MUTIRÃO DA CATARATA TERMINA COM MAIS DE 500 CIRURGIAS REALIZADAS EM SÃO JOÃO BATISTA

Carlos e Amarildo

Mais de 500 cirurgias de catarata foram realizadas em São João Batista. A ação foi elogiada até pelos vereadores da Oposição é o resultada da parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo Federal. Ao todo 571 cirurgias foram realizadas e muitas pessoas da região foram beneficiadas. 

A cidade foi escolhida pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão para sediar um dos pólos da Baixada Maranhense. Sob o comando do prefeito Amarildo Pinheiro e do secretário municipal de Saúde, Carlos Figueiredo, o mutirão foi um sucesso. 

A informação é da coordenadora geral do mutirão na Baixada Maranhense, Ana Lurdes Lima, da Secretaria de Estado da Saúde e do Centro de Olhos Maranhense. Ana Lurdes disse o município atendeu os requisitos para sediar o mutirão, que envolveu cidades como Bacuritiba, Cajapió, São Bento, São Vicente Ferrer, Olinda, Palmeirandia e Cajari.


A coordenadora, ao acompanhar o mutirão aqui em São João Batista, elogiou o prefeito e o secretário pela organização e afirmou que a cidade vive um novo momento na saúde pública no Maranhão. 

Já o prefeito Amarildo Pinheiro disse que ao sediar o mutirão, coloca a saúde como prioridade em seu governo e disse que é compromisso da atual gestão fazer uma saúde de boa qualidade para os joaninos. O gestor parabenizou toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, especialmente o seu secretário, Carlos Figueiredo.

Já o secretário afirmou que este foi um esforço conjunto e que só foi possível graças à parceria entre a Prefeitura e Governo do Estado. Na sua fala, o secretário de saúde divulgou alguns dados a respeito do mutirão. Segundo Carlos Figueiredo, foram realizadas 571 cirurgias durante o mutirão em nosso município. Só em São João Batista foram realizadas 171 cirurgias de catarata. A equipe médica foi composta por 08 profissionais da SES.
Carlos Figueiredo ainda informou que cerca de 500 consultas médicas foram feitas durante este período com cirurgias de catarata realizadas com habitantes de outros municípios como São Bento (188 cirurgias), Palmeirândia (63 cirurgias), Olinda Nova (80 cirurgias), Cajapió (27 cirurgias) e São Vicente Ferrer (48 cirurgias). Um fato que marcou o mutirão foi que um senhor de 92 anos, da cidade de São Vicente Ferrer, há cinco anos deixou de enxergar e foi diagnósticado com problemas de catarata. Cerca de 24 horas depois de ter feito a cirurgia voltou a enxergar.

CATARATA
Coordenadora do Mutirão

A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). O cristalino normalmente é transparente. Ele atua como a lente de uma câmera, enfocando a luz conforme ela passa para dentro do olho. Conforme envelhecemos, as proteínas do cristalino começam a se degenerar e ele se torna opaco. Depois dos 40 anos, o formato do cristalino pode mudar. Isso permite que o cristalino concentre o foco em um objeto, não importando sua distância. As proteínas do cristalino começam a se degenerar e ele se torna opaco. O que o olho vê pode parecer turvo.

Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira. Há vários tipos de glaucoma. O glaucoma crônico simples ou de ângulo aberto, que representa mais ou menos 80% dos casos, incide nas pessoas acima de 40 anos e pode ser assintomático. 

Ele é causado por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que impede a saída do humor aquoso e aumenta a pressão intraocular. O tratamento é clínico e à base de colírio.


Folha de SJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *