A viúva cobiçada, por Iramar Barros

Iramar Barros

E a velha viúva começou novamente a ser cortejada, diante do atual marido que não soube tratá-la bem; pelos antigos maridos, aqueles que já passaram pela sua casa várias vezes e estão querendo voltar. As promessas são as mesmas. Vou tratá-la bem, teus filhos se orgulharão de mim. Não faltará saúde nem educação, vou deixá-la uma princesa. Serás a mais bela da Região dos Campos.

A coitada da viúva ouve e seus filhos ficam ludibriados por aquela conversa antiga, pensando que dessa vez aquele marido antigo que agora quer voltar vai fazer de suas casas uma maravilha. Pobre dela que já sofreu outrora sendo espancada por mais de uma década por maridos da mesma família. Tem também aquele que diante da situação constrangedora de não poder mais casar com a viúva agora quer ser o cupido para que o papai assuma a casa da mulher bem servida, com um salário de encher os olhos de qualquer pretendente.

Viúva azarada quantos desses teus companheiros já te enganaram ? A tua condição de mãe de todos a torna a mais desejada pelos teus fundos monetários. Vúva, viúva .. Toma cuidado com esses possíveis candidatos a marido, que podem estar somente de olho nessa tua gorda aposentadoria. Que tua pensão recebida três vezes ao mês não sirva para melhorar somente a vida do companheiro da família dele e dos ratos que o acompanha dia a dia, cortejando para novamente acabar com a tua alegria e dos teus filhos.

Cuidado senhora! Reze para teus filhos dessa vez analisar com todo cuidado os teus pretendentes. Essas falsas declarações de amor estão acabando contigo. Tu não resistirás a mais um aproveitador de tua bondade e do teu coração grande, que acolhe cada um de nós.
Escolha bem dessa vez esse homem!  Não permita que ele passe quatro anos destruindo a tua vida e colocando a tristeza e indignação dentro da tua casa. Teus filhos não suportam mais tanto sofrimento.

Queremos, sim, alguém para preservar e engrandecer tua vida. Que cada um de nós continue com a esperança de que dias melhores virão. Para isso minha velha, não dê ouvidos a esses oportunistas que já te enganaram e te deixaram no absoluto abandono. Deixaram-na tão feia e acabada que quem não te ver há anos, quando te visita fica com um olhar de tristeza e consternação pelo quanto te surraram, sem qualquer pena nos últimos tempos.

Abraços minha amiga São João Batista, Boa sorte. Você está precisando muito.

Iramar Barros


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

5 respostas para “A viúva cobiçada, por Iramar Barros”

  1. Como é verdadeiro a história dessa viúva.Que seus filhos sejam mais sábios que as promessas desses pretendentes. A pensão é gorda e atrativa, só não vê quem é cego, agora todos são amigos dos filhos desta pobre realidade. Mas vamos esperar que dessa vez os filhos da viúva impeçam que pretendente sem escrúpulo venha a sugar esta velha mais quatro anos. A velha realmente está feia, suas vestes estão cheias de buracos, sua saúde é precária, sua educação acredito que é pior que o antigo mobral, mas a verba do fundo não falha. Até mesmo sua filha caçula que foi desmembrada da família perto dela é uma rainha.

  2. Ô poeta!!!!! A viúva é como peixe de piracema, é sempre ovada. Mais a piracema deste ano já passou, ela aconteceu em fevereiro e foi fraca, pois agora que a chuva arrochou. Não sei se rimou, mais de alguma coisa tu lembrou. Kakakakakaka

  3. A tua boca que secou,pois a tua palavra não rimou. O saco de quem tu puxa arriou, a esperança não acabou. cupim de prefeitura que o diabo mandou

  4. Não podemos esquecer que essa pobre viúva possue filhos importantes e que por ela nada fazem, senão maltratar os irmãos sofridos e explorá-los. Só pra exemplificar: médicos, juízes , desembargadores, procuradores, empresários. deputados federais e estaduais, etc… Será que esses também não são ingratos? Nada fazem além de tirar o que, de direito, seria da viúva. O que dizer das sentenças a favor dos maridos exploradores!? E do superfaturamento quando ela ia as compras?! Coitada!

  5. DE UMA COISA EU ADMIRO MEUS CONTERRÂNEOS. A CAPACIDADE DE GOZAR DA SUA PRÓPRIA MISÉRIA.

    O TEXTO É UMA METÁFORA PERFEITA PARA OS DIAS ATUAIS. OS COMENTÁRIOS SÃO TODOS MERECEDORES DE APLAUSOS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *