Pescadores da Baixada Maranhense fazem manifestação a favor do seguro-defeso

Pescadores de mais de 18 municípios do Estado do Maranhão estão em protesto desde a manhã deste sábado, 11, na BR-222, em Vitória do Mearim, e na BR-135, em São Mateus. A manifestação é devido ao atraso no pagamento do seguro-defeso.

A Federação das Associações Agropesqueira de Pescadores do Estado do Maranhão (Feaatrefema) convocou, em sua última assembleia geral, todos os pescadores do Estado do Maranhão para uma grande manifestação. A reunião ocorreu no dia 8 deste mês e propôs encontro dos manifestantes em rodovias na manhã deste sábado, 11.

O seguro-defeso é um benefício que pretende dar apoio financeiro aos pescadores durante o período de proibição de pesca, para perpetuação da vida marinha. Cada pescador beneficiado com o seguro-defeso recebe um salário mínimo mensal por até cinco meses.

Originalmente, o defeso foi suspenso por uma portaria dos Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, para recadastramento dos beneficiários. A portaria, no entanto, foi posteriormente derrubada pelo decreto do Congresso, no mês de março deste ano.

No município de São Mateus, concentram-se pescadores de Olho d’Água das Cunhas, Vitorino Freire, Pio XII, Conceição do Lago Açu, Bela Vista, Codó, Monção, Bacabal e Alto Alegre. Em Vitória do Mearim, encontram-se pescadores de Arari, Miranda do Norte, Viana, Matinha, Olinda Nova, Penalva, São João Batista e São Vicente Ferrer.

Folha de SJB

3 respostas para “Pescadores da Baixada Maranhense fazem manifestação a favor do seguro-defeso”

    1. Mario vc nao sabe de nada se os pescadores estão reivindicando o pagamento do seguro defeso porque é um direito desse trabalhadores eles sao trabalhadores que estão precisando desse dinheiro

  1. Mario vc nao sabe de nada se os pescadores estão reivindicando o pagamento do seguro defeso porque é um direito desse trabalhadores eles sao trabalhadores que estão precisando desse dinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *