Prefeito Amarildo anuncia reajuste máximo a professores de São João Batista

Prefeito e o secretário de educação

Desde de 1997, quando o município realizou o primeiro concurso pra Professores, que a categoria era massacrada com apenas 01 salário mínimo, isto, só pro concursado. Porque os assegurados recebiam menos que meio salário mínimo. A partir de 1998, foi aprovado o PCCS, mesmo assim os vencimentos da classe ficou defasado e congelado, sem acompanhar os reajustes anuais o que possibilitou uma disparidade muito grande nas diferenças salariais, mesmo já com a existência do Fundef, hoje Fundeb.

A categoria trabalhava de segunda a sexta e às vezes até sábado, embora já com a existência da Lei 11.738/2008, que diz respeito a redução da carga horária e reajuste anual, o que era sonho pra categoria. A partir de 2013, quando assumi o comando do município, procurei logo buscar um diálogo permanente com a categoria e proporcionei a eles apenas com apenas 02 meses de mandato, um reajuste de 10%; implantei também a redução da carga horária de 13 horas, o que possibilitou um melhor descanso e condições de preparo das atividades pedagógicas por parte da categoria.

Isto que os mesmos já vinham sem reajustes a alguns anos, inclusive 2012. Segundo a categoria foi um dos maiores ganhos da mesma, a redução da carga horária de 13 horas. Ainda em 2013, chamei os concursados de 2010, que os ex gestores tentou anular , e que estavam na justiça, dos quais professores e administrativos. Em 2015 reajustamos em 13.01%, e a meios tantas dificuldades que o país passando garantimos o direito dos professores. Sempre buscando o diálogo com a categoria, e buscando alternativas conjuntas. Concedemos a redução da Carga Horária, que teve que aumentar o quadro em mais 35% o número de professores aumentando a folha, algo negado de forma desrespeitosa pelos meus antecessores, a isso se chama compromisso e responsabilidade.

Em 2016, reajustaremos o salário da categoria em exatos 11,36% de aumento, conforme preceitua o Ministério da Educação. Sendo sim, o único prefeito da história de São João Batista, que reajustou em todos os seus anos de mandato o salário da categoria e buscou um diálogo permanente. O único prefeito que nunca perseguiu professores, como é cantado e decantado pela categoria. Por fim, único prefeito que nunca deixou de receber os representantes da categoria de professores ou outra qualquer que faça parte do contexto administrativo da nossa gestão.

Parabenizo a todos pelas conquistas ao nosso lado e por certo esperamos continuar com esta parceria por muitos anos anos ainda se Deus permitir. Em nome deste Prefeito, do secretário de educação e não menos importante dos sindicatos dos professores deste município, agradeço o respeito e é minha missão até aqui alcançada.

Amarildo Pinheiro, prefeito de São João Batista

8 respostas para “Prefeito Amarildo anuncia reajuste máximo a professores de São João Batista”

  1. Mas falta atualizar a tabela do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários)! E esse reajuste é apenas o que preceitua a Lei do PISO que é uma atualização anual e falta obedecer ao PCCS. Esse valor percentual de 11,36 é o máximo deste ano, mais a tabela como é do conhecimento do prefeito e do Secretário, e que está desatualizada mesmo desde 1998 e se nenhum prefeito tiver o interesse em atualizá-la, continuaremos no prejuízo. Esses 11,35% atualiza de um ano para outro e não desde essa época e que começou a ser implantado o desde 2009, o PISO. E mesmo assim temos que está cobrando, com se isso fosse um favor!

  2. Ele não lembrou de dizer que paga em 20 horas trabalhada o valor de 40hs ou seja acima do piso nacional e empossará todos aprovados no concurso

    1. Você conhece o nosso PCCS? Pois creio que não, se conhece saberia que está desatualizado em si tratando da tabela, que vem acumulando grandes perdas desde 1997 como citou o próprio prefeito. Salário base não é salário final e é no salário final que nós estamos perdendo. Se você precisar lhe dou um cópia da tabela atualizada! Pois PISO é início e não fim. Teto é que é fim.

      1. Você conhece o nosso PCCS? Pois creio que não, se conhecesse, saberia que está desatualizado em si tratando da tabela, que vem acumulando grandes perdas desde 1997 como citou o próprio prefeito. Salário base não é salário final e é no salário final que nós estamos perdendo. Se você precisar lhe dou um cópia da tabela atualizada! Pois PISO é início e não fim. Teto é que é fim. Empossará todos os aprovados? Será? “Eita mundo bom!”, ops, “homi bão”!

  3. eu queria ver era o prefeito aumentar o salários dos agente e auxiliares administrativo e outros funcionários ele não diz que bonzinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *