OS JOVENS E AS CONQUISTAS SOCIAIS, POR GILDO LOPES

Pastor Gildo Lopes

Conquista social significa a manifestação de grupos sociais por direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais, que batalham pela implantação de leis que irão melhorar o funcionamento da sociedade do município ou da nação. Essas conquistas são efetuadas ao longo do tempo, pela mobilização de toda sociedade ou de um grupo em especial, que visa através de um processo evolutivo, ir modificando as condições sociais existentes consideradas ruins, para uma nova estrutura considerada satisfatória. 


Mas a ação não termina aí, serão necessárias no futuro novas reformas e mudanças para que melhorem ainda mais até chegarem a um ponto ideal. Quando falamos em conquista, falamos em alcançar metas, sonhos e objetivos que geram um grau muito elevado de satisfação e auto-realização. A presidenta Dilma, no mês de julho de 2013, criou uma rede social para ser utilizada com objetivo de conquistar os jovens como resposta às manifestações de protesto em junho no País, de acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo. Isso mostra que quando o jovem se mobiliza o governo realiza. 

A juventude de nosso município também não fica atrás não, a Superintendência Municipal de Juventude/Forum da Juventude, desenvolvendo o Projeto “Caravana nas Comunidades” assumiu a missão de levar oficinas das mais diversas áreas além do Cinema, assim já atingiram quase 10 povoados com ações culturais desde criado, informando e integrando jovens através de oficinas, práticas de teatro, comunicação educativa, educação física e tudo mais, compensando o pouco acesso dos jovens, adultos e crianças aos bens socioculturais fazendo a identidade cultural da região mais rica. 

Muitos dos que nunca puseram os pés numa sala de cinema ou jamais foram ao teatro por falta de oportunidade estão começando ter acesso agora mediante esse projeto. Mais ainda há muito o que fazer, há aqueles que não sabem ainda hoje o que é comprar em uma banca de jornal e revistas, e nem o que é pesquisar em uma biblioteca municipal bem organizada e emancipada, ou participar de visitas a um museu. Para tudo isso acontecer é necessário implementar uma política que elimine os obstáculos que impedem o acesso cultural, o que já vem acontecendo através de parcerias com o poder publico, permitindo que o prazer da vida na juventude seja mais completo. 

Compartilhar cultura com quem está geograficamente isolado deste tipo de entretenimento é realmente hilariante! Sem dúvida é uma conquista social que está deixando marcas em um município que promete crescer nas questões sociais. Isso mostra que quando o jovem se mobiliza o governo realiza. Encontramos na Bíblia vários rostos de jovens conservados na memória das comunidades de tradição judaico-cristã. Entre eles havia jovens de todas as condições sociais, pobres, ricos, cultos, profetas, soldados, escravos e artistas. Os que serviam aos interesses dos poderosos e os que persistiram até o fim para cumprir os projetos de Deus em favor da vida e bem estar do povo oprimido. 

Um desses era chamado Moises, filho de uma hebreia, mas que fora adotado pela providencia de Deus, pela filha de faraó a qual o educou em toda a ciência do Egito. De boa formação, tímido, mas capaz, desde a sua juventude Moisés mostrou-se indignado com a situação de opressão em que vivia o seu povo. Sem projetos e com a cara e a coragem quis fazer justiça com as próprias mãos, cometeu erros e teve que fugir do Egito. Fora e com a cabeça no lugar, retornou quando Deus o achou amadurecido suficiente para animar a organização do povo escravizado, tendo em vista o grande projeto de libertação que levaria o povo livre para Canaã, a terra dos sonhos dos hebreus. 

Agora em lugar da violência ele usou sobre tudo a capacidade de planejar, trabalhar em equipe, trocar ideias, reunir-se em assembleias etc. Não esqueceu também de buscar orientação divina orar e cantar louvores a Deus, estratégia esta que se tornaram fundamentais para manter vivo o entusiasmo pela conquista de uma nova terra sem males, sem opressão. Mas a conquista social só foi conseguida depois de muita luta, embate e diálogo com o governo como sempre. Enfim pelo poder de Deus faraó permitiu que o povo partisse em liberdade. 

E a caminhada pelo deserto rumo à terra prometida foi feita com a coragem juvenil, muita fé e muita ousadia da parte dos incentivadores desse projeto de liberdade, de paz e de fraternidade. E assim Deus concretizou seu plano de libertação. Enfim, se hoje aqui e agora, as condições parecem ter melhorado em relação do que estava, é o resultado das conquistas sociais adquiridas com muita luta e trabalho da Superintendência Municipal de Juventude e Fórum da Juventude. Todavia não se acomodem, pois a ação não terminou, é necessário que melhore e aperfeiçoe ainda mais as metas, sonhos e objetivos dos projetos até que cheguem ao ponto ideal que tragam satisfação e proporcione a auto-realização que todos esperam. 

Portanto as conquistas do jovem do Êxodo na Bíblia e bem como a historia dos jovens daqui, tem suas semelhanças ao mostrar que quando a juventude se mobiliza o governo realiza. É DE DEUS! Por Reverendo Gildo Lopes.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *