Alunos acusam a Facam de não querer concluir cursos na cidade de Matinha

Alunos da Faculdade do Maranhão (Facam), ingressaram na justiça contra a empresa que presta cursos de Ensino Superior na cidade de Matinha. De acordo com as informações, vários alunos já terminaram seus cursos e até agora a faculdade não quer marcar a defesa da monografia, que é a etapa final do curso.

Representantes das turmas foram pedir apoio ao Ministério Público

Segundo os alunos, eles estão no sexto ano, em cursos que geralmente duram apenas 4 anos, e a Facam não quer marcar a data da defesa da monografia. Os cursos deveriam terminar no final de 2014. Em Matinha funcionaram três cursos no pólo da faculdade, Letras, Pedagogia e Serviço Social, que eram realizadas as aulas nos finais de semana.

Por conta disso, este mês, cerca de 16 alunos foram prestar queixas ao Ministério Público, que deve ingressar na justiça contra a faculdade. Segundo a denúncia, a Facam alega que as pendências financeiras e com documentos pessoais dos acadêmicos estão ocasionando a paralisação das atividades.

Dos 16 alunos, 14 estão com suas monografias prontas para serem apresentadas e até agora a instituição não deu uma resposta. Além disso, segundo eles, a Facam não deu a tutorial, como teria sido acordado em contrato assinado pelos acadêmicos. O caso deve ser resolvido na justiça.

Faculdade não quer terminar cursos em Matinha

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *