ATENÇÃO PESCADORES DE SÃO JOÃO BATISTA, MUDANÇAS NO SEGURO-DEFESO

O seguro defeso que é o pagamento de até 04 salários mínimos para os pescadores artesanais, no período da Piracema, passará a exigir que o pescador esteja registrado por 3 anos de trabalho e também terá que comprovar que pagou previdência por pelo menos 1 ano.

A medida editada por Dilma Rousseff, presidente reeleita, veda o acúmulo de benefícios assistenciais e previdenciárias com o seguro-defeso. O pescador que recebe, por exemplo, auxílio-doença não poderá receber o valor equivalente ao seguro-defeso.

Com isso ficará mais difícil para os “novos pescadores” entrarem no “sistema”, só em São João Batista estimasse que quase 5 mil pessoas estejam cadastradas como pescadores artesanais que estão distribuídas na Colônia de Pescadores e Sindicado dos Pescadores, comandadas por Serginho Castro e Dezinho.

Essa medida impopular do governo petista soa como uma traição para a classe, principalmente para alguns líderes das entidades pesqueiras do estado, que se utilizam dos cargos para promoção pessoal e que já estão se articulando para as próximas eleições.

Folha de SJB

Uma resposta para “ATENÇÃO PESCADORES DE SÃO JOÃO BATISTA, MUDANÇAS NO SEGURO-DEFESO”

  1. Gostei da sua finalização meu caro. Chega de oportunismo dos representantes dessas entidades. Mudanças virão. Não consigo entender como alguém que detém essa expressão de associados, nem para vereador consegue representatividade. Boa liderança não é. Temos que ficar bem atentos aos oportunistas de plantão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *