Jornalista de Pinheiro é agredido pelo presidente da Câmara de Vereadores de Palmeirândia

O jornalista William Vieira, da cidade de Pinheiro, acusou o presidente da Câmara de Vereadores de Palmeirândia, Raimundo André Souza Soares, conhecido mais popularmente como Dico de Dedeco, de agressão física e moralmente. O caso aconteceu no último sábado e um Boletim de Ocorrência foi realizado pela vítima.

Jornalista Willian e o presidente da Câmara de Vereadores, Dico de Dedeco

Segundo o jornalista, que também mantém um blog no ar e um dos programas mais ouvidos da região da Baixada Maranhense, a agressão aconteceu por volta das 10 horas da manhã na cidade de Pinheiro, na rua ‘Hélio Costa’, nas proximidades da escola Pernat Jhonson.

Em nota, o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Douglas Cunha, repudiou o caso e classificou como ‘grave atentado a liberdade de expressão’. O sindicato lamentou as agressões covardes e insanas praticadas contra o apresentador, ao tempo que manifestou solidariedade ao profissional de imprensa agredido.

“Observa-se que no Maranhão, em pleno Século XXI , ainda se pratica a teórica do posso e faço, ao arrepio da lei em prol dos desmandos, conduta que atinge gravemente a democracia, o direito da população à informação e a liberdade de expressão”, comentou.

Outro lado

O Blog do Jailson Mendes tenta desde ontem, 20, contato com o vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Palmeirândia e fica a disposição para qualquer tipo de esclarecimento.

NOTA DE REPÚDIO – SINDICATO DOS JORNALISTAS 
Mais um caso de agressão física e moral com ameaças a um comunicador é registrado no interior do estado. Desta vez na cidade Pinheiro, na Baixada, onde um sujeito de vulgo “Dico de Dedeco”, vereador presidente da Câmara Municipal de Palmeirândia , sem argumentos para responder as críticas à sua administração, do alto da sua truculência, agrediu o apresentador Willian Vieira a quem dirigiu pesados insultos e o agrediu fisicamente, não se registrando uma tragédia em face a interveniência de pessoas sensatas.
Dessa forma, observa-se que no Maranhão, em pleno Século XXI , ainda se pratica a teórica do posso e faço, ao arrepio da lei em prol dos desmandos, conduta que atinge gravemente a democracia, o direito da população à informação e a liberdade de expressão. 
O nosso repúdio a este tipo de conduta. Nossa solidariedade ao profissional de imprensa covardemente agredido.
 
Douglas Cunha – Presidente SINJOR-SLZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *