. Antônio Martins, tive prejuízos materiais inestimáveis, inclusive rescisões de contratos de serviços que já havia prestado. Contudo, as providências nas esferas cível e penal já foram tomadas, no sentido de amenizar todo o transtorno sofrido e que venho sofrendo até o presente momento. Espero que o judiciário consiga impor a medida de justiça necessária ao caso, para que situações como esta não venham atingir outro (a) cidadão (ã) de bem. Hoje a alvejada fui eu, mas amanhã poderá ser qualquer um de vocês, amigos (as) leitores (as). Com a fé de que a justiça será feita, finalizo meus esclarecimentos e solicito apoio para que, acima de tudo, a verdade prevaleça. Abraço a todos!

Cordialmente, Albiane Oliveira Gomes


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

5 respostas para “Dona de empresa responsável por Jornada Pedagógica suspensa em São João Batista se manifesta”

  1. Assim também espero colega de profissão Albiane.
    Que a justiça seja feita e que vc e a sua empresa recupere os danos sofridos.

  2. Todas nós profissionais da área, que conhecemos seu trabalho e a seriedade, compromisso e competência que o deselvolve, esperamos justiça.

  3. Estou contente com o esclarecimento dos fatos, em nenhum momento tivemos duvida da idoneidade da empresa GCT e de sua proprietária, parabéns professora Albiane!

  4. Boa tarde! É lamentável que pessoas de bem tenha sua imagem exposta de maneira negativa por jornalismo sensacionalista que não procura saber da veracidade dos fatos e expõe uma pessoa de bem. Quem conhece Albiane sabe da pessoa batalhadora, simples e vencedora que ela é.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *