SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO É ENTREVISTADO EM PROGRAMA DE RÁDIO

Secretário de Administração Carlos Antônio
O blogueiro e radialista Jailson Mendes entrevistou ontem o secretário municipal de administração de São João Batista, advogado Carlos Antônio Souza. A entrevista foi dada com exclusividade no Programa “Manhã Beira Campo”, que vai ao ar às 7 horas da manhã na Rádio Comunitária Beira Campo de São João Batista.

Logo no começo da entrevista Carlos Antônio  falou sobre algumas dificuldades do Governo Municipal como o atraso do pagamento de alguns funcionários e excesso de funcionários contratados, problema que nas palavras dele já foram solucionados. “O Ministério Público entendeu que havia um excesso de funcionários contratados e nós fomos até na promotora dizer que se teve excesso nós já estamos procuramos atender o MP, tanto é que o prefeito já determinou que a recomendação seja cumprida”, disse.

Perguntado sobre os avanços já conseguidos pela administração de Amarildo Pinheiro na área de valorização dos professores nestes seis meses e meio de mandato, o secretário disse que a primeira grande valorização do magistério foi a aprovação da lei que autorizou o Governo Municipal a contratar. Logo depois o secretário disse que Amarildo cumpriu as demandas referentes à educação. “Na medida que o prefeito faz seus acordos e os cumpre como está cumprindo se valoriza nossos profissionais”, ressaltou.

De acordo com Carlos Antônio são exemplos ainda a redução da carga horária para os professores que ele disse está totalmente atendida e a remuneração dos que não quiseram aderir à redução, o valor acertado foi também cumprido de forma integral para todos os docentes de São João Batista. O secretário também falou sobre o ultimo concurso público. “O prefeito já determinou que nós fizéssemos um estudo sobre a necessidade e a intenção da administração é chamar logo os concursados, mediante a necessidade. Não há interesse desta administração em prejudicar ninguém”, frisou.

Carlos Antônio também lembrou do aumento salarial dado aos Agentes Comunitários de Saúde, que passou de 750 para 950 reais este ano, mostrando o prefeito Amarildo tem compromisso como todas as categorias de trabalhadores. Durante a entrevista o secretário foi perguntado também sobre a reforma administrativa feita por Amarildo Pinheiro logo nos primeiros meses de governo. Para ele as superintendências criadas são embriões de secretarias que venham a ser criadas no futuro.

“É bom atentarmos que quando a gestão cria as superintendências municipais de cultura, de juventude, esporte, de igualdade racial e outras, nós estamos vendo que o prefeito está tendo uma atenção maior com estas categorias da sociedade e consequentemente valorizar nossa cultura, juventude e toda a sociedade”, disse. Em relação ao pagamento dos servidores, o secretário de administração disse que já está organizado e afirmou que não receberam a Prefeitura Municipal com o cadastro dos servidores municipais, o que possibilitaria uma condição melhor de se trabalhar.

Por ultimo o secretário falou sobre o recadastramento de todos os contratados municipais. Carlos Antônio disse que há cerca de 800 pessoas contratadas e que precisa reorganizar todos os cadastros. “O recadastramento de todas estas pessoas atende uma exigência legal e é uma recomendação do Ministério Público e nós estamos a disposição de qualquer pessoa para demais esclarecimentos”, terminou o secretário municipal de administração.

Folha de SJB

Uma resposta para “SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO É ENTREVISTADO EM PROGRAMA DE RÁDIO”

  1. Que redução de carga horária, se terminamos o 1° semestre trabalhando 16 horas semanais? Que remuneração dos que não quiseram aderir a redução? Até onde eu sei, foi feito um acordo proposto pelo secretário de educação de trabalharmos o mês de junho ainda com as 16h (com gratificação de R$ 200,00) e que no começo de julho seria resolvido a redução de 16h para 13h e até hoje nada. Esperamos que isso seja resolvido e que possamos começar o 2° semestre de acordo com PISO SALARIAL NACIONAL DA EDUCAÇÃO pelo menos no que diz respeito à carga horária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *