Agora lascou: presidente da câmara some e não dá posse ao vice-prefeito de Matinha

Presidente Ulisses sumiu para não dá posse ao vice

O presidente da Câmara de Vereadores de Matinha, Ulisses Silva Neto, se recusou hoje a dá posse ao vice-prefeito daquela cidade como mandou o juiz Serafim Junior, que afastou ontem o prefeito Beto Pixuta de suas funções.

De acordo com as informações enviadas ao blog, o presidente da câmara teria dito que daria posse hoje a tarde no plenário da casa ao vice-prefeito de Matinha, Valdemir Santos Amaral, mas nem apareceu perto do prédio. Sem confirmação, a posse deve ser somente amanhã a tarde.

Valdemir Santos Amaral chegou a ir no plenário da Câmara de Vereadores, mas o presidente não apareceu e muito menos os vereadores da Base Aliada do prefeito afastado, que tenta voltar ao cargo por via do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Ulisses teria afirmado inclusive para as equipes de televisão que foram hoje à Matinha fazer reportagem sobre o afastamento de Beto e que daria posse hoje ao vice, dada em primeira mão aqui nesta página ontem. Com isso, o presidente descumpre a decisão judicial e ainda por cima ajuda o prefeito, dando mais tempo para o TJ julgar o recurso interposto por Beto Pixuta.

Para piorar a situação na cidade, nem o promotor e nem o juiz se encontram no município segundo o que o blog pode colher. O clima é de um verdadeiro abandono e a população cobra medidas urgentes para resolver o impasse formado de ontem para cá na cidade Matinha.

O vereador eleito Lilico reclamou da situação. “Hoje na condição de vereador eleito, e principalmente na condição de cidadão matinhense, me sinto envergonhado com a postura do presidente do Legislativo Matinhense, que está desacatando uma ordem judicial para o afastamento do atual prefeito e nega-se a dá posse ao vice. Isso demonstra o total desrespeito com a casa e principalmente com o povo”, afirmou.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *