CODEVASF FORTALECE PRODUÇÃO DE MEL EM SÃO JOÃO BATISTA E OUTROS MUNICÍPIOS

Quem visita a casa de um apicultor beneficiado pelos kits de produção familiar fornecidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no Maranhão é recebido com um sorriso largo. Os baldes estão cheios de mel, mas assim permanecem por pouco tempo, pois rapidamente o produto é comercializado. Em média, a embalagem de meio litro custa R$ 10. A Codevasf já realizou a entrega de 5.990 colmeias para 279 famílias no Maranhão. Nessa ação, o fortalecimento do setor apícola no estado ocorre tanto com a aquisição de equipamentos quanto com a estruturação de unidades de beneficiamento de mel e no incremento de mecanismos adequados de armazenamento e de escoamento da produção.

Produtores de mel de São João Batista reunidos com o ex-superintendente da Codevasf, João Martins

O apicultor Manoel Cardoso Dias, morador do Assentamento Pavio, no município de Colinas, foi um dos beneficiados com os kits. Ele conta que os equipamentos trouxeram um avanço para o desenvolvimento do trabalho, aumentando a renda familiar. “Para a gente se aperfeiçoar, apareceu a Codevasf com seu projeto de melhoria da nossa produção de mel, fornecendo kits que estão ampliando a renda das nossas famílias”, diz. Estima-se que até dezembro deste ano, o município de Centro Novo do Maranhão, por exemplo, acumule uma produção de 20 toneladas de mel; em Bacabeira, os apicultores esperam colher cerca de dez toneladas; e em Anajatuba, oito toneladas.

No município de Buriti Bravo, a produção é igualmente intensa. Segundo Laércio Sousa Cabral, presidente da Associação de Apicultores e Meliponicultores de Buriti Bravo (Apimelb), os kits da Codevasf propiciaram maior união dos apicultores, que se viram motivados a produzir e a ampliar a renda. “Esses kits trouxeram mais uma fonte de renda para o produtor, porque eles puderam associar às suas outras atividades. Recebi o kit há dois anos e já colhi mel umas sete vezes. Todos têm conseguido vender aqui no mercado da cidade. As pessoas até ligam, porque sabem que a gente produz mel”, explica.

Nonato Brandão, do Povoado Porto do Frio, também no município de Buriti Bravo, é outro apicultor que vê na atividade um complemento importante para a renda da família. “A produção está muito boa. Nesta área, na beira do rio Itapecuru, temos mel o ano inteiro e eu estou feliz, satisfeito e muito grato”, comemora. “A ação da Codevasf possibilita aumento da renda familiar do produtor, pois sabemos que a apicultura representa um enorme potencial de inclusão produtiva. Por essa razão, hoje já é possível notar melhoria das condições de vida desses produtores”, assinala o chefe da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf no Maranhão, William Sousa.

Com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Regional, do Ministério da Integração Nacional, os investimentos ultrapassam R$ 2 milhões e fazem parte do eixo de inclusão produtiva do Plano Brasil sem Miséria, do governo federal. Trata-se de uma estratégia de ação que se concentra nas atividades que apresentam potencialidades produtivas, de forma especial, aquelas identificadas em regiões que mais sofrem com situações de pobreza extrema. No Maranhão, as famílias atendidas estão localizadas em comunidades rurais dos municípios de Alto Alegre do Maranhão, Anajatuba, Bacabeira, Buriti Bravo, Centro Novo do Maranhão, Colinas, São João Batista, Viana e Zé Doca.

Os kits de apicultura distribuídos pela Codevasf são compostos, além das colmeias, por Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – como macacões, botas e luvas –, carretilha, cera alveolada, formão, fumigador, coletores de pólen, garfos desoperculadores. Além dos kits familiares, a Codevasf disponibilizou para as associações equipamentos avulsos que auxiliam na produção apícola.

Folha de SJB

2 respostas para “CODEVASF FORTALECE PRODUÇÃO DE MEL EM SÃO JOÃO BATISTA E OUTROS MUNICÍPIOS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *