Serviço de hemodiálise em Pinheiro atende população da Baixada Maranhense

Mais tranquilidade para quem precisa se submeter a tratamento renal com a inauguração do Serviço de Hemodiálise no município de Pinheiro. Após sete meses de atividades, o espaço facilitou a vida de diversos pacientes que, antes, precisavam ir a São Luís para poder manter o procedimento, levando até mais de cinco horas de viagem. Com o serviço, esse tempo chegou a reduzir para até duas horas. São atendidas pessoas da regional da Baixada Maranhense.

A estrutura possui sala de tratamento, capacidade para atender pacientes renais crônicos e conta com equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, assistente social, nutricionista e farmacêuticos capacitados para este tipo de atendimento. “Estamos aqui para oferecer um atendimento de qualidade e cada vez melhor para estas pessoas e poder tornar este momento difícil um pouco mais leve”, destacou a enfermeira e coordenadora do Núcleo de Hemodiálise do Macrorregional de Pinheiro, Leda Barros.

São pessoas como a lavradora Ana Regina, 53 anos, que mora em Serrano do Maranhão e há dois anos faz hemodiálise, que utilizam os serviços do novo núcleo. As mais de cinco horas que levava para chegar ao núcleo em São Luís reduziram para 2h20 até Pinheiro. “Melhorou mil por cento. Eu antes precisava viajar longas horas, pagar um lugar para ficar e eu estar mais perto da minha casa é maravilhoso. Até o transporte vai passar na minha porta. É menos sofrimento para nós”, reforçou.

Luís Silva, 40 anos, mora em Maracaçumé e precisava ir a São Luís para o tratamento, levando quase cinco horas de uma cidade a outra. São quatro anos na hemodiálise, mas desde a inauguração do novo serviço em outubro do ano passado, a distância ficou menor. Agora, indo duas vezes por semana a Pinheiro, são apenas duas horas de deslocamento. Significa também menos tempo e mais descanso para a difícil rotina do paciente.

“Eu precisei deixar o trabalho para meu tratamento e sempre tinha que viajar para outra cidade. Era mais complicado. Levava tempo, gastava muito com transporte e agora estou perto de casa. Só não enfrentar uma longa viagem eu já me sinto bem melhor. Esse espaço aqui veio para aliviar a dor de muita gente como eu que precisa deste tratamento para viver e sofria muito com a distância”, enfatizou Luís Silva.

O serviço atende a média de 54 pacientes, diariamente, três vezes por semana, em regime de turnos – segunda, quarta e sexta/terça, quinta e sábado. Quem está em tratamento no serviço de Pinheiro recebe café da manhã ou lanche, caso o procedimento seja feito à tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *