DIVULGADO MAIS UM ESCÂNDALO ENVOLVENDO SEGURO DEFESO EM SÃO JOÃO BATISTA

Fernando Furtado e Edson Araújo

A Bancada do Peixe na Assembleia Legislativa do Maranhão aumentou de um para três deputados nesta legislatura que se segue. E continua com um federal, isto porque um outro (Julião Amin) assumiu e teve o mandato cassado pelo TSE. Dos quase cinco parlamentares, dois já foram enrolados pela Justiça, sendo que o deputado estadual Edson Araújo foi investigado pela Polícia Federal e indiciado. Mas como neste país nada resulta em nada, ficou por isso mesmo e ele voltou a se reeleger, andando por aí livre, leve e solto.

O segundo parlamentar, o suplente de deputado estadual, mas no exercício do cargo, Fernando Furtado, fraudou o Seguro Defeso e ainda nega que tenha tido participação no caso ou que tenha sido alvo de investigação. Óleo de Peroba é pouco, bobagem. Desde 2008 ele saiu fundando vários sindicatos de supostos pescadores, chegando a ser o presidente da federação dos pescadores de aquário ou de ilusão. Tanto ele quanto Edson Araújo, responsável pela criação das colônias de falsos pescadores, elevaram o número de beneficiários do esquema do seguro defeso em passe de mágica.

Existe um caso relacionado ao deputado pescador Furtado em que o RGP dos associados ao sindicato tem a data antes da fundação da entidade, que sequer possuía CNPJ. Hoje, o mesmo sindicato, com sede em São João Batista, tem mais de 4 mil associados, incluindo pescadores que nunca olharam um caniço e não moram mas na mesma cidade. A entidade é controlada pelo vereador Dezinho, que estaria cobrando R$ 150 por declarações.

Pesa ainda contra ‘Pescado’, ou melhor, Furtado, o golpe no Seguro-Desemprego do Pescador Artesanal, mantido pelo Ministério do Trabalho e pago na Caixa Econômica Federal. Por essa razão, em 2012 ele foi notificado pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, após tomar ciência da fraude por ele praticada e por mais outros 500 pescadores de uma entidade que ele presidiu durante vários anos.

Conforme documento em poder do Blog do Luis Cardoso, além do homem que assumiu uma vaga de deputado, dezenas de empresários, comerciantes e outros que tinham relações em outro local de trabalho, ganhando do seguro defeso. A entidade presidida pelo suplente fica na cidade de Pinheiro e teve boa parte dos seus “segurados” fora do programa, após bloqueio dos benefícios.

Por fazer parte do esquema do partido de Flávio Dino, o suplente assumiu uma vaga, apesar da imagem de fraudador. Portanto, ao atual governo das mudanças não interessa se seu aliado é ficha suja, quadrilheiro, fraudador ou pescador de aquário e de ilusões. Basta ser aliado para ter um pedaço no céu e os produtos do mar, até porque aqui na terra eles estão com o patrimônio garantido e pretendem aumentar mais ainda nos próximos oito anos.

Veja abaixo, a notificação cancelando o benefício do Seguro-Desemprego do Pescador Artesanal ao suplente de deputado Fernando Furtado. Matéria extraído do Blog do Luis Cardoso.

7 respostas para “DIVULGADO MAIS UM ESCÂNDALO ENVOLVENDO SEGURO DEFESO EM SÃO JOÃO BATISTA”

  1. Quer dizer que o Defurtado Furtando Furtuoso, além de receber seu salário de Deputado, ainda queria receber o dos pescadores? Pode isso produção???

    Era uma vez
    O País da Fraude
    Onde furtadores e fraudulentos furtam o que podem.
    Furtam e fraudam todo e qualquer benefício da população.
    E, ainda assim, apesar da fraudulência, se passam por representantes do povo.
    E o pior, ainda recebem desse mesmo povo fraudado e furtado, como prêmio, as regalias do poder.

  2. Em bora a corrupção em nosso pais anda solta a milhares de anos, como estamos vendo o escândalo da petrobras, não seria diferente em diverso setores, inclusive o da pesca, se falando de politica o certo, de todas as classes trabalhista tem qui ter representantes pra defender os trabalhadores, mas a própria justiça, em nosso pais, ninguém sabe onde começa ou onde termina, não tem meio ou não fim, porque os próprios magistrados não se entende, os juízes tomam suas decoções ponde a ordem e respeitando os princípios das leis como regi a própria constituição federal, quando chega la em cima na corte maior e derrubada pelos desembargadores, e ai como fica a justiça em nosso pais?, eu mi refiro ao Art. 8º da Constituição Federal que não permite ser criado mais de uma entidade de classe representativa na mesma base territorial de um município, em seu paragrafo único, determina que só refere aos sindicato de trabalhadores rurais e colônias de pescadores, no Art. 516 da CLT – Consolidações das Leis do Trabalho manteve a decisão do Art. 8º da CF, mas a própria justiça do trabalho que a responsável de manter a ordem de disciplina não toma atitude neuma, pois bem e por causa disso que virou essa bagunça na desordem de tantas pessoas quererem o tal seguro defeso, o próprio fernando furtado, quando vem aqui em são joão batista, disse que bastava o cidadão não ter carteira assinada qualquer uma pessoa poderia se associar e requerer o beneficio, e assim é que vemos hoje aqui em são joão batista.

  3. Caro João, eu acho que o amigo está um pouco desinformado. Nenhuma lei diz que em território nenhum tem que ter apenas um sindicato que represente a categoria, mas, tratando-se de pescadores, hoje tornou-se uma bola de neve. Onde o mais esperto está querendo comer o mais tolo, será que você sabe quando foi criado as colônias no Brasil e para que foi? Não foi para representar pescadores e sim para vigiar a costa brasileira em defesa da lagosta, mais como inventaram esse tal seguro do pescador artesanal e que a própria lei abre exceção para várias representações. Você já foi em Ribamar para vê o tanto de barco pesqueiro que estão lá se acabando? Depois que as entidades representativas dos pescadores misturaram a política partidária com a política sindical, e alguns representantes não sabem diferenciar. Por isso, é que vem se agravando aonde tem representante de entidade que pensam que a própria é um patrimônio deles, tratando mal os associados, extorquindo, cobrando taxas de cem reais quando recebem a primeira vez, e ainda ficam obrigados a todo ano da uma porcentagem para vários representantes de entidade , isso sim é uma fraude, porque a lei diz que o pescador (a) não é para da nada a ninguém, mais você pode ver que os políticos fazem de tudo para enganar os pescadores, eu vou me referir primeiro ao deputado Edson que a primeira vez que foi candidato andava dizendo que o pescador iria receber 6 salários mínimos e isso não é verdade , não está em lei. Ainda naquela época de seu primeiro mandato , fez parceria com o deputado federal Cleber Verde onde o irmão do mesmo era superintendente da pesca do Maranhão. Com isso começou a aumentar o número de pescadores escritos no Maranhão, ou seja, um RGP lhe dando direito de fazer o seguro defeso. Dessa vez agora os dois se separaram porque na vaga do Edson entrou o irmão do deputado federal Cléber verde, o Júnior Verde , ai foi que aumentou o número de pescadores com RGP no Maranhão, os dois trocando carteira com voto no Maranhão inteiro. O Edson separado continua dizendo que o pescador iria receber seis salários mínimos, então meus amigos pescadores (a) aqui quero dizer a vocês: deputado estadual só cria lei dentro do seu estado, quem cria as leis no Brasil é a câmara federal e o senado. Enquanto isso, o Fernando Furtado gosta de brigar em defesa das suas entidades, mais foi pouco reconhecido e ficou apenas na suplência e respondi hoje bronca em defesa dos pescadores, se cuida que estão armando para ti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *