Saiba quais foram os bens declarados pelos 08 candidatos a prefeito de São João Batista

Os oito candidatos a prefeito de São João Batista tiveram que declarar seus bens à Justiça Eleitoral. O blog, assim como já fez com os candidatos de Olinda Nova do Maranhão e Cajapió, divulga agora os bens declarados pelos concorrentes ao cargo de prefeito de São João Batista, começando pelo candidato do PR, Carlos Figueiredo. Segundo o que ele declarou, os bens somam 620 mil reais, frutos de uma casa no valor de 500 mil no povoado Campinas e uma carro no valor de 120 mil reais. Na eleição passada, quando declarou seus bens à justiça, Carlos Figueiredo declarou 430 mil em bens. O seu vice, Jorge Pereira, disse à justiça que tem 120 mil, que são de dois terrenos e um carro. Jorge não disputou nenhum cargo na eleição passada.

Candidatos a prefeito de São João Batista

Em seguida é vez do candidato da Rede Sustentabilidade, David Cutrim. À justiça o candidato disse que não tem nenhum bem à declarar. O vice dele, Timóteo da Romana, também declarou que não tem nenhum bem. Os dois não disputaram as eleições passadas. Agora é a vez do candidato do PPS, Junior de Fabrício. O atual vice-prefeito declarou ter 250 mil reais em bens, frutos de 100 mil em espécie e uma casa em São Luis, no valor de 150 mil reais. Na eleição passada, ele disse que tinha 92 mil, somados os valores de uma casa em São Luis e um carro.

O vice dele, Reginaldo de Berto, declarou ter 10 mil reais em espécie. Seguindo, agora é a vez do candidato do PSDB, João Dominici. À justiça, ele declarou ter mais de um milhão e meio de reais em bens. João Dominici disse que tem 6 terrenos em lugares distintos; no valor de 60 mil, 50 mil, 100 mil, 80 mil, 70 mil e 100 mil cada um; três veículos diferentes, no valor de 50 mil, 35 mil, 127 mil e 152,900 mil cada um; um depósito bancário no valor de 33.016,79 mil; um fundo de investimento na caixa no valor de 45.111,42 mil; 4 linhas telefônicas no valor de 1.200 reais; uma caderneta de poupança no valor de 9.864,12; um crédito decorrente de empréstimo no valor de 96.164,30; uma sala de condomínio em São Luis no valor de 199.429,18; e um apartamento em São Luis, no valor de 365.627,89. O candidato não disputou a eleição passada.

A candidata a vice dele, Mayara Pinheiro declarou não ter nenhum bem. Mais adiante vem o candidato do PC do B, Luiz Everton. O candidato disse ter 400 mil reais em bens, frutos de 6 terrenos em São João Batista e São Luis, no valor de 50 mil, 10 mil, 30 mil, 5 mil, 50 mil e 5 mil cada um; e duas casas, no valor de 100 mil e 150 mil cada uma. Na eleição passada, Luiz Everton declarou ter 450 mil reais em bens. O candidato a vice-prefeito, Israel Melônio, disse ter 120 mil em bens, frutos de duas casas, no valor de 80 mil e 40 mil cada uma. Na eleição de 2012, Israel disse que tinha 165 em bens, frutos de duas casas, um terreno e um carro. Agora é a vez do candidato do PRP, Mecinho. À justiça, o candidato declarou ter apenas 17 mil reais em bens, frutos de um carro. Na eleição de 2012, Mecinho declarou ter 120 mil em bens, frutos de um casa, um terreno e um carro.

O vice dele, Willame Barros, disse não ter nada a declarar. Agora é a vez da candidata do Partido Verde, Surama Soares. A justiça ela disse ter 175.518,79 reais. Isso é fruto de uma casa, no valor de 18 mil; um terreno no valor de 6 mil; um apartamento no valor de 52.169,49; um carro no valor de 47.250,00 reais e 6 aplicações ou investimentos, no valor de 951,48, 49.956,00, 373,21, 677,86, 3,70 e 137,05 reais cada uma. Na eleição passada, Surama Soares disse que tinha 105.778,49, somados entre casas, terrenos e aplicações. O vice dela, Serginho Castro, declarou ter 216 mil reais em bens. Duas motos, no valor de 7 mil; um som automotivo no valor de 4 mil; dois terrenos, no valor de 120 mil e 60 mil cada um e um veículo no valor de 25 mil reais.

Por fim, vem o candidato do Partido da Mobilização Nacional, Zé Abreu. Ele declarou ter 255.264,44 em bens, frutos de uma criação de bois, no valor de 13 mil reais; duas casas em São Luis e São João Batista, no valor de 25 mil e 100 mil cada uma; um terreno no valor de 80 mil e um carro no valor 37.264,44 reais. Na eleição passada, Zé Abreu disse que tinha 155 mil em bens., frutos de duas casas e um terreno. O seu candidato a vice, Bolota, disse ter uma casa de alvenaria no valor de 10 mil reais. O blog informa que todas as informações foram extraídas no site do TSE.

Folha de SJB

4 respostas para “Saiba quais foram os bens declarados pelos 08 candidatos a prefeito de São João Batista”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *