Desembargador de São João Batista manda prender promotor por desacato

O promotor Carlos Serra Martins foi preso e saiu algemado, hoje (6), de uma audiência no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). A ordem de prisão foi dada pelo desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, natural da cidade de São João Batista, no Pleno do TJMA, por desacato.

José Joaquim Figueiredo e o promotor Carlos Serra Martins

Serra Martins estava na Corte para uma audiência de instrução num processo em que ele responde desde agosto de 2014, depois de haver sido conduzido ao Plantão Central do Cohatrac, de posse de uma escopeta calibre 12 e uma pistola calibre 380, além de munições.

De acordo com o procedimento policial, o promotor de Justiça disparou por três vezes em direção a um homem, em virtude de discussão sobre a propriedade de terras na localidade Iguaíba, em Paço do Lumiar. Durante sua condução à Polícia Civil, Carlos Serra Martins também teria ofendido os policiais militares que o acompanhavam e agredido a vítima.

Durante a audiência de hoje, ele questionou à procuradora Marilea Costa se já havia sido deferido seu pedido para reaver as armas usadas no episódio. Diante da negativa, ele passou a acusar a representante do MP de ser prevaricadora e desonesta. José Joaquim interveio e exigiu que o promotor se portasse com urbanidade, momento em que também passou a ser agredido verbalmente.

“Ele foi admoestado, mas como continuou eu determinei a sua prisão. E ele, muito alterado, nós achávamos que ele estava armado, eu mandei que ele fosse algemado também”, relatou o desembargador. Após a prisão, Serra Martins foi encaminhado, junto com um mandato judicial, para a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ). Reproduzida integralmente do Blog do Gilberto Leda.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *