POLÍCIA APURA INVASÃO À DELEGACIA DE SÃO JOÃO BATISTA

A Delegacia Regional de Viana ainda está investigando a invasão de dois homens à Delegacia da Polícia Civil do município de São João Batista, ocorrida na noite do dia 03 de novembro, que resultou na morte do carcereiro Lourenço Santos Coelho, 43 anos, e na tentativa de homicídio que teve como vítima o também carcereiro José Camilio dos Santos, de 46 anos. Houve troca de tiros e a dupla também acabou sendo alvejada e vindo a óbito ainda no local.

De acordo com informações policiais, dois homens armados teriam ido ao local para resgatar alguns presos. No distrito estavam dois carcereiros, um policial militar e o escrivão. Os dois homens chegaram à delegacia alegando que queriam registrar uma ocorrência. Ao abrir a porta, o carcereiro foi logo baleado abaixo do peito, e mesmo assim, ainda lutou com os bandidos, mas faleceu.
O outro carcereiro foi atingido nas nádegas. O cabo da Polícia Militar, identificado como Válber, percebendo a invasão e tiroteio, conseguiu imobilizar os bandidos, que reagiram e na troca de tiros, vieram a óbito. Lourenço era funcionário da Prefeitura Municipal e prestava serviço na Delegacia de São João Batista há dez anos. José Camilio foi transferido na manhã do dia seguinte para uma unidade de saúde em São Luís, no helicóptero do Grupo Tático Aéreo (GTA) e já recebeu alta.
De acordo com informações repassadas pela delegada da 6ª Regional de Viana, Maria Eunice Ferreira Rubem, os dois homens que invadiram a delegacia e foram mortos e enterrados, além de já serem identificados. Ambos eram da cidade de Matinha. Agora as investigações rumam para saber quem eram os outros três que estavam dando cobertura.
As polícias Civil e Militar estão levantando os nomes dos possíveis detentos que seriam resgatados pela dupla e a identificação das outras pessoas que também estão envolvidas na ação criminosa. Várias diligências estão sendo feitas em toda aquela região. Com informações da SSP-MA.


Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *