Morre aos 92 anos Maria José Freitas, maior incentivadora do Divino Espírito Santo em São João Batista

Morreu minutos atrás a maior incentivadora do Divino Espírito Santo na Baixada Maranhense, especialmente em São João Batista, Maria José Freitas, aos 92 anos. Caixeira antiga e dona de uma voz inconfundível, ela deixa um espaço na cultura joanina que poucos irão preencher.

Maria José Freitas

Mãe de seis filhos, vários netos e bisnetos, Maria José Freitas fazia há mais de 50 anos a Festa do Divino Espírito Santos, em sua casa, e saia pelas ruas da cidade no mês de dezembro. Inclusive quase todos os preparativos estavam prontos para este ano.

Em conversa com o familiares, o Blog do Jailson Mendes apurou que ela morreu por complicações no pulmão. Maria José Freitas chegou a ser internada no Hospital Municipal de São João Batista e encaminhada para São Luis, mas não resistiu, vindo a óbito por volta das 19 horas desta quarta-feira.

Em 2017, ela recebeu o Prêmio Freitas Câmara pelo seu trabalho voltado para a afirmação e reconhecimento da cultura popular. A caixeira morava com Vaduca, que tem exatos 107 anos, seu companheiro fiel de todas as festas que enchia de alegria os fieis e amantes do Divino.

O corpo deverá ser levado para a sua cidade natal e enterrado amanhã a tarde, em São João Batista.

4 respostas para “Morre aos 92 anos Maria José Freitas, maior incentivadora do Divino Espírito Santo em São João Batista”

  1. Meus pêsames a todos os familiares. E parabéns D Maria José Freitas por ter deixado essa riqueza de cultura em sua terra. Que Deus abençoe sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *