CASO FLAVIANO NETO: QUILOMBOLAS FAZEM MANIFESTAÇÃO EM SÃO JOÃO BATISTA

Membros do Movimento Quilombola do Maranhão e membros da Comissão da Pastoral da Terra realizaram hoje uma manifestação para pedir celeridade no julgamento dos acusados do líder quilombola, Flaviano Pinto Neto, morto no dia 30 de outubro de 2010. Hoje fazem 04 anos de sua morte e os quilombolas pedem justiça. Quatro anos depois, os responsáveis pelo assassinato não foram julgados. O inquérito policial foi concluído em abril de 2011, mas até o momento a justiça não pronunciou os réus para levá-los a julgamento.

As manifestações começaram na Praça de Eventos, onde os representantes do Quilombo do Charco fizeram protestos e pediram o julgamento dos acusados. De lá, seguiram em caminhada até o Fórum de Justiça, onde novamente pediram rapidez no processo. Os quilombolas ficaram do lado de fora e não conversaram com a juíza, já que a mesma não se encontrava na comarca, mais mandaram um recado: ‘não vamos desistir e nem descansar até que todos os culpados forem julgados’.

A presidente da Comunidade do Charco, Zilma Mendes, conversou com o Portal Folha de SJB. Ao site, ela disse que o movimento não vai parar e que a programação só termina hoje a noite com uma vigília. Em seu discurso, Zilma citou nominalmente os acusados e teceu duras críticas à justiça do Maranhão, principalmente a de São João Batista. Depois dos protestos, o grupo seguiu para a comunidade do Charco, em Santa Rita, onde continua a programação pedindo o julgamento dos acusados.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *