Urgente: índios voltam a interditar rodovia entre Matinha e Viana

O blog foi informado agora a pouco que os indígenas fecharam a rodovia entre as cidades de Viana e Matinha, na Baixada Maranhense. De acordo com as primeiras informações, se tratam de índios Gamela e neste momento, ninguém passa.

O ato é em solidariedade aos povos indígenas, quilombolas, pescadores e pescadoras artesanais da Articulação Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais que realizaram um ato em frente ao Ministério Agricultura, em Brasília, onde se reuniram com secretários da pasta no final da manhã e início da tarde.

Os povos exigem a imediata revogação dos decretos 8424 e 8425, que questiona a identidade de pescadoras e pescadoras e retira seus direitos. Reivindicam ainda o cancelamento da portaria que suspende os Registros Gerais de Pesca (RGPs) dos pescadores e pescadoras. Junto com os registros não renovados, essa medida atinge quase 600 mil pessoas. O RGP garante ainda os direitos previdenciários.

Folha de SJB

13 respostas para “Urgente: índios voltam a interditar rodovia entre Matinha e Viana”

  1. Índios,pescadores?nunca foram,medida acertada pra acabar com essa derrama de dinheiro público;99% não conhecem uma tarrafa,massa de manobra nas mãos de politiqueiros

  2. Índio não existe há muito tempo. Não sabemos nem se existiu nesse lugar. Pescador onde não existe mais nem lago. Será que é de açude dos outros. Mesmo assim já comeram todo o peixe. Geste o que existe são Branco e Negros roubando o patrimônio das pessoas e como estão fantasiados de índio para a polícia não fazer nada. É uma pouca vergonha. Devem ir trabalhar, isso eles não querem.

  3. Esses infos são um bando de Bandidos invadiram a Fazenda da minha Tia dizendo que terra e dela bando de safados, a fazenda está ali desde 1993 e nunca acharam agora vem dizer que a terra e deles ! SAFADOS

    1. Muito provavelmente vc vive as custas do suor dos outros. Deve mamar na teta do governo. Deve ser um merdinha do papai e da mamãe.

      Faça comentários que nao seja racista, ate mesmo pq isso e crime.

  4. Boa noite Jailsom.

    Como moderador vc deve filtrar melhor os comentários.

    Não publique comentários que incentivam o racismo e o preconceito.

  5. A briga delis e por terra e ficam fechando br pra nigem passa isso e uma palhasada fiquei no sol torrando elis com essa mulecagem viajante nao tem nada ver com briga de terra isso. Era pra policia acaba

  6. maconheiros sim,parasitas que vivem das bolsas do governo.Cambada que serve pra votar nos safados do pt,malfeitores que não tem a minima noção do direito dos outros

  7. QUER FAZER PROTESTO VAI FAZER EM UMA PRAÇA NÃO ATRAPALHE O IR E VIM DAS PESSOAS , ÍNDIO NÃO TEM SERVENTIA NO BRASIL E EM LUGAR NENHUM QUEM QUER PASSAR TEM QUE ENTRAR EM UM ATALHO EM UMA ESTRADA PRA PODER PASSAR VÃO TRABALHAR BANDO DE VAGABUNDOS SE NÃO QUER NÃO ATRAPALHE QUEM QUER JAMES VC DEVE SER UM VAGABUNDO APOIAR UM ATO DESSE QUER DINHEIRO VAI TRABALHAR .

  8. Dia 24/11/2016
    Amarildo perdeu na Justiça ontem em Brasília no STJ , coloca a notícia pra todos ficarem informados, obrigado Jailson.

  9. COM ESTE MESMO PRECONCEITO CONTRA OS INDIOS FORAM EXTERMINADOS MILHÕES DE INDÍOS NAS AMÉRICAS. HOJE OS GRILEIROS QUE ROUBARAM AS TERRAS INDÍGENAS ESTÃO COM MEDO E AMEAÇANDO MATAR MAIS INDÍOS. A JUSTIÇA TALVEZ DESTA VEZ DEFENDA OS VERDADEIROS E LEGÍTIMOS DONOS QUE FORAM EXPULSOS DAS SUAS TERRAS PELA GANANCIA E FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS NOS CARTÓRIOS DA BAIXADA. VAMOS ESTUDAR A HISTORIA DO BRASIL. CHEGA DE IGNORÂNCIA . CHEGA DE RACISMO CHEGA DE VIOLÊNCIA CONTRA OS POVOS INDIGENAS. ESPERO QUE SEJA PUBLICADO. E NAO PUBLIQUE APENAS APOLOGIA AO CRME DE RACISMO

  10. LEMBRO DA RAPOSA TERRA DO SOL UMA AREÁ PRODUTORA DE ARROZ MAIS DE 160 MIL TONELADAS DE ARROZ FOI DESOCUPADA É DOADA PARA ÍNDIOS QUE HOJE NÃO PRODUZEM NADA SOMENTE MACONHA UM BRASILEIRO NÃO PODE SER MELHOR QUE OUTRO ÍNDIO TEM MAIS DIREITO DO QUE UM NÃO ÍNDIO, QUE TRABALHA É PRODUZ PARA NAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *