Polêmica: vereador de São Bento diz que renuncia se prefeito mostrar que projeto prevê benefícios para a população

| 1 Comentário

Vereador Joãozinho de João de Sangue

O vereador Joãozinho de João Sangue desafiou o prefeito de São Bento, Luizinho Barros, a mostrar que o projeto que aumenta a Taxa de Iluminação Pública prevê algum benefício para a população da cidade. Em conversa com o Blog do Jailson Mendes, o parlamentar disse que a proposta só aumenta a taxa paga pelos moradores e em alguns casos, chega a ser de 200%.

“Gostaria de começar o dia fazendo desafios. Estou olhando nas redes sociais, belezura da mensagem do prefeito que trata da alteração da lei 323/ 2003 e se o prefeito, secretários ou algum dos colegas vereadores, ou qualquer defensor desse projeto me mostrar que ele trata desse tal projeto inovador tão badalado pelo prefeito, onde coloca lâmpadas de LED, câmeras de monitoramento, internet grátis eu renuncio o meu mandado”, desafiou o vereador.

Joãozinho disse que na verdade o projeto trata de autorizar o prefeito Luizinho Barros a contratar uma empresa em regime de concessão, do ramo de iluminação pública para cobrar juros e correção monetária sobre a iluminação pública e que altera a lei 323/2003. Ele disse ainda que, em nenhum momento, o projeto trata sobre colocação de lâmpadas de led, câmeras de monitoramento ou internet grátis para a população como o Governo Municipal está dizendo.

O blog tentou, por diversas vezes, conversar com o prefeito, mas nunca teve retorno do gestor. Mas em recentes matérias distribuídas pela assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, Luizinho Barros diz que São Bento poderá ser a primeira cidade do interior do Maranhão a substituir a iluminação pública convencional, com lâmpadas fluorescentes, por lâmpadas em LED. “O projeto, ainda aproveitando a própria estrutura do sistema de iluminação pública, poderá contemplar o serviço de internet Wi-Fi, a custo zero para a população, com sinal a ser disponibilizado em praças públicas da cidade”, diz trecho das matérias.

“A reestruturação do sistema de iluminação será feita por meio de PPP (Parceria Público-Privada), cujo projeto já foi apresentado para secretários e vereadores. Atualmente, São Bento tem aproximadamente 5.000 pontos de iluminação em vias públicas, incluindo zona rural. A meta do prefeito Luizinho Barros é trocar todas as lâmpadas da cidade pela tecnologia LED. Iluminação em LED é mais econômico, mais durável, melhora a qualidade de vida, é mais eficiente e por ser luz fria (não possui radiação infravermelha e violeta) não atrai insetos”, finalizou a matéria.

Folha de SJB

One Comment

  1. Existe o programa reluz do gov.federal onde as prefeitura pode esta aderindo esse programa é tão certo que ribamar aderiu e esta trocando toda a iluminação por led.e não houve aumento da taxa da iluminação, olha que aqui é a empresa citlum, que faz esse serviço,
    o problema é que o sr. Luizinho quer que a população que ja paga tantos impostos,e tem um pessimo serviço. custei mais, um aumento que é abusivo.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.