MINISTÉRIO PÚBLICO PROMOVE FESTA PARA CRIANÇAS EM SÃO JOÃO BATISTA

O Ministério Público de São João Batista promoveu ontem, 09 de outubro, uma grande festa para as crianças da cidade. Organizada pela promotora Maria do Nascimento Carvalho, a festa teve a participação de milhares de crianças e foi marcada pela presença da juíza Jaqueline Rodrigues; dos secretários Aguiar Santos e Carlos Figueiredo, e também professores da Rede Municipal de Ensino.
Com apoio logístico da Prefeitura Municipal, que disponibilizou os ônibus, que foi foram pegar os alunos em seus povoados, a festa começou por volta das 15 horas com distribuição de lanches para as crianças e também diversas brincadeiras infantis. Logo depois, foi distribuído milhares de presentes. Por conta das crianças, que eram muitas, a segurança teve trabalho para sistematizar a entrega.
A festa continuou com sorteios de bicicletas, camas e outros presentes que foram entregues pessoalmente pela promotora Maria do Nascimento. Ao final, a representante do Ministério Público agradeceu todos os pais que levaram seus filhos e também os doadores e organizadores, que ajudaram na festa, entre eles o Fórum da Juventude, que disponibilizou 10 jovens para ajudar na entrega.
A ação do Ministério Público faz parte do Projeto ‘Realizar sonhos: direitos da criança, dever de todos”. De acordo com a promotora, Maria do Nascimento, foram distribuídos cerca de 2 mil brinquedos para as crianças de São João Batista.
Folha de SJB

11 respostas para “MINISTÉRIO PÚBLICO PROMOVE FESTA PARA CRIANÇAS EM SÃO JOÃO BATISTA”

    1. Na minha opinião não houve desorganização, e sim o nosso povo que deve ser educados nesses eventos, depois reclamamos quando não tem nada.

  1. O evento não foi desorganizado, tinha tudo para que todas as crianças saíssem satisfeitas, mas infelizmente a má educação de algumas mães não permitiu que isso acontecesse, pois haviam para serem distribuídos 2.000 (dois mil) brinquedos, 37 (trinta e sete) fardos de refrigerante de 2 litros, 50 kg (cinquenta quilos) de bombons e 2.500 (dois mil e quinhentos) saquinhos pipocas, algodão doce, 03 bicicletas, duas camas, um colchão, uma mesa com cadeiras infantis. A existência de tudo isso pode ser comprovada pelo fato de muitas mães e crianças saírem com mais de um brinquedo com sacos cheios de saquinhos de pipoca, até com litros de refrigerante, o que implicou em muitas crianças saírem sem brinquedos ou sem outra coisa. Então Ricardo não foi o evento que estava desorganizado, pois havia cerca de aproximadamente 30 (trinta) pessoas ajudando na organização e distribuição dos brinquedos, mas como todo evento é lógico, óbvio, que sempre há mais convidados do que pessoas organizando. Em relação, à crianças saírem desmaiadas, tenho absoluta certeza que ninguém presenciou nenhuma criança saindo da Promotoria nesse estado. Ricardo, antes de você comentar deveria ter observado o empenho dos organizadores em fazer tudo ocorrer bem e a conduta de muitas mães que empurravam as crianças que estavam desacompanhadas de seus pais, tomavam o brinquedo dessas, talvez esse foi o motivo de perderem chinelos e ainda, eram tão audaciosas que não respeitavam ninguém. A grande preocupação, que eu tenho, é com nossas crianças joaninas que estão sendo educadas direta ou indiretamente por essas pessoas sem educação, pois mesmo aquelas que possuem bons pais, presenciam fatos como esses em diversos eventos em nossa cidade e, de certa forma, acabam nunca esquecendo desses comportamentos inaceitáveis. TEMOS QUE INVESTIR EM MAIS EDUCAÇÃO PARA O POVO DE SÃO JOÃO BATISTA.

  2. Além do evento ter sido desorganizado, prejudicou o desenvolvimento das atividades educativas dos alunos que não são mais crianças, pois não houve aula por causa do transporte. Onde estão os direitos dos adolescentes, previstos no ECA? Quando nós, professores, paramos as nossas atividades de sala de aula para reivindicarmos nossos direitos somos criticados por estarmos prejudicando o aprendizado dos alunos. Isso não prejudicou? Onde estão os defensores das crianças e dos adolescentes? O gato comeu?

  3. Além do evento ter sido desorganizado, prejudicou o desenvolvimento das atividades educativas dos alunos que não são mais crianças, pois não houve aula por causa do transporte. Onde estão os direitos dos adolescentes, previstos no ECA? Quando nós, professores, paramos as nossas atividades de sala de aula para reivindicarmos nossos direitos somos criticados por estarmos prejudicando o aprendizado dos alunos. Isso não prejudicou? Onde estão os defensores das crianças e dos adolescentes? O gato comeu?

  4. Engraçado como nós somos gente. Quando a governadora que não governa nada vei aqui não houve aula e ninguém falou nada, bem assim quando a mãe de uma ex-secretaria de educação faleceu não houve dois dias de aulas e não falaram nada. Agora uma tarde que houve um evento para as nossas crianças de nosso município, tem quem diga que as prejudicou. Fala sério! Kkkkk.

  5. Uma otima solucao para que isso nao ocorresse era ter entregue os brinquedos a uma escola,creche ou instituicao para destribuirem adequadamente!
    Mas o que se percebeu foi que a preocupacao maior nao era com a alegria de ver uma crianca recebendo um brinquedo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *