PREFEITA DE SÃO VICENTE VAI REDUZIR SEU PRÓPRIO SALÁRIO E FALA SOBRE CONSTRUÇÃO DE IEMA

A prefeita de São Vicente Ferrer, Maria Raimunda Araújo Sousa, decidiu reduzir o próprio salário e também os vencimentos dos secretários municipais. O projeto de lei está sendo encaminhada à Câmara Municipal nos próximos dias. A medida visa  cortar gastos e reequilibrar as finanças do Município que, como todo o Brasil Brasil, tenta driblar a crise econômica, que tomou conta do país, e a baixa nos repasses federais que já foram diminuídos em 35%.

Prefeita de São Vicente, Maria Raimunda

Maria Raimunda Araújo Sousa aproveitou também para esclarecer que a Prefeitura está em dia com os salários dos servidores efetivos do Município, ao contrário do que foi publicado por setores da Imprensa. Segundo ela, houve apenas atraso nos vencimentos dos funcionários contratados da Administração em função da crise econômica, corte de repasses federais e pagamento de precatórios.

Segundo a prefeita, o Município, assim como em todo o Brasil, passa por dificuldades financeiras. Ela disse que, de janeiro para este mês, a Prefeitura já pagou mais de R$ 600 mil em precatórios por conta de processos e dívidas deixadas por administrações anteriores.

Construção do Iema em São Vicente Férrer

Sobre a parceria com o governo do Estado para a instalação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) em São Vicente Férrer, a prefeita disse que já está acelerando o processo de doação do terreno para a construção da unidade. Ela rebateu acusações da oposição de que a Prefeitura estaria dificultando o processo e disse que jamais ficaria contra um projeto que vai formar os jovens estudantes do Município, garantindo-lhes um futuro melhor.

“Nunca deixaria de providenciar essa doação para uma obra tão importante dessa que só trará benefícios ao Município. Esses que estão inventando coisas não querem o crescimento de São Vicente Férrer”, disse a prefeita que se queixou de sofrer perseguição da oposição.

A prefeita disse ainda que encontrou o Município sucateado, quando assumiu a Prefeitura e que teve que reorganizá-lo e sanar inúmeras dívidas deixadas pela administração anterior. Segundo ela, a decisão de reduzir gastos e enxugar a máquina acompanham também as determinações do governador Flávio Dino que também adotou uma série de medidas de contenção de despesas para reequilibrar as finanças do Estado.

Maria Raimunda afirmou que a atual gestão vai buscar outras parcerias com o governo do Estado para colocar em prática uma série de ações importantes, principalmente, nas áreas de Saúde, Educação, Infraestrutura, etc. De acordo com ela, mesmo com todas as dificuldades financeiras, a administração municipal já investiu em urbanização, reforma de praças, iluminação, merenda escolar, etc. Com informações do Blog da Silvia Teresa.

Folha de SJB

2 respostas para “PREFEITA DE SÃO VICENTE VAI REDUZIR SEU PRÓPRIO SALÁRIO E FALA SOBRE CONSTRUÇÃO DE IEMA”

  1. Se você perguntar a essa cidadã o que é crise, contenção de despesas, reequilibrar finanças certamente ela não vai saber responder. Enxugar a máquina, kkk, ela vai correr com um pano pra cima da geladeira. Esse artifício político, populista e demagogo de REDUZIR O PRÓPRIO SALÁRIO, é comum entre aqueles que tanto faz como tanto fez o valor se o que manda mesmo é o valor surrupiado. A prefeita, enquanto candidata, passou oito anos catando ex funcionários e ex contratados do município, nos quatro cantos de São Vicente Férrer, para entrarem com ações trabalhistas contra o gestor da época, um advogado da cidade de Pinheiro tinha um escritório em São Vicente onde o funcionário era o filho da prefeita que cobravam 50% do resultado das ações, são essas ações, patrocinadas pela prefeita atual, que o município está pagando agora, então não tem do que reclamar. “Houve apenas atraso nos vencimentos dos funcionários contratados da Administração em função da crise econômica” mentira… todos os servidores do município sofrem com o atraso de pagamentos e também todos os fornecedores, na verdade é difícil se encontrar alguém nesse município que não tenha algum pra receber desta administração. Essa tentativa de desvirtuar a realidade não funciona, quando há crise, há crise pra todos e no caso dessa administração não é o que se ver, enquanto as escolas de definham com falta de material e merenda, o hospital com a falta de medicamentos e higiene os filhos e amigos da prefeita ostentam sem vergonha na cara, o enriquecimento dos familiares da prefeita é visível e a miséria continua reinando sem piedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *