AMARILDO PINHEIRO VETA PROJETO DE AUTORIA DO VEREADOR MECINHO

O chefe do Poder Executivo de São João Batista, Amarildo Pinheiro, vetou o projeto de lei de autoria do vereador Mecinho, que obriga todos os estabelecimentos bancários da cidade a terem postas giratórias com detectores de metais, bem como as casas lotéricas existentes no município.
Amarildo Pinheiro e Mecinho
De acordo com a mensagem do prefeito enviada à Câmara de Vereadores ontem, o veto total do projeto se deu por que a administração entendeu que isso traria prejuízos ao estabelecimentos, além de não ser uma obrigatoriedade nacional, sendo que apenas as cidades de grande porte usam este sistema. Ainda de acordo com o veto de Amarildo Pinheiro, não seria viável obrigar que todos os estabelecimentos tivessem portas giratórias com detectores de metais.

O projeto do vereador Mecinho foi aprovado por unanimidade pelo Parlamento Joanino no dia 07 de agosto deste ano e diz que “as agências bancárias e casas lotéricas instaladas no âmbito do município de São João Batista deverão instalar porta giratória de segurança com detector de metais a fim de resguardar a integridade dos funcionários e clientes e que fica estipulado o prazo de 180 dias para que estes estabelecimentos se adequem a esta lei”.

No veto apresentado ontem, o prefeito afirma que seria impossível o cumprimento da lei, se aprovada, pelos estabelecimentos. Na tribuna da casa, o vereador repudiou a atitude do prefeito. De acordo com o presidente da casa, vereador Luiz Everton, o parlamento ainda analisará o veto e só assim poderá se pronunciar sobre o veto apresentado pelo Executivo.

CRÍTICAS

Na mesma sessão, realizada ontem, o vereador Mecinho criticou fortemente a administração. Questões como saúde, pagamento de funcionários e perda do programa do leito foram debatidas pelo parlamentar, que foi seguido também por boa parte dos vereadores da Oposição e Situação.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *