Criança de sete meses nasce com hidrocefalia em São João Batista, saiba como ajudar

Ana Tirce e sua filha

Uma menina de apenas sete meses nasceu com hidrocefalia em São João Batista e organizações como a Igreja Católica estão com uma campanha para ajudar a mãe no tratamento da menina. O blog também está ajudando na campanha, assim como fez com a menina Vitória, do povoado Sarnambi.

A criança é filha de Ana Tirce Costa Coelho, moradora do povoado Arrebenta. Ambas moram na casa da aposentada Ildeltrudes Costa. Além da menina que nasceu com hidrocefália, a mãe tem mais 4 filhos e está pedindo ajuda para o tratamento da filha.

A professora Maria da Purificação informou ao blog que a criança está precisando de ajuda no procedimento hospitalar, alimentação, transporte pra São Luis, ajuda financeira e materiais de higiene pessoal. A mãe da menina disponibilizou uma conta do Programa Bolsa Família.

Hidrocefalia é, de forma genérica, a acumulação de líquido cefalorraquidiano (LCR) no interior da cavidade craniana (nos ventrículos ou no espaço subaracnóideo), que por sua vez, faz aumentar a pressão intracraniana sobre o cérebro, podendo vir a causar lesões no tecido cerebral, havendo o aumento e inchaço do crânio.

É um problema de saúde que, na maior parte das vezes, está associado ao aparecimento de Espinha Bífida. Dentro do cérebro, o líquido cefalorraquidiano passa, de um ventrículo para o seguinte (existem, ao todo, quatro) através de canais relativamente estreitos, circulando depois na superfície do cérebro e sendo, finalmente, absorvido pela corrente sanguínea. Existe ainda uma parte do líquido que circula ao longo da medula espinhal.

Folha de SJB

6 respostas para “Criança de sete meses nasce com hidrocefalia em São João Batista, saiba como ajudar”

  1. Parabéns ao blog pela iniciativa. Se pelo menos todos os candidatos ao cargo de prefeito tivessem a generosidade de ajudar, essa criança teria uma qualidade de vida melhor. Esse é um bom momento pra que eles demonstrem sus verdadeiras intenções para com o povo joanino. Quanto à matéria, pergunto como seria possível ao leitor contribuir com qualquer tipo de ajuda. Qual o contato da família? Como poderia utilizar a conta do bolsa família para realizar doações?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *